TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Crise de 2008

Por:   •  25/5/2016  •  Pesquisas Acadêmicas  •  562 Palavras (3 Páginas)  •  110 Visualizações

Página 1 de 3

A crise de 2008

A crise de 2008 foi umas das quais afetou profundamente a economia do território americano e seus investidores.

A queda da economia já vinha dês de 2001,onde com os ataques terroristas, e o desastre das torres gémeas,a população e a economia estavam parados submersos ao medo,assim o governo precisava reativar a economia e estimular o consumo da população,para se prevenir de uma crise,e restabelecer seus méritos e títulos de ‘o pais mais  desenvolvido’

A crise de 2008 ocorreu pela desestruturação do sistema imobiliário norte americano,onde a bolsa de valores de Nova York, caiu constantemente,e afetou toda a economia nacional.

um ponto abordado sobre a causa da crise,é a regulamentação do sistema bancário, onde

pelo fato dos EUA ser uma nação atraente pelo seu avanço de tecnológico,negócios de grande peso internacional,seus investidores e o mercado de consumo de grande porte,financiadoras e bancos, confiando em suas estrategias para reanimar o instinto de consumo,lançou o “SUBPRIME’ ( eram empréstimos concedidos pelas hipotecas e bancos,para clientes que  não tinham boa avaliação de crédito nos EUA) assim,o alvo era pessoas que não tinha recursos para quitar uma residencia com o valor total em mãos,fazia inúmeras parcelas que variava de 15 á 30 anos para a quitação total do debito,e com a condição de juros altos,assim os alvos aceitavam o acordo e não se preocupavam com os juros.

com a queda  da demanda,houve a desvalorização dos imoveis ,e por consequência,criou-se o que os economistas chamavam de “Bolha habitacional”  (os americanos estavam atrasando ou deixando de pagar a hipoteca da casa própria,Com isso, foi afetadas todas as empresas envolvidas nos empréstimos imobiliários.)e assim para diminuir os ricos de falência total,as hipotecas e bancos começaram a repassar as tais dividas para outras instituições financeiras de dentro e fora dos EUA .

Os proprietários resistiram por muito tempo em não abaixar os preços dos imoveis,onde foi um fato em que determinou a crise,pois quando foram diminuir os preços, o sistema SUBPRIME,já estava comprometido,e constantemente a economia também,com isso varias empresas importantes e reconhecidas foram a falência,o desemprego nos EUA,foi agravante.As mais importantes instituições financeiras do mundo, Citigroup e Merrill Lynch, nos Estados Unidos; Northern Rock, no Reino Unido; Swiss Re e UBS, na Suíça; Société Générale, na França declararam ter tido perdas colossais em seus balanços, o que agravou ainda mais o clima de desconfiança, que se generalizou na crise .

A superação da crise foi responsável pelo governo americano,que injetou oitenta e cinco bilhões de dólares de dinheiro público na AIG para salvar suas operações e

para evitar colapso, o governo norte-americano restabeleceu as agências de crédito imobiliário Fannie Mac e Freddie Mac, que eram privadas,e que agora ficarão sob o controle do governo por tempo indeterminado,e varias atitudes de ajuda as hipotecas e bancos,que assim,se constituíram novamente,conseguiram superar a crise e restabelecer a economia americana .

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.8 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »