TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Assistência Farmacêutica a Paciente com insuficiência renal cronica

Por:   •  8/9/2019  •  Artigo  •  2.807 Palavras (12 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 12

ATENÇÃO FARMACÊUTICA AOS PACIENTES COM INSUFICÊNCIA RENAL CRÔNICA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Joana Darc Maria Pinheiro da Silva

Carlos Eduardo Miranda de Sousa

RESUMO

A doença renal crônica é uma condição clínica, resultante de múltiplos processos causados pelas alterações das funções renais. Mediante a importância do tratamento medicamentoso regular, justifica-se a necessidade da atenção farmacêutica na equipe de assistência à saúde. Este estudo objetivou descrever a importância da atenção farmacêutica aos pacientes com insuficiência renal crônica, através de uma revisão de literatura construiu-se a compreensão de que a importância da atenção farmacêutica deve buscar e manter o controle das principais complicações clínicas associadas ás doenças renais crônica, monitorando a pressão arterial, informar e orientar o paciente quanto ao uso correto das medicações, logo ela deve priorizar pela adesão ao tratamento de forma a viabilizar não só aos aspectos técnicos, mais também aos aspectos psicológicos e a educação familiar.

Palavras-chave: Atenção farmacêutica. Doenças renais. Tratamento.

1 INTRODUÇÃO

Os problemas renais constituem atualmente um dos principais problemas de saúde pública no nosso Brasil. Alguns dados acerca da população brasileira asseguram que há cerca 1,4 milhão de pessoas com insuficiência renal em diferentes estágios. Considerando apenas a população com doença renal terminal, no Brasil temos aproximadamente 60.000 pacientes mantidos em programa crônico de diálise, com uma incidência crescente de 8% ao ano (SIVIEIRO, et al, 2014).

A doença renal é responsável por diversas alterações no estilo de vida, especialmente provocadas pelas restrições decorrentes da enfermidade, das necessidades terapêuticas e de controle clínico, bem como da possibilidade de internações hospitalares recorrentes. Além disto, consiste em lesão e perda progressiva e irreversível das funções renais, estando cada vez mais presente em parte devido ao processo de envelhecimento da população e ao aumento de portadores de hipertensão e diabetes mellitus, principais morbidades associadas ao desenvolvimento das disfunções dos renais (SIVIERO, et al, 2014).

A qualidade de vida está diretamente ligada ao modo como o paciente processa cognitivamente a doença e suas consequências. Após o impacto do diagnóstico, torna-se necessário adaptar-se à nova situação, procurando entender a evolução do tratamento, o papel da hemodiálise, de modo que possa aceitar sua condição (MORTARI, et al 2010).

A atenção farmacêutica no âmbito do atendimento ao paciente renal pode contribuir para estabilidade clínica, levando-se em consideração as especificidades do tratamento, da terapêutica adotada, cuidando em seguir a prescrição médica, prestando todas as orientações necessárias acerca dos detalhes de sua composição, forma, posologia e modo de utilização (BONFILIO, et al., 2010).

Tendo o paciente aderido ao tratamento dialítico ou hemodialitico, é preciso destacar a intercorrências durante a sessão de hemodiálise ou diálise peritoneal, uma vez que estas podem agravar de maneira efetiva o estado clínico do paciente caso não receba uma assistência promissora. Assim, o gerenciamento da atenção farmacêutica precisa atuar nas intercorrências, de modo que o efeito da terapêutica medicamentosa atinja seus objetivos (SILVA, et al, 2015).

Para a construção de um entendimento sobre essa temática, este estudo tem por objetivo descrever a importância da atenção farmacêutica aos pacientes com insuficiência renal.

2 METODOLOGIA

A revisão de literatura se trata de um método que consiste em avaliar o tema estudado seja considerado em seus mais variados aspectos, porque possibilita uma análise efetiva do tema. A utilização da revisão de literatura integrativa consiste numa análise da literatura a respeito da temática abordada, selecionando dentro de critérios pré-estabelecidos os estudos mais relevantes, de modo a propiciar o conhecimento principal do assunto, de forma sintética e objetiva (FRANÇA, et al, 2012).

Trata-se também de um estudo exploratório-descritivo possibilita o conhecimento da temática abordada, pois possibilita a construção de hipóteses, pois mesmo que existam poucas pesquisas abordadas, o estudo exploratório permite o conhecimento de vários aspectos da temática que eleva a pesquisa em outra dimensão, aumentando as possibilidades do pesquisador (GIL, 2011).

Para amostra deste estudo, serão incluídos estudos que abordam o tema em questão

...

Baixar como (para membros premium)  txt (20.4 Kb)   pdf (65.3 Kb)   docx (16.2 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com