TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Os Exercícios Físicos

Por:   •  2/5/2021  •  Trabalho acadêmico  •  1.687 Palavras (7 Páginas)  •  10 Visualizações

Página 1 de 7

CENTRO UNIVERSITÁRIO LEONARDO DA VINCI[pic 1]

                                                                                   Rodovia BR 470 - Km 71 - no 1.040  –  Bairro Benedito  –  Caixa Postal 191  –  89130-000 – Indaial/SC

                                                                                            Fone (47) 3281-9000 – Fax (47) 3281-9090 – Site: www.uniasselvi.com.br

Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI

TURMA: EFL0776 - EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO

SAIMON NEGREIROS DE ANDRADE

WENDERSSON RAMON

CLISMAN OLIVEIRA DE SOUZA

CLICIANE CORDEIRO DOS SANTOS

                                             Orientador: Devalci de Oliveira Pinto

Cruzeiro do Sul-Acre 2020

1 INTRODUÇÃO

A pesquisa tem como tema a Prática do Exercício físico para idosos e está relacionado com a área de concentração Fisiologia do Exercício. O presente estudo aborda sobre os efeitos do exercício físico e sua relação com a saúde do idoso onde faremos uma análise acerca desse assunto a fim de conhecermos as contribuições positivas na vida desse publico.

Esse assunto vem sendo bastante discutido ao longo dos tempos adquirido importância, apresentando grande destaque no cenário mundial, pois colocam em jogo as questões da qualidade de vida e a saúde dos idosos.

A prática da atividade física  em todas as idades faz parte da cultura de muitas pessoas, porém na população idosa esse cenário muda, pois a maioria da população idosa ainda não adquiriu o hábito de praticar exercícios físicos  e por esse motivo, leva uma vida sedentária facilitando assim o surgimento de doenças que coloca em risco a sua própria saúde, pois é no exercício físico que melhora sua condição aeróbica, força, equilíbrio e flexibilidade partes essenciais para a manutenção de uma vida longe de problemas.

Determinar um estilo de vida ativo e saudável implica, entre outras coisas, praticar atividade física mantendo uma certa constância e isso requer motivação, determinação e consciência crítica de mudança tendo em vista uma boa qualidade de vida.

A presente investigação justifica-se tendo em vista a sua grande importância na vida dos idosos e também na área da Educação Física contribuindo para novas pesquisas.  

A pesquisa busca responder o seguinte problema: Qual a importância da prática do exercício físico para as pessoas durante a velhice?

Para responder a essa problemática temos como objetivo geral: analisar a importância da prática do exercício físico para pessoas na velhice e Objetivos específicos: Identificar os resultados dos exercícios físicos na prevenção de doenças na melhora da saúde e Reconhecer a necessidade da prática do exercício físico na velhice.

 

2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

O exercício físico é fator indispensável na vida de todo o ser humano ainda mais quando este chega à fase mais avançada da vida, por esse motivo,  uma rotina de treinamento para melhorar a qualidade de vida é necessária para a promoção da saúde e da prevenção de doenças relacionadas ao envelhecimento.

Os benefícios do exercício físico na vida dos idosos são: diminuição de riscos de quedas, prevenção da hipertensão arterial, osteoporose, artrite, depressão, entre outros.

Moriguti, Lucif Jr. N. e Ferriolli (1998) dizem que:

O exercício físico é importante em qualquer idade e essencial, pois ajuda na manutenção da composição corporal e do tônus muscular, poderá impedir ou até mesmo diminuir a taxa metabólica basal e aumentar o requerimento de energia bem como melhorar a destreza dos movimentos a força muscular, a capacidade aeróbia evitando as quedas, problemas nutricionais e melhorando a qualidade de vida (MORIGUTI; LUCIF JR. N; FERRIOLLI, 1998, p.170).

Dessa forma, dada a sua importância e também corroborando com essa temática, Leitão e Leitão, (2006, p.194) ratificam que as principais doenças relacionadas ao envelhecimento são: Artrite traduzindo-se em uma doença sistêmica, severa e progressiva de causa desconhecida, sendo que o público mais atingido são as mulheres, vindo a causar algumas consequências como  incapacidade, morbidade e mortalidade sendo responsável pela diminuição do tempo de vida útil tanto em homens, com menor incidência, como em mulheres, com maior incidência. A referida doença atingir principalmente as “articulações, podendo causar-lhes sérias deformidades e afetando também outros órgãos: coração, pulmões, pele, nervos, olhos e tecidos subcutâneos”.

Continuando com o rol de doenças causadas pelo processo de envelhecimento a “Artrose é uma doença das articulações sinoviais e caracteriza-se pela perda focal da cartilagem e da resposta óssea reparadora”. Ademais, constitui-se na principal causa isolada de incapacidade locomotora (Leitão e Leitão, 2006, p.194).

Outra doença citada pelos mesmos autores é a Osteoporose, caracterizada pela redução progressiva da massa/densidade óssea, além de modificações na arquitetura do tecido ósseo trabecular traduzindo-se como uma doença osteometabólica localizada ou generalizada ocasionando fragilidade óssea aumentando consideravelmente os riscos de fraturas (Leitão e Leitão, 2006).

As doenças cardíacas que atacam os idosos são: “insuficiência cardíaca, doença arterial coronariana, doenças das válvulas do coração (estenose aórtica e insuficiência mitral), arritmias cardíacas ventriculares e supraventriculares e miocardiopatia hipertrófica.” Vale destacar que a hipertensão arterial, em todo o mundo, é a mais frequente das doenças crônicas não transmissíveis. Sua frequência nos idosos aumenta consideravelmente, o que leva a necessidade por assistência médica (Leitão e Leitão, 2006 p. 166).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.4 Kb)   pdf (139.6 Kb)   docx (24.4 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com