TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Materiais de Construção Civil II MATERIAIS BETUMINOSOS

Por:   •  5/4/2016  •  Trabalho acadêmico  •  390 Palavras (2 Páginas)  •  558 Visualizações

Página 1 de 2

Prova 3 – Materiais de Construção Civil II

MATERIAIS BETUMINOSOS

1) Descrever o princípio do ensaio de medida da viscosidade com viscosímetro Saybolt-Furol. É medido o tempo necessário para encher um frasco de 60 ml de material betuminoso saindo do orifício de um tubo de dimensões padronizadas numa temperatura determinada: quanto mais longo o tempo de escoamento, maior viscosidade do produto asfáltico e mais próximo estará da consistência semi-sólida.

a) Qual é a limitação deste método? Devido à ampla escala de viscosidade dos materiais betuminosos, não se encontrar ainda um viscosímetro padrão: então, as normas permitem ensaios a 50, 60 e 82ºC no caso de materiais ainda muito viscosos nas temperaturas mais baixas.

2) Explicar a significação das seguintes siglas:

a) CAP-7: cimento asfáltico de petróleo e o número 7 indica a viscosidade.

b) CR-30: asfalto diluído de cura rápida e o número 30 indica a viscosidade.

3) Dar definição dos asfaltos diluídos e emulsões asfálticas. Asfaltos diluídos: são CAPs diluído em solventes, obtendo uma tinta preta com viscosidade dependendo da quantidade e tipo de solvente e que, quando protegida do ar, permanece líquida por muito tempo. Emulsões asfálticas: são asfaltos emulsionados na água com auxílio de uma substância emulsionante (substância tensoativa).

4) O feltro asfáltico pode ser usado como reforço para impermeabilização:

a) Com asfalto quente: CERTO, pois o asfalto quente penetra nos poros do feltro até atravessá-lo, unindo as camadas impermeáveis acima e abaixo do feltro.

b) Com emulsões asfálticas: ERRADO, porque a aderência e a penetração são mínimas.

5) Como a EB-635 classifica os asfaltos de petróleo para uso em impermeabilizações. Classifica em 3 tipos segundo a sua aplicação, cada tipo difere basicamente pela faixa de temperatura de amolecimento e índice de penetração. I-fundações; II-intermediário; III-coberturas.

6) O asfalto se torna impermeável a partir de 1 mm de espessura. Por que então nas impermeabilizações laminadas coladas no contrapiso é recomendado no mínimo 5 mm para efetuar a impermeabilização?

7) Descrever o processo de impermeabilização (laminar) de terraços com asfaltos, preparação da superfície até a impermeabilização propriamente dita. Preparar o caimento; corrigir as tensões, fissuras e juntas; abrir as canaletas para imbutir a impermeabilização nas paredes; arredondar arestas vivas e internas; aplicar camada de emulsão; aplicar camadas de asfalto intermediário com feltro (3 camadas).

8) Por que o asfalto oxidado quente não pode ser aplicado diretamente no contrapiso. Porque

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.8 Kb)   pdf (55.8 Kb)   docx (9.7 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com