TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps Contabilidade Intermediaria Passos 1,2,3

Trabalho Escolar: Atps Contabilidade Intermediaria Passos 1,2,3. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  18/9/2013  •  3.569 Palavras (15 Páginas)  •  494 Visualizações

Página 1 de 15

ATPS – CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA

Atividade prática supervisionada (ATPS), utilizada

como um dos critérios de aproveitamento do 6º semestre

do curso de Administração de empresas da Universidade Anhanguera Educacional. Profº orientador Moacir Santor

Guarulhos

2012

ETAPA Nº 1

Passo 1

Leitura do Capítulo 10 concluída.

Passo 2

Balancete de verificação

Débito

Crédito

Receita de Serviços

477.000

Duplicatas Descontadas (Curto Prazo)

57.000

Fornecedores (Curto Prazo)

90.000

Duplicatas Receber (Curto Prazo)

180.000

Veículos

45.000

Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa

33.000

Despesas com Vendas

27.000

Duplicatas a Pagar (Curto Prazo)

54.000

Empréstimos (Longo Prazo)

45.000

Reserva de Lucros

60.000

Despesas de Depreciação

37.500

Despesas com Salários

189.000

Despesas com Impostos

52.500

Capital Social

294.000

Dividendos a Pagar (Curto Prazo)

6.000

Móveis e Utensílios

285.000

Equipamentos

270.000

Disponível

30.000

Total 2.232.000

1.116.000

1.116.000

Passo 3

Lucro antes do Imposto de renda:

Vendas

477.000

(CMV)

=Lucro Bruto

477.000

(Desp Operacionais)

(Desp Salários)

189.000

(Desp c/ Vendas)

27.000

(Depreciação)

37.500

=Lair

223.500

Passo 4

Calculo do Ativo Circulante em 31/12/2010

Balanço Patrimonial

Ativo

Circulante

Duplicatas a Receber

180.000

Disponível

30.000

Provisão de Credito

(33.000)

Duplicatas Descontadas

(57.000)

Total

120.000

ETAPA 2

Passo 1

Leitura individual da Resolução CFC concluída

Passo 2

Em regime de caixa, as receitas e despesas só são contabilizadas quando entram no caixa, assim o tributo que incide sobre a venda não é pago imediatamente, apenas quando a compra for paga, como por exemplo, se um cliente compra determinado produto no cartão de crédito, o pagamento não é debitado automático, o tributo sobre esta mercadoria só será pago pela loja quando o cliente quitar a dívida e não no momento em que é emitida a nota fiscal.

Este tipo de regime favorece imensamente as empresas que trabalham com grandes volumes de vendas a prazo e até mesmo a prestação de serviços, pois o risco para o vendedor é menor quando o tributo é pago após o cliente quitar suas dívidas. Caso um cliente parcele suas compras em várias vezes como por exemplo uma compra feita em 5x, este tributo será pago a cada parcela que o cliente quitar.

Esta regra também vale para prestadores de serviços, que só pagam o fisco quando seus clientes sanarem suas dívidas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.8 Kb)  
Continuar por mais 14 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com