TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E ANÁLISE ECONOMIA POLÍTICA

Por:   •  24/11/2018  •  Resenha  •  1.789 Palavras (8 Páginas)  •  64 Visualizações

Página 1 de 8

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E ANÁLISE

ECONOMIA POLÍTICA

Prof. PAULO BERTI

Acadêmico: CAIO DA SILVA OLIVEIRA

RESENHA DO CAPÍTULO 1 AO 4 DO LIVRO ECONOMIA: MODO DE USAR

.

Manaus – AM

2018

O livro ‘’Economia Modo de usar’’, de Ha-Joon Chang, apresenta de forma coerente e simples, de como a economia funciona, e disserta acerca de inúmeras teorias econômicas, e viaja desde dos economistas clássicos até os teóricos Keynesianos, e faz uma análise da economia em tempos passados e a economia contemporânea

O primeiro capítulo o autor faz a pergunta, ‘’o que é economia?’, e do que ela trata, que segundo o mesmo trata do mundo, o autor trabalha nesse primeiro capítulo a discussão sobre qual definição de estudos econômicos, e autor apresenta a definição neoclássica do padrão de estudos econômicos dos neoclássicos, e Ha-Joon  apresenta uma citação do livro de Lionel Robbins de 1932, Um ensaio sobre a natureza e a importância  da ciência econômica. No livro, Robbins define os estudos econômicos como “a ciência que estuda o comportamento humano como uma relação entre fins e meios escassos que têm usos alternativos”.,  e segundo o autor, nessa definição a economia é definida pela sua abordagem teórica, e não pelo seu tema, A economia na visão de Chang ’é um estudo de escolhas racionais, que são feitas a partir de cálculos sistemático, segundo ele o objeto de cálculo desde de análises econômicas  à decisões do dia a dia.

O No mesmo capítulo Chang discorre sobre do que se trata a economia, que muitos leitores do livro podem ter a visão de que a economia trata-se somente de algo que tenha relação com o dinheiro, contudo, o estudo ligado ao dinheiro propriamente dito, é apenas uma pequena parte da economia, da  qual se denomina ``economia financeira``

O capítulo 2 do livro `` O capitalismo em  1776 e em 2014``,  faz um parâmetro histórico de como foi o surgimento da economia,  com as teorias do economista Clássico Adam Smith, que em seu livro ``As riquezas das nações ``, Smith usa o exemplo de uma fábrica de alfinete para explicar como a divisão de trabalho aumentaria a produtividade e a velocidade de produção da indústria, e que ``um alfinete``, iria ser o estopim, para o estudo teórico da economia,

Logo em seguinte o autor discorre sobre as semelhanças e diferenças entre a economia inglesa vivida por Smith e a economia nos tempos atuais. A economia  capitalista  afirma Chang, é uma economia em que a produção é organizada e visa  lucro, não busca consumo próprio, ou obrigações política, e é organizada pelos capitalista, que são aqueles que possuem os meios de produção, que podem ser diretos como terra, maquinas e etc, como também indireta, que são as ações das empresas, e os capitalista contratam pessoas para operar seus bens de produção, as semelhanças entre o capitalismo vivido por Smith e  o atual , são somente o aspecto básico, como  a busca do lucro, propriedade privada dos meios de produção,  e as trocas de mercado, As diferenças são explicitas no livro, na época de Smith  as fabricas eram coordenadas apenas por um capitalista e que administrava pessoalmente a produção,   nos dias atuais corporações administram as empresas. Os trabalhadores na época de Smith muitos não eram assalariados como crianças e trabalho escravo, e o trabalhador quando assalariado muitas  vezes era explorado com cargas e horas pesadas de trabalho , ou também eram agricultores de subsistência ou arrendatários algo que não se assemelha com a economia britânica atual, que proíbe trabalho infantil, e há limite de trabalho.  

O livro traz uma comparação entre o mercado na época de Smith e o mercado atual, Na época de Smith os mercados eram locais e no máximo nacionais, e era alimentado por pequenas empresas, a chamada concorrência perfeita, No mercados atual a diversas forma que o mercado pode se comportar, que há  a formação de oligopólio e monopólio, Chang também compara o sistema financeira nos tempos de Smith e Atual, em nos tempos antigos as notas eram emitidas por pessoas, e tinha um valor diferente, somente em 1759 a Inglaterra emite notas fixas  

No capítulo 3  ‘’Uma breve História do capitalismo’’, Chang cria uma discussão sobre a importância da história econômica, e  faz críticas aos economistas que não consideram importantes o estudos da economia com história, o autor afirma que o estudo e analise da história da economia nos ajuda a ter a percepção de como e porque o presente está assim, e faz uma leve crítica aos que defendem o livre mercado citando Grã-Bretanha e os EUA, pois  entre a década de 1950 e 70, havia muita regulação no mercado, e foi a época em que houve o crescimento mais rápidos dos capitalistas. A história segundo autor é útil para realçar os limites da teoria econômica.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.9 Kb)   pdf (65.2 Kb)   docx (14.6 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com