TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Desenvolvimento Embrionário

Por:   •  21/9/2014  •  777 Palavras (4 Páginas)  •  218 Visualizações

Página 1 de 4

Desenvolvimento Embrionário

Após a fecundação do óvulo pelo espermatozoide, é formado o zigoto, que passará por sucessivas etapas de divisões mitóticas e diferenciação celular, até se formar um indivíduo. As Fases do desenvolvimento embrionário, são segmentação, gastrulação e organogênese.

Fases do Desenvolvimento Embrionário: Fecundação: Acontece no encontro entre os gametas masculino e feminino. Pode ocorrer no meio externo, o que é restrito à vida aquática, ou dentro do corpo da fêmea. Nos mamíferos, quando o gameta feminino chega à trompa, está envolvido pela zona pelúcida e por células foliculares. Encontra-se no estágio de ovócito II, e o seu primeiro corpúsculo polar está no interior da zona pelúcida. A fusão do espermatozoide com o ovócito se dá por ação das enzimas presentes no acrossomo do primeiro. Após a entrada do núcleo do espermatozoide, o núcleo do ovócito I sofre a segunda divisão meiótica. O núcleo masculino se une ao núcleo feminino e formam o núcleo do zigoto. Todo o patrimônio genético do novo indivíduo fica determinado. O primeiro e o segundo corpúsculos polares desaparecem. Após a entrada do primeiro espermatozoide, a membrana do óvulo se modifica, tornando-se intransponíveis aos demais espermatozoides

Segmentação: o zigoto dá início a uma série de divisões por mitose. São as clivagens, onde o volume do embrião se mantém. As células resultantes das primeiras divisões do zigoto são os blastômeros, cujo número aumenta em progressão geométrica até produzir uma esfera maciça de células, a mórula. As células se afastam do centro, onde se forma uma câmara cheia de líquido. Nesse estágio, o embrião é chamado blástula.

Devido ao consumo de material nutritivo, o volume da blástula é menor que o do zigoto. O tipo de segmentação depende da quantidade e da distribuição do vitelo no zigoto.

Gastrulação: é a fase onde se iniciam as diferenças mais marcantes entre os vertebrados. Consiste no período em que a massa celular da blástula irá originar 3 camadas. Cerca de metade das células da blástula migra para o interior. Essa migração segue caminhos muito diferentes para cada tipo de ovo. Observe que a migração dá origem a um tubo que se dirige ao interior do embrião. É o arquêntero, cujo orifício se chama blastóporo. Nos animais protostômios, o blastóporo origina a boca, e o ânus surge posteriormente. As células do revestimento externo do embrião constituem o ectoderma, e as que revestem o arquêntero formam o endoderma. Longitudinalmente ao arquêntero, forma-se o mesoderma. Animais com três folhetos embrionários são ditos triblásticos.

Do mesoderma, formam-se três estruturas longitudinais: A notocorda uma massa que constitui o eixo de sustentação do embrião, Os somitos são blocos segmentares que produzirão músculos, tecido conjuntivo, entre outros. E o celoma, cavidade corporal revestida por dois folhetos do mesoderma. A região de associação entre o arquêntero e o folheto mesodérmico em contato com ele constitui a esplancnopleura, enquanto a área de aposição

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com