TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Ponteiras Cravadas E Por Jato De Agua

Por:   •  20/3/2013  •  873 Palavras (4 Páginas)  •  2.039 Visualizações

Página 1 de 4

Ponteiras cravadas

Ponteira é uma haste perfurada, revestida por tela, com terminação cônica e que é cravada no terreno, através da qual se pode retirar água com bomba de sucção. Muito popular, só funciona em aqüíferos muito rasos. Muito usadas em obras de engenharia civil para o rebaixamento do lençol freático.

É necessário que os segmentos de tubos que foram conectados na ponteira, sejam bem vedados para não entrar ar, o que impediria a água de subir. Em geral estes poços possuem de 4 a 5 centímetros de diâmetro.

Estas ponteiras são muito versáteis, e é uma boa opção para um poço de baixo custo. Caso a necessidade de água aumente pode-se cravar mais ponteiras, mantendo uma distância segura para evitar as interferências dos cones de depressão.

As principais limitações são:

a) como a água é extraída por sucção, isto é, extração passiva, a profundidade máxima de extração alcançada é dada pela pressão atmosférica. No nível do mar esta profundidade é de cerca de 6 (seis) metros, diminuindo com a altitude.

b) é indicada para terrenos arenosos homogêneos. Qualquer seixo ou bloco de pedra um pouco maior encontrado, quando se estiver cravando, impedirá que a ponteira desça. Da mesma forma solos argilosos oferecem muita resistência à penetração. Para facilitar a penetração pode-se injetar água no tubo na medida em que o mesmo vai sendo cravado.

Jatos de água

Trata-se de uma sondagem rotativa manual, que mistura técnicas de construção de poço raso escavado, com técnicas de sondagem rotativa e até alguns elementos da sondagem a percussão. Sua aplicação é recomendada principalmente para terrenos sedimentares.

A essência da perfuração consiste na ação constante de um jato de água a grande velocidade que remove o sedimento por lavagem, associada ao desgaste da rocha sedimentar causada pela abrasão de uma broca submetida a um movimento rotatório realizado por operários.

O sedimento vai se fracionando e se dirigindo para superfície do terreno por meio de um fluído submetido a uma pressão hidráulica que passa pela haste de perfuração, sai na broca, ascendendo até a superfície pelo espaço anelar formado entre a parede do poço e a haste de perfuração.

O equipamento de sondagem para construção do poço tubular por jato d’água é bastante simples e pode ser montado artesanalmente a partir de materiais e equipamentos disponíveis nos mercados locais da região. As ferramentas e os acessórios foram desenvolvidos da adaptação dos elementos utilizados no método de perfuração com sonda rotativa, sendo, no entanto, mais leves, menos volumosos e fáceis de transportar e operar.

O procedimento que precede a execução do poço é a locação. Antes de se iniciar a perfuração, escava-se um buraco com aproximadamente 30 cm de diâmetro e 50 cm de profundidade no local exato onde será construído o poço, esse buraco servirá de guia inicial para a broca. Logo em seguida, posiciona-se a primeira haste de perfuração cuja ponta inferior acopla-se à broca e, na ponta superior o swivel que por sua vez é conectado a uma mangueira plástica interligada à bomba instalada no tanque de sucção.

A operação de perfuração do poço se inicia com o enchimento contínuo de água do tanque de sucção, em seguida aciona-se a bomba que conduzirá a água do tanque à ponta da broca. A perfuração propriamente

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com