TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MICROSCOPIO DE LUZ FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Por:   •  24/4/2019  •  Resenha  •  646 Palavras (3 Páginas)  •  66 Visualizações

Página 1 de 3

      FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

CURSO: Bacharel em Enfermagem

PROFESSORA: Claúdia Laurindo

Aluna: Terezinha Soares

Trabalho de Histologia

Técnicas de Preparação

Para que se conseguissem tratar algumas doenças, era necessário observa de muito perto e para isso o microscópio começou a ser a ferramenta mais importante. Mas para ser feita a análise, o material analisado precisava ser fino para que a luz a ultrapassasse.

 Então, depois de algum tempo, foram criados procedimentos para observação de estruturas maiores e sem coloração, foi chamada de Técnica Histológica,essa técnica é dividida nas seguintes etapas.

Coleta do material, fixação, clivagem, descalcificação, processamento, inclusão, microtomia, coloração, selagem e observação ao microscópio. Primeiro é feita a coleta dos tecidos, com cuidado, através de biópsia das peças cirúrgicas  para necropsias.  

Em seguida, o matéria é colocado em um recipiente com fixador e fechado rapidamente, para que não ocorra a evaporação do mesmo.

 A clivagem é o processo de redução do tamanho da amostra para que haja melhor fixação. A fixação pode ser classificada em dois grandes grupos, a fixação física e a fixação química.

 A fixação física preserva a amostra por aquecimento ou resfriamento. Na  química, é feita pela ação de agentes químicos, os principais são, agentes oxidantes, agentes desmaturantes, fixadores de mecanismos desconhecidos, fixadores aldeídos e suas combinações.

 Os mais utilizados são os fixadores aldeídos, pela sua facilidade, baixo custo, resultados uniformes e qualidade satisfatória.

Os principais fatores que influenciam a fixação são, a temperatura, o volume da mistura fixadora, a concentração, o pH da mistura, osmolaridade, espessura da amostra e o tempo de fixação.

Após o tempo estipulado para fixação, o material deve ser lavado dependendo do tipo utilizado de fixador. Descalcificação é o processo de retirada de cálcio do tecido ósseo.

São utilizados descalcificadores a base de ácidos, histoquímicos, soluções descalcificadoras patenteadas, resinas de troca iônica e descalcificadores eletrolíticos.

 O tecido é envolvido em uma gaze e amarrado com um barbante, de maneira que não encoste no fundo do recipiente, com uma solução descalcificadora, em seguida é levado em uma placa agitadora e ao término é lavado em água corrente,são procedimentos para substituir a água dos tecidos por um meio mais solido.

São feitas em três etapas: a desidratação, a clarificação e a infiltração, o processo pode ser manual ou automático, normalmente é utilizado o automático por ser mais rápido, evitando falhas e para controlar a temperatura.

 Inclusão, é a etapa onde o tecido é incluído em um molde com parafina. A inclusão é feita em uma central de inclusão,o tecido é colocado no molde já preenchido com parafina junto com sua identificação e depois são resfriados, após atingir o ponto em que está seco, o bloco é removido do molde. Em seguida é feita a microtomia utilizando o micrótomo, é o procedimento em que os blocos com os tecidos são cortados em fatias finas. Logo após a  lavagem e identificação das lâminas, utiliza-se uma substância para que o tecido seja aderido a lâmina.,assim, as lâminas são levadas a uma estufa com temperatura apropriada. A coloração tem o objetivo de tornar visível os tecidos no microscópio. A hematoxilina e a eosina são as substancias mais utilizadas. Primeiramente, é removida a parafina dos tecidos, então o corante é depositado em um recipiente com as lâminas. Em seguida, as lâminas são deixadas em água corrente para que ocorra a viragem do corante. E então, as lâminas são mergulhadas em álcool para preparar os cortes para a coloração de eosina. Para remover o excesso de corante, são lavadas novamente com álcool. Então é feita a selagem, o mais recomendado é a Goma de Damar. É colocado uma gota da Goma de Damar na lâmina com o tecido e em seguida selada com outra lamina. Logo, as lâminas estão prontas par observação no microscópio. 

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.3 Kb)   pdf (187.4 Kb)   docx (551 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com