TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Cálculo e Geometria Analítica Semestre Engenharia Básico

Por:   •  19/5/2020  •  Trabalho acadêmico  •  1.703 Palavras (7 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 7

ED UNIP Cálculo e Geometria Analítica – 2º Semestre Engenharia Básico

1- (CQA/UNIP – 2011) A agricultura intensiva depende muito de fertilizantes inorgânicos que fornecem, entre outros nutrientes, particularmente o nitrogênio, essenciais para o desenvolvimento das plantas. A produção de fertilizantes nitrogenados requer um enorme gasto de energia e estima-se consumir aproximadamente metade do combustível fóssil aplicado nas atividades agrícolas atuais. Fertilizantes inorgânicos também causam problemas ambientais associados com a contaminação dos recursos hídricos.

Fonte: Biotecnologia Agrícola – 15/08/2006 (p. 12).

Os fertilizantes agrícolas inorgânicos citados anteriormente são compostos fundamentalmente por nitrogênio, óxido de fósforo e óxido de potássio, cujos percentuais, apresentados na ordem citada, são indicados nos rótulos dos produtos.

Suponha que no rótulo do fertilizante “Agricultura Atual” esteja indicado “20-10-10” (isso significa que esse fertilizante apresenta 20% de nitrogênio, 10% de óxido de fósforo e 10% de óxido de potássio). Considere que no rótulo do fertilizante “Terra Nossa” esteja indicado “10-10-20” (isso significa que esse fertilizante apresenta 10% de nitrogênio, 10% de óxido de fósforo e 20% de óxido de potássio). Se adicionarmos 100 kg do fertilizante “Agricultura Atual” a 300 kg do fertilizante “Terra Nossa”, supondo perfeito estado de homogeneização, o rótulo do fertilizante resultante apresentará a seguinte indicação:

100 Kg de fertilizante Agrícola atual têm:

20 Kg de nitrogênio

10 Kg de fósforo

10 Kg de potássio

300 Kg de fertilizante Terra Nossa têm:

30 Kg de nitrogênio

30 Kg de fósforo

60 Kg de Potássio

Misturando os dois teremos:

400 Kg de fertilizante

50 Kg de nitrogênio

40 Kg de fósforo

70 Kg de potássio

Dividindo:

50/400 = 12,5 Nitrogênio

40/400 = 10 Fósforo

70/400 = 17,5 Potássio

2- (CQA/UNIP – 2011) Considere uma barra uniforme, feita de um material hipotético, com 60 cm de comprimento. Imagine que, em determinado instante, em uma das extremidades da barra, a temperatura seja de 35 ºC e, na outra extremidade, a temperatura seja de 5 ºC. Suponha que a temperatura T (ºC) da barra varie linearmente com a posição de um ponto L (em cm), medido a partir da extremidade mais quente da barra, como resumido no quadro 1

Quadro 1. Conjunto de dados apresentados na análise do problema.

T (ºC) L (cm)

35 0

5 60

O gráfico apresentado na figura 1 mostra o comportamento da temperatura em relação ao comprimento da barra.

Com base no texto acima e nos dados apresentados, assinale a alternativa correta.

a = Δt / ΔL = (35-5)/(0-60) = 30/(-60) = -0,5

T = aL + b

T = -0,5 * 60 + b

b = 35

T = -0,5L+35

3- (CQA/UNIP - 2011) Um objeto cai do alto de um edifício, obedecendo à lei h=-4,9t²+49, sendo que h representa a posição ocupada pelo objeto, em metros, e t, o tempo, em segundos. Os dados foram anotados, com o auxílio de dispositivos eletrônicos que mapeavam o movimento, por um pesquisador ateto à queda do objeto, conforme mostrado no quadro 1.

QUADRO 1. Anotação dos dados da queda do objeto do alto de um edifício

t(s) h(m)

0 49

1 44,1

2 29,4

3 4,9

A figura 1 mostra o gráfico obtido por meio do quadro 1

Com base nos dados acima, assinale a alternativa verdadeira:

O objeto gasta aproximadamente 3,2 s para atingir o solo.

h= -4,9*10²+49

h= -4,9*100+49

h= -441m

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.5 Kb)   pdf (55.7 Kb)   docx (15 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com