TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Educar Para O Futuro Com Sustentabilidade -- Lia Fernandes

Por:   •  17/5/2013  •  698 Palavras (3 Páginas)  •  447 Visualizações

Página 1 de 3

Educar para o futuro com sustentabilidade texto de Lia Fernandes Introdução Como educadora , bióloga e ambientalista eu não vejo educação no futuro sem falar de sustentabilidade, o grande desafio para a formação de novos profissionais é educar para uma sociedade sustentável. Educar é algo coletivo, colaborativo. Não se admite mais em educação e no ambiente escolar segmentar conhecimento. A escola tem que ser interativa interdisciplinar. O uso de recursos midiáticos favorecem essa interatividade.Para garantir uma melhor qualidade de ensino para as gerações futuras.Por isso mais do que interdisciplinar a educação para o futuro tem que ser repleta de recursos audiovisuais midiáticos, tem que fazer uso de ferramentas multimídias. Educação do futuro em um mundo sustentável O termo sustentabilidade originou-se na economia (desenvolvimento sustentável) e na ecologia. Segundo Moacir Gadotti, “O termo se inseriu definitivamente na educação, sintetizado no tema: uma educação sustentável para a sobrevivência do planeta, difundido pelo movimento pela Carta da Terra. Esse tema vai dominar muitos debates educativos nas próximas décadas.” Para Lia Dinskin, na educação do futuro é preciso desenvolver quatro habilidades e competências; contextualizar a informação, desenvolver senso crítico, alfabetização emocional e tomar cuidado com o comprometimento, para que ele não se transforme em oportunismo. A educação dentro de uma perspectiva tecnológica é fundamental para a construção e a formação da cidadania. A educação do futuro deve conhecer e desenvolver tecnologias sustentáveis e inovadoras. É evidente que os objetivos variam de acordo com cada curso ou disciplina proposta. Segundo Perrenoud(200:128), “Formar novas tecnologias é formar o julgamento, o senso critico, o pensamento hipotético e dedutivo, as faculdades de observação e de pesquisa, a imaginação, a capacidade de memorizar e classificar, a leitura e a análise de textos e de imagens, a representação de redes, de procedimentos e de estratégias de comunicação.” Na educação sustentável o aluno memoriza, ele adquire conhecimentos contínuos permanentes de forma crítica auxiliando com ensino-aprendizagem multimídia no trabalho intelectual. As novas tecnologias permitem dinamizar, facilitar e sustentar uma aprendizagem eficaz, significativa e efetiva. Como as tecnologias estão em constante inovação elas permitem a rápida contextualização e atualização da educação e do conhecimento. As tecnologias educacionais rompem os limites e as barreiras sociais, geográficas, econômicas, políticas, etc. Uma vez que elas aumentam o acesso à informação e ao conhecimento. A educação tecnológica, nesse processo, torna-se inclusiva e favorece vários níveis sociais, inclusive as minorias, ou seja, possibilita que camadas mais pobres tenham acessos às mesmas quantidades de informações e aos mesmos conteúdos que a elite, permitindo que os menos favorecidos participem em maior quantidade de decisões que afetam suas vidas, possibilitando a mobilidade social, permitindo a cada um ser protagonista da sua própria história. Os projetos políticos - pedagógicos das escolas e dos Estados devem

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.3 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com