TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sazonalidade Do Tomate Na Economia Brasileira

Por:   •  28/4/2013  •  764 Palavras (4 Páginas)  •  1.188 Visualizações

Página 1 de 4

Em suma os motivos de tal elevação e variedade de preços e os pontos positivos e negativos da sazonalidade para a economia e para consumidores são objetos de tal estudo.

Afim, de atender a proposta da pesquisa cientifica: Quais as influencias da sazonalidade do tomate para a economia brasileira? Serão buscados procedimentos que compreendem a pesquisa documental.

O controle na aplicação dos instrumentos de pesquisa é fator fundamental para evitar erros e defeitos resultantes de entrevistadores inexperientes ou de informantes tendenciosos e será efetivado mediante a verificação da veracidade das informações obtidas, mediante busca de provas documentais em fontes confiáveis.

Pode-se classificar esta pesquisa como qualitativa, não que esteja isenta de dados quantitativos, mas que o seu foco principal esta voltado para a qualidade, tendo um teor explicitamente qualitativo, conforme Marconi e Lakatos:

“Denominamos de mudanças quantitativas o simples aumento ou diminuição de quantidade. Por sua vez a passagem qualitativa.

O tomate é o produto agrícola que sofreu maior alteração de preço neste ano os reflexos da sazonalidade de tais preços certamente influenciam diretamente a economia regional e nacional. Porem sabemos que tal variação trás impactos positivos e negativos para o cenário econômico nacional e para os consumidores.

É relevante destacar que o preço é primordial para a determinação das funções de alocação de recursos para a produção e para o consumo, entretanto ele não é o único, políticas governamentais, restrições climáticas, no caso de produtos agrícolas, limitam as ações dos produtores, assim como as promoções influem nas ações de consumo. Para algumas culturas agrícolas o preço não depende apenas de fatores inerentes ao país onde ela é produzida, como no caso dos produtos destinados à exportação, onde se faz necessária uma compreensão dos fatores mundiais que possam interferir no preço. As três funções básicas dos preços agrícolas são: alocação de recursos; distribuição de renda, e formação de capital.

A produção agrícola de tomate no Brasil é bastante desenvolvida, tendo maior importância na economia do Sudeste e Centro-Oeste. Nesta região estão localizadas as maiores empresas de processamento do fruto. Estima-se que a produção anual brasileira do tomate seja de três milhões de toneladas, dos quais dois milhões de toneladas, ou cerca de 77 por cento da produção no Brasil, seja para seu consumo in natura, sendo o restante utilizado para o processamento de sua polpa, normalmente feito a partir de tomates rasteiros (SEADE, 2003). Os principais estados brasileiros, responsáveis por esta produção são Goiás, São Paulo e Minas Gerais.

O tomateiro é originário da costa oeste da América do Sul, onde as temperaturas são moderadas (médias de 15 ºC a 19 ºC) e as precipitações pluviométricas não são muito intensas. Entretanto, floresce e frutifica em condições climáticas bastante variáveis. A planta pode desenvolver-se em climas do tipo tropical de altitude, subtropical e temperado, permitindo seu cultivo em diversas regiões do mundo.

Em suma os motivos de tal elevação e variedade de preços e os pontos positivos e negativos da sazonalidade para a economia e para consumidores são objetos de tal estudo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.3 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com