TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tarefas da sociedade econômica e formas sociais de resolver o problema econômico

Por:   •  2/4/2014  •  Artigo  •  945 Palavras (4 Páginas)  •  172 Visualizações

Página 1 de 4

CAPÍTULO I

O PROBLEMA ECONÔMICO.

O PROBLEMA ECONÔMICO É SIMPLESMENTE O PROCESSO DE PROVER O BÉM-ESTAR MATERIAL DA SOCIEDADE.

TAREFAS DA SOCIEDADE ECONÔMICA E AS FORMAS SOCIAIS DE SOLUÇÃO DO PROBLEMA ECONÔMICO:

 TAREFAS - MOBILIZAÇÃO DE ESFORÇOS, ALOCAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS.

 SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA ECONÔMICO – ATRAVÉS DA TRADIÇÃO, MANDO E MERCADO.

CAPÍTULO II

ECONOMIA PRÉ-MERCADO.

ANTIGUIDADE – FATORES DE ANÁLISE: ATIVIDADE ECONÔMICA PRINCIPAL, TRABALHO APROPRIAÇÃO DO EXCEDENTE, ORDEM RURAL E PRODUTIVIDADE.

A SOCIEDADE ECONÔMICA NA SOCIEDADE MÉDIA – FATORE DE ANÁLISE: ESTRUTURA SOCIAL, ATIVIDADE ECONÔMICA PRINCIPAL, TRABALHO, APROPRIAÇÃO DO EXCEDENTE, ORDEM NATURAL E PROGRESSO E RIQUEZA.

CAPÍTULO III

O SURGIMENTO DA SOCIEDADE DE MERCADO I.

DECLÍNIO DO FEUDALISMO.

FATORES QUE DESENCADEARAM SEU DECLÍNIO: APERFEIÇOAMENTO DA TECNOLOGIA AGRÍCULA E MEIOS DE TRANSPORTE, CRESCIMENTO POPULACIONAL E DA CONCENTRAÇÃO URBANA E MONETIZAÇÃO DAS RELAÇÕES E DESTRUIÇÃO DO FEUDALISMO.

A CONSTRUÇÃO DO CAPITALISMO.

 SOBRE A SOCIEDADE PRÉ- MERCANTIL: EXISTIA MERCADO, MAS QUE NÃO TINHAM MECANISMOS PARA RESOLVER O PROBLEMA ECONÔMICO.

 EXPANSÃO DA PRODUÇÃO CAPITALISTA. EXISTIA A NECESSIDADE DE SE APLIAR A PRODUÇÃO E REGULARIZAR O ABASTECIMENTO DE BENS MANUFATURADOS. SURGE ENTÃO O SISTEMA MANUFATUREIRO DOMÉSTICO E O NASCIMENTO DA INDÚSTRIA CAPITALISTA.

 FORÇA DE TRABALHO – NÃO POSSUI CAPITAL OU POSSUI POUCO, APENAS VENDEM SUA FORÇA DE TRABALHO.

 VALIDAÇÃO RELIGIOSA DA NOVA ORDEM ECONÔMICA. APÓS A REFORMA PROTESTANTE OS LUCROS SÃO CONSIDERADOS COMO EXPRESSÃO DA VONTADE DIVINA.

 OUTROS PROCESSOS QUE CONTRIBUIRAM PARA A INSTAURAÇÃODO CAPITALISMO: REGIME DE ENCLAUSURE (CERCAMENTO) DOS CAMPOS, RENASCIMENTO INTELECTUAL, A EXPLORAÇÃO COLONIAL, A INFLAÇÃO OCORRIDA NO SEC. XVI E XVII E A CRIAÇÃO DOS ESTADOS NAÇÕES.

CAPÍTULO IV

O SURGIMENTO DA SOCIEDADE DE MERCADO II

FORÇAS DE MUDANÇAS: O MERCADO ITINERANTE, URBANIZAÇÃO, AS CRUZADAS, CRESCIMENTO DO PODER NACIONAL, EXPLORAÇÃO, CALVINISMO, A ÉTICA PROTESTANTE, O COLAPSO DO SISTEMA SENHORIAL E A ASCENSÃO DA ECONOMIA MONETÁRIA.

CAPÍTULO V

O SURGIMENTO DA SOCIEDADE DE MERCADO III

APARECIMENTO DO ASPECTO ECONÔMICO DA VIDA: A CONFIGURAÇÃO DO TRABLHO, TERRAE CAPITAL, O CERCAMENTO DOS CAMPOS, O SURGIMENTO DE UM PROLETARIADO URBANO, NOVA ORDEM NATURAL, PROPRIEDDE DOS HOMENS E ASCENSÃO DO MOTIVO LUCRO.

CAPÍTULO VI

O SURGIMENTO DA SOCIEDADE DE MERCADO IV.

A INVENÇÃO DA CIÊNCIA ECONÔMICA. EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ECONÔMICO: A FILOSOFIA DO COMÉRCIO (MERCANTILISMO E FISIOCRATAS). OS ENFOQUES DE ADAM SMITH. MÃO INVISÍVEL, PRODUTIVIDADE E SISTEMA AUTO-REGULADOR.

CAPÍTULO VII

SISTEMA ECONÔMICO.

É A SOMA DOS VARIADOS ELEMENTOS QUE PARTICIPAM DA VIDA ECONÔMICA DE UMA NAÇÃO, ASSIM COMO SUAS CONEXÕES E DEPENDÊNCIAS. EM ABORDAGEM QUANTITATIVA PODE SER DIVISADOS EM SETORES: PRODUTIVO E DEPENDENTE. TAMBÉM SE DIVIDE EM ATIVA E OCUPADA.

EXISTE AFINIDADE ECONÔMICA PRIMÁRIA. É EXERCIDA PRÓXIMA A BASE DE RECURSOS NATURAIS (AGROPASTORIS E EXTRATIVAS). SÃO FORTEMENTE EXERCIDAS EM PAÍSES SUBDENSENVOLVIDOS. JÁ A ATIVIDADE SECUNDÁRIA, SÃO AS ATIVIDADES INDUSTRIAIS, MEDIANTE OS QUAIS OS BÉS SÃO TRANSFORMADOS. É ATIVIDADE MAIS ENFOCADA PELOS PAÍSES DESENVOLVIDOS. TODA ESTA ATIVIDADE ECONÔMICA RESULTA EM BÉNS E SERVIÇOS QUE SÃO CLASSIFICADOS COMO: BÉNS DE CONSUMO, DE CAPITAL E INTERMEDIÁRIA.

CAPÍTULO VIII

A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I

OS FATOS: FATORES DE ANÁLISE: A INDÚSTRIA ANTES DE 1750, REVOLUÃO INDUSTRIAL, POR QUE A REVOLUÃO INDUSTRIAL ACONTECEUJ PRIMEIRO NA INGLATERRA E EFEITOS DA REVOLUAO INDUSTRIAL.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.8 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com