TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O estudo de sistemas de compreender e mapear hábitos de consumo e de desenvolvimento do varejo no Brasil

Relatório de pesquisa: O estudo de sistemas de compreender e mapear hábitos de consumo e de desenvolvimento do varejo no Brasil. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  8/11/2013  •  Relatório de pesquisa  •  1.522 Palavras (7 Páginas)  •  226 Visualizações

Página 1 de 7

Conheça oconsumidor brasileiro

Fonte: Fonte: Pesquisa Cetelem- Ipsos

Confira os resultados do estudo O Observador Brasil 2011, realizado com 1.500 pessoas em 70 cidades do Brasil

Confira o resultado da pesquisa O Observador Brasil sobre a transformação da renda, as relações de compra e consumo. O estudo busca compreender e mapear os hábitos de consumo e a evolução do varejo no Brasil.

Mobilidade social: a chegada das classes D e E

De 2005 a 2010, observou-se que a pirâmide da classificação econômica brasileira mudou. Nesse perí¬odo, houve o aumento de 62% da classe C e a redução de 49% das classes D e E. Isso representa que 26 milhões de brasileiros deixaram as classes D e E e alcançaram a classe C e outros 4 milhões conseguiram atingir as classes A e B. Logo, houve também o aumento da renda média da população em todas as classes.

Em 2005, as classes A, B e C juntas correspondiam a 49% da população (em torno de 90 milhões de pessoas); em 2010, elas somavam 74% (mais de 143 milhões de brasileiros).

Renda familiar e renda disponí¬vel

Em 2010, brasileiros de todas as classes e de todas as regiões tiveram aumento em sua renda média. Contudo, proporcionalmente, o ano foi ainda mais expressivo para as classes C, D e E. Em 2005, as classes D e E apresentavam média de renda disponí¬vel negativa, ou seja, somando todos os gastos das pessoas dessas classes sociais, a conta não fechava.

Nos últimos anos, essa situação vem melhorando progressivamente, mas apenas em 2010 essa população conseguiu superar a marca dos R$ 100 de média de renda disponí¬vel.

Intenção de compra

Com o aumento da renda do brasileiro, observou-se que com maior poder aquisitivo, cresceram as intenções de compras da população, tendo destaque alguns itens especí¬ficos, como bens para casa, móveis, decoração e entretenimento.

Diferentes consumidores e diversidade regional

Dependendo da classe social e da região do paí¬s, diferenciam-se os itens que a população almeja consumir. As classes A e B, por exemplo, foram as únicas que se destacaram pelo crescimento na intenção de compra de propriedades em 2011 (aumento de 42%).

Sobre a manutenção de intenção de compra da classe C e consequente estabilidade, as classes D e E novamente se destacam em 2010. São nas classes D e E que encontram-se, proporcionalmente, os maiores crescimentos na intenção de compra para o ano seguinte, especialmente para os itens: celular, carro e moto.

Na classe C, não encontraram-se grandes variações na intenção de compra. Seguindo o observado nos últimos anos, a maior intenção de compra da classe C está no segmento de móveis.

Ao analisar o mesmo perí¬odo em diferentes anos (2009 e 2010), observa-se que a aquisição de roupas teve um crescimento de 19% em relação ao ano anterior.

Para a execução do Observador Brasil 2011, realizaram-se entrevistas com 1.500 pessoas, acima de 16 anos, por meio de questionários estruturados, distribuí¬dos em 70 cidades do paí¬s, dentre elas, 9 regiões metropolitanas. Nessa edição, as entrevistas foram aplicadas entre 24 e 31 de dezembro de 2010.

Varejo apresenta tendências para o futuro

Fonte: Mundo do Marketing

O varejo está caminhando em direção a novos modelos. No Brasil e no mundo há exemplos importantes que norteiam as estratégias de pequenas, médias e grandes empresas do setor. Seja pela sustentabilidade, novas tecnologias ou experiências de compra, o varejo está mudando para acompanhar a transformação do comportamento do consumidor. Descubra as tendência para o varejo no Brasil e no mundo.

Pequenas empresas são maioria no varejo

Autor: SEBRAE/NACIONAL

Fonte: Revista Conhecer Sebrae - Varejo (2009)

Pequenas empresas devem se agrupar para ganhar competitividade

O comércio varejista é importante no cenário econômico brasileiro pela magnitude e abrangência, que se refletem na capacidade de geração de empregos e modernização das práticas empresariais.

As micro e pequenas empresas comerciais representam 54% do total de empresas brasileiras, e 42% do total dos empregos, em 2009. Isso mostra a grande importância econômica e social, além da presença em todo o Brasil.

O setor menos afetado no Brasil pela crise financeira de 2007 foi o comércio varejista. Os dados de agosto de 2009 indicam um crescimento de 0,7% em relação ao mês anterior, e uma expansão de 6,3% em comparação com agosto de 2008 – a maior em base anual deste ano.

Alguns analistas atribuem essa situação à estrutura do varejo brasileiro, onde as pequenas empresas são a esmagadora maioria dos empreendimentos e não têm tido, historicamente, acesso significativo ao crédito – além das principais medidas adotadas pelo governo, como a elevação do salário mínimo, distribuição de renda através dos programas sociais e a ampliação do crédito.

Esses dados e avaliações, aliados ao extraordinário potencial de crescimento do mercado interno e à inevitável globalização e abertura da economia, explicam o crescimento dos grandes grupos nacionais, a presença crescente de grupos internacionais no setor e as intensas movimentações de incorporações e fusões.

Esse contexto sinaliza de forma clara a responsabilidade do Sebrae de intensificar a orientação para que as pequenas empresas desse setor constituam redes e outras formas de agrupamentos, de modo a torná-las cada vez mais competitivas e sustentáveis.

Pesquisa da US Media Consulting apresentada no último dia 8 de março, apresentou um relatório extenso consolidando dados de 200 pesquisas que tratam sobre os padrões de consumo de mídia no Brasil e América Latina. - See more at: http://www.risanet.com.br/marketing-no-setor-de-calcados/a-forca-da-classe-c-e-o-comportamento-dos-consumidores-brasileiros-na-internet/#sthash.PnZN4eon.dpuf

Esse

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.9 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com