TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Contabilidade Financeira Lojas Americanas

Por:   •  24/6/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.928 Palavras (8 Páginas)  •  324 Visualizações

Página 1 de 8

[pic 3]

ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA

Empresa Lojas Americanas S.A - 2017/2016

Maio/2019

[pic 4]


Elaborado por: Elaine de Oliveira Eugenio

Disciplina: Contabilidade Financeira

Turma: PGO_CTFINPOSEAD-36_29042019_2


Introdução

Este trabalho tem por objetivo realizar a análise dos dados econômicos-financeiros da empresa Lojas Americanas S.A.

Esta é uma das maiores lojas de varejos existentes que comercializa 15 marcas próprias em diversas categorias, além de firmar parcerias com grandes marcas, podendo contar com até 2 mil fornecedores diversos.

Além das mais de 1.306 lojas em 522 municípios, a Lojas Americanas opera também nas plataformas digitais, com a B2W Digital. A idéia de se concetar à plataforma digital surgiu para atender aos consumidores que procuram conveniência, facilidade e um melhor preço.

 

Neste trabalho disponibilizamos indicadores econômicos-financeiros para a realização de análises e cálculos que visam dar suporte no processo de tomada de decisão, fornecendo total confiabilidade na elaboração dos dados apresentados.

Estes indicadores são:

- Análise horizontal;

- Análise vertical;

- Cálculo dos índices de liquidez;

- Cálculo da estrutura de capital ou Endividamento;

- Cálculo da lucratividade; e

- Cálculo da rentabilidade

Desenvolvimento

Com base nas Demonstrações Contábeis dos exercícios sociais de 2017 e 2016, apresentamos os seguintes resultados dos indicadores econômicos-financeiros da empresa Lojas Americanas S.A.

A base para os cálculos serão o Balanço Patrimonial e a Demonstração de Resultado do Exercício abaixo:

[pic 5]

[pic 6]

[pic 7]

1 - Análise Horizontal

Tem por objetivo mostrar a evolução do Balanço Patrimonial e da Demonstração de Resultado do Exercício durante um período. Se houve aumento ou diminuição de valores se comparado entre um exercício e outro.

[pic 8]

[pic 9]

[pic 10]

Ressalta-se que as Lojas Americanas S.A é uma loja de varejo. Durante a análise horizontal, lembrar-se da atividade fim da empresa nos faz chegar ao aumento expressivo na conta do Ativo Circulante de 152%. Parte destes valores são provenientes do Passivo Circulante, cuja conta de Empréstimos e Financiamentos teve um aumento de 175,9%.

2 - Análise Vertical

Análise comparativa da estrutura de cada conta ou grupo das contas do Balanço Patrimonial em referência ao Ativo ou Passivo Total e da Demonstração de Resultado do Exercício em referência à Receita Líquida de um determinado período.

[pic 11]

[pic 12][pic 13]

Comparando este indicador verticalmente na parte do Ativo Não Circulante, identificamos que houve uma redução 0,4% dos seus realizáveis a longo prazo. Isso poderá acarretar um problema se a empresa concentrar a maior parte do seu endividamente à curto prazo.

Em análise ao DRE, apesar do aumento das receitas financeiras, se comparadas com 2016, ainda representa aproximadamente 9% abaixo dos valores das despesas financeiras que a empresa vem obtendo.

3 - Índices de Liquidez

Esses índices analisam a situação financeira, uso do capital de giro e a capacidade da empresa de pagar suas dívidas com terceiros à curto prazo. A base de informações é extraída do Balanço Patrimonial.

3.1 – Liquidez Imediata

Avalia a gestão do Fluxo de Caixa empresa. O quanto a empresa possui de disponibilidade para saldar uma dívida com terceiros.

[pic 14]

O fato da empresa possuir 0,37 de recursos disponíveis (caixa e bancos) para pagar cada 1,00 de dívidas de curto prazo (passivo circulante), indica uma boa gestão do fluxo de caixa. O que significa pouco recurso parado em tesouraria e capital empregado no giro operacional do negócio. Em 2016, a liquidez imediata da empresa apresentou a mesma avaliação na análise realizada com o resultado de 0,07.

3.2 – Liquidez Corrente

Avalia o quanto a empresa dispõe para saldar suas dívidas à curto prazo. Indicará o quanto do seu capital de giro será suficiente para pagar empréstimos bancários e fornecedores.

[pic 15]

O resultado da análise de liquidez corrente em 2017, foi de 1,82. Isso indica que a empresa possui capital de giro para o pagamento de suas obrigaçõeso à curto prazo, revelando assim, capacidade de solvência. Em 2016, a liquidez corrente da empresa foi menor, de 1,52. Mesmo assim, a empresa possuia capital de giro suficiente para honrar com suas obrigações.

3.3 – Liquidez Seca

Avalia o quanto a empresa dispõe para saldar suas dívidas à curto prazo, sem considerar o quanto possui no estoque. Caso apresente volumes elevados de dependência do estoque, acaba compromentendo a liquidez corrente.

[pic 16]

Através da liquidez seca, o resultado apresentado de 1,38 indica que a empresa não apresenta grau de dependência do seu estoque para honrar com suas dívidas à curto prazo. Assim como em 2016, a empresa apresentou uma liquidez seca de 1,03, fatores considerados aceitáveis e saudávies para a empresa.

3.4 – Liquidez Geral

Avalia a disponibilidade da empresa em honrar suas dívidas à curto e a longo prazo.

[pic 17]

Esse índice, embora abaixo da unidade 1, não representa preocupação para a empresa, já que possui parte do endividamento concetrado à longo prazo. Em 2016, a liquidez geral foi de 0,68 e mesmo representando diminuição do valor, foi indicador de uma certa folga financeira por parte da empresa.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.2 Kb)   pdf (939.7 Kb)   docx (1.3 Mb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com