TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O conceito de economia e a natureza da economia são alguns conceitos básicos

Por:   •  10/6/2014  •  Tese  •  782 Palavras (4 Páginas)  •  296 Visualizações

Página 1 de 4

O conceito de economia e a natureza do econômico - alguns conceitos básicos

1.1 As necessidades básicas

O primeiro conceito que se tem do texto é que as necessidades humanas são infindáveis. Mesmo quem desfruta de melhores condições de sobrevivência, realizando ate os mínimos prazeres, ainda há necessidades, decorridos dos meios de comunicação em massa gerando o consumismo. O homem sempre experimentou de necessidades, desde a antiguidade e descobria maneiras de atendê-las. Quando as comunidades eram pequenas, os costumes e tradições tinham mais força e vigor, com isso, as inovações eram mais lentas. Temos então uma infinidade de necessidades, sem que se possa colocar limites ou um ponto final, desde tendências individuais, ou ate tendências de comunidades.

Não e possível estabelecer ou antever um limite para as necessidades humanas. Ou seja, elas podem ser vistas como tendentes a se multiplicarem ao infinito.

As necessidades humanas básicas são necessidades comuns a qualquer ser humano, portanto, são universais.

O que varia de um individuo para o outro e a sua manifestação e a adequada maneira de satisfazê-las ou atendê-las.

1.2 A lei da escassez

Contraria as necessidades humanas, os recursos de que dispomos são finitas e essa limitação e insuperável. A sociedade moderna de consumo, e ilusória, mostrando sempre novos, produtos como se tapasse a escassez.

A escassez é um dos conceitos base da teoria econômica e representa a insuficiência de bens para satisfazer os desejos ilimitados das pessoas. De fato, se os recursos fossem ilimitados de forma a satisfazer todos os desejos das pessoas, ninguém se preocuparia com os seus rendimentos, as empresas não se preocupariam em inovar e os governos não se preocupariam em adaptar políticas econômicas, pelo que o estudo da economia enquanto ciência que estuda a aplicação eficiente dos recursos escassos e a sua repartição pelos agentes econômicos, deixaria de ter qualquer interesse.

A lei da escassez e uma lei férrea e incontornável, tendo submetido os homens a o seu jugo desde sempre, levando-os a se organizarem e a estabelecerem entre si relações a fim de enfrenta-las ou, melhor falando, conviver com ela, atenuando-lhe quanto possível à severidade. Porem a escassez e relativa e não absoluta. Um produto pode ser escasso pela necessidade dele naquele momento, como futuramente pode não ser necessário.

1.3 Economia: um primeiro conceito- Economia e Direito

A economia e um estudo da administração da escassez, um estudo cientifico das relações dos fenômenos decorrentes que se estabelecem em sociedade. Uma ciência social. A economia existe porque existem recursos por tamanhas necessidades humana. Ela vem para dar ordem, organizar, administrar. Tem uma grande relação com o direito, pois tem regras e normas.

Tanto o direito quanto a economia lidam com problemas de coordenação, estabilidade e eficiência na sociedade. Mas a formação de linhas complementares de análise e pesquisa não é simples porque as suas metodologias diferem de modo bastante agudo. Enquanto o Direito e exclusivamente verbal, a economia e também matemática.

1.4 Os bens econômicos: elementos e características

Utilidade: capacidade do bem de suprir necessidades, no todo ou em parte;

Necessidade: desejo socialmente manifesto que leva a uma ação. A economia não avalia; constata e explica.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com