TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DETERMINAÇAO DE Cl- COM Ag 0,01M-1 (MÉTODO DE MOHR) E DETERMINAÇÃO DE CLORETO (MÉTODO DE VOLHARD).

Por:   •  8/9/2019  •  Relatório de pesquisa  •  3.135 Palavras (13 Páginas)  •  12 Visualizações

Página 1 de 13

[pic 1]

ETEC “SALES GOMES” – UNIDADE 101

ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO EM QUÍMICA

ANALISE QUÍMICA QUANTITATIVA (AQQT)

DETERMINAÇAO DE Cl- COM Ag 0,01M-1 (MÉTODO DE MOHR) E DETERMINAÇÃO DE CLORETO (MÉTODO DE VOLHARD).

Datas: Realização: 21/08,04/09

Entrega: 06/09

Turma: 1° ETIM “B” - QUÍMICA

Professor(es) Responsável(is): Luís Carlos Antunes Júnior

Aluno: Pedro da Silva Lima

Uso do Professor:

Menção do Grupo:

Aluno: Rebecca Lilia Dogado Fracarolli

Uso do Professor:

TATUÍ, SP

2019

  1. INTRODUÇÃO

MÉTODO MOHR

O método de Mohr consiste em um sistema de detecção do ponto de final em uma volumetria de precipitação. Este método tem como base a constituição de um segundo precipitado.(1)

Nesta detecção do ponto final usa se como indicador um segundo precipitado, em que esteja presente a partícula titulante. Esse precipitado deve estar de acordo com às seguintes condições: a sua coloração dever ser totalmente diferida da do precipitado desenvolvido no decorrer dessa titulação, de forma a que a sua formação possa ser detectável visualmente, e deve iniciar a constituir-se imediatamente em seguida à precipitação total do íon a titular, sendo de suma importância para isso, que a sua solubilidade seja ligeiramente superior à do precipitado desenvolvido na titulação. (1)(2)

Dessa forma o indicador (segundo precipitado) tem dessa forma de ser apropriadamente escolhido, de maneira que a sua precipitação não se dê antes de ser atingido o ponto de equivalência nem ter que muito depois dele. (2)

No método de Mohr, tal modelo de indicador é frequentemente utilizado na titulação do íon cloreto (Cl-), com o íon prata (Ag+), assim sendo o indicador um precipitado vermelho de cromato de prata (Ag2CrO4). (3)

A fim de que o íon de cromato caracterize como um indicador apropriado, não deve-se reagir com o íon prata anteriormente a concentração deste ter alcançado o seu valor de equilíbrio, isto é, o íon prata há de precipitar totalmente o íon cloreto, só depois que ocorre a formação do cromato de prata de cor avermelhada .O aparecimento desta cor no titulado, muito difere-se da cor branca do precipitado de cloreto de prata, indica o ponto final da titulação. (1)(2)

Tal método é aplicado ao doseamento de cloretos e de brometos, entretanto não utilizado ao de iodetos, dando o fato de que o iodeto de prata ser fortemente corado, tornando difícil a detecção do ponto de equivalência.

Devido a esses fatores antagônicos o método de Mohr é abundantemente limitado, não podendo ser aplicado em quaisquer titulações de precipitação. (2)

Dado que há outros meios de detecção do ponto final mais significativos o método de Mohr não é utilizado nos dias atuais com a mesma intensidade que no passado. (2)

Como este método se aplica numa calorimetria o pH do titulado dever ser inferior a 10. Contudo, o meio ácido é também desfavorável à titulação, pelo que o meio deve ser aproximadamente neutro (pH compreendido entre 6,5 e 10). Deverá, assim, ser feito um ajuste de acidez. (2)(3)

A argentometria, também conhecida como clorometria, é um método utilizado para determinar a concentração de cloretos de uma solução. Neste método é usado o nitrato de prata (AgNO3) como reagente e o cromato de potássio (K2CrO4) sendo indicador, que em meio ácido gera dicromato de potássio (K2Cr2O7). (2)(3)

Quando o teor de cloretos é normal, a quantidade de nitrato de prata adicionada é excessiva, reagindo com o indicador. Por outro lado, quando o teor de cloretos é mais elevado, haverá menor quantidade de prata disponível para reagir com o indicador e, como consequência, menor quantidade de precipitado será formada, com decrescimento da intensidade da coloração. Isto é, quanto maior a concentração de cloretos na amostra, menor a intensidade de coloração. (3)

MÉTODO FAJANS

O Método de Fajans cerca a titulação de cloreto usando indicadores de adsorção. O indicador é adsorvido na superfície do precipitado. (4)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.4 Kb)   pdf (192.1 Kb)   docx (286 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com