TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Publicidade

Resenha: Publicidade. Pesquise 785.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  1/8/2013  •  Resenha  •  735 Palavras (3 Páginas)  •  295 Visualizações

Página 1 de 3

publicidade

(ATUALIZADA EM 22/02 às 11:10) - A primeira empresa a comercializar ao consumidor final acesso banda larga via satélite usando a banda Ka no Brasil deve ser a Via Sat Brasil, uma pequena empresa de Goiânia que tem um projeto ambicioso para desbravar esse mercado a partir de abril. A Via Sat Brasil, que não tem nenhuma relação com a Viasat norte-americana, contratou o serviço de banda Ka da Media Networks com exclusividade. A Media Networks é uma empresa do grupo Telefónica que até aqui estava focada na distribuição de conteúdos digitais para DTH, integrando e distribuindo os sinais para diferentes operadoras. Entre as usuárias no Brasil estão a própria Vivo TV, a Oi TV e a CTBC.

A distribuição de banda larga em banda Ka é feita nos mesmos moldes pela Media Networks. Ela é a responsável pela contratação dos links terrestres, administração dos teleportos e, sobretudo, da capacidade no satélite. Nesse caso, a Media Networks contratou a capacidade em banda Ka do recém-lançado Amazonas 3, da Hispasat. O satélite está em fase de testes e posicionamento e deve entrar em funcionamento ainda em abril.

Até 18 Mbps

É justamente em abril que a Via Sat Brasil pretende lançar o serviço. Serão ofertados pacotes de 2 Mbps a 18 Mbps de downstream (metade da velocidade nominal no upstream) e que variam de R$ 99,99 a R$ 399,99, com franquia de uso variável, que vai de 2 GB a 18 GB por mês, respectivamente. Em todos os casos, o serviço é reduzido a 100 kbps quando a franquia é alcançada, mas é possível a contratação de um volume adicional. O serviço requer uma adesão de R$ 300, que inclui a instalação, e o equipamento fica em comodato. Para a instalação é necessária uma antena de 75 cm (um pouco maior do que uma antena de DTH), além dos equipamentos eletrônicos da antena e do modem. Os fornecedores de antena e modem ainda estão sendo definidos (o responsável pela contratação dos equipamentos é a Media Networks). A empresa tem ainda opções de acesso empresarial com maior franquia de tráfego, mas com velocidade máxima sempre de 18 Mbps.

Instaladores

Segundo o diretor de marketing da Via Sat Brasil, Johnson Havila, a empresa já selecionou 340 agentes autorizados, que serão responsáveis pela venda do serviço e também pela instalação dos equipamentos. Muitos deles são agentes autorizados de operadoras de DTH. O atendimento telefônico e o controle de assinantes serão feitos pela própria Via Sat Brasil, em Goiânia. A cobertura do serviço depende, obviamente, da cobertura dos satélites. A Via Sat Brasil utilizará três beams em banda Ka do Amazonas 3 que cobrem os estados de São Paulo, Minas, Rio de Janeiro, Goiás, Distrito Federal e Espírito Santo. Cada beam tem capacidade par atender até 150 mil clientes com velocidade de 2 Mbps e oferece uma cobertura com raio de cerca de 500 km.

TV por assinatura

Além do serviço de banda Ka, a Via Sat Brasil também pretende entrar no mercado de TV por assinatura em DTH. A empresa já contratou a Media Networks e deve lançar o serviço juntamente com o acesso banda larga, diz Havila. Ele explica que os serviços serão independentes e utilizarão antenas separadas. Segundo apurou este noticiário

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com