TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Produzir Um Relatório - Relatório 1- E Entregar Ao Professor Constituído Dos Seguintes tópicos: 1. Definição De Políticas Sociais. 2. As Funções Do Profissional Em Serviço Social. 3. A Diferença Entre Política pública E Política Privada. 4

Por:   •  18/9/2014  •  1.142 Palavras (5 Páginas)  •  351 Visualizações

Página 1 de 5

Resumo

“As origens do serviço social no Brasil”

Esse período é marcado pela republica velha no país com principal característica a política café-com-leite, tendo os estados de São Paulo e Minas Gerais dominando a oligarquia cafeeira e pecuária no cenário político nacional, pois eram os estados com maior numero de deputados no congresso e maiores produtores de café e gado no país, tendo como coronéis como poderosos que eram fazendeiros e comerciantes mais ricos.

O modelo econômico era o agroexportador que tinha como objetivo abastecer o mercado europeu com produtos agrícolas de origem tropicais sendo os principais produtos brasileiros de exportação o café, a borracha, o açúcar e algodão.

Esses fatores favoreceram a produção interna de bens industrializados, crescendo os centros urbanos em torno das indústrias, gerando assim classes operarias no país acompanhada de marginalização. A população pobre passou a ocupar as periferias das cidades faltando-lhes todas politicas estruturais e sociais (Moradia, educação, saneamento, saúde etc.), com isso o aparecimento dos movimentos sociais.

Tendo a crise da bolsa de valores de nova York em 1929, trouxe mudanças na estrutura econômica no Brasil com a falências bancarias e industriais na Europa, paralisou a exportação e fim entrada de capitais nos caos para a produção de café no Brasil.

Com crise do comercio internacional de 1929 e o movimento de 1930 foi um marco na trajetória da sociedade brasileira, levando a uma reorganização das esferas estatal e econômica.

A republica de 1930 pôs fim a primeira republica com a posse do governo por Getúlio Vargas, caracterizado por ser forte e centralizador e por investir grandemente no desenvolvimento da indústria de que o capitalismo necessita para expandir-se modernizou a economia nacional, acelerou o processo de industrialização, fazendo com que a burguesia começasse a participar mais da politica do país.

A implantação do serviço social no Brasil ocorreu nessa conjuntiva de acirramento do capitalismo e da classe dominante, e da igreja católica que era sua porta-voz, tendo como influencia a assistente social norte-americana Mary Richmond.

Neste método as assistentes sociais tinham como objetivo trabalhar a personalidade das pessoas e sua adaptação ao seu meio social

Em 2009 iniciou-se a questão social devido a exploração do operário este vendendo sua força de trabalho a classe dominante com péssimas condições de trabalho, trabalhando só para comer, além do mais, não tinham férias, nem auxilio doença e seu lazer e cultura ficava a cargo da filantropia ou caridade.

Segundo Gohn 2003 avançam os movimentos sociais e sindicatos por direitos da vida por melhores salários e condições de vida, classes populares urbanas e por meio de consumo coletivo, das classes populares e medias por moradia.

O desdobramento da questão social ajudou a classe operaria entrar no cenário politico

Além disso, promulgou alguns decretos e leis. A lei de férias (15 dias) e o código de menores (regulamento as horas se trabalho das crianças). as empresas também ofereceram uma precária assistência aos operários, através das vilas operarias, ambulatórios, creches, escolas, entre outros,

A igreja católica, respondeu através de organizações, segundo Ana Maria.

Assumiram a educação social dos trabalhadores urbanos brasileiros, dentro de uma perspectiva de assistência preventiva e do apostolado social. (Estevão, 1999). As ligas das senhoras católicas em são Paulo

Iamamoto (2009) refere-se a essa ação como sendo obras que desde o inicio envolveram as famílias que integravam a grande burguesia paulista e carioca. Possuíam grandes recursos e contados que possibilitava o planejamento de obras assistenciais essa não era o socorro aos indigentes, assistência preventiva no que se refere a menores e mulheres.

Devido a necessidade de uma formação técnica e especializada para expansão da ação social instalou-se primeiras escolas de serviço social em 1936 em são Paulo.

Em 1036, foi fundada a escola de serviço social de são Paulo a primeira do gênero no Brasil ligada a pontifícia universidade católica de são Paulo (Estevão 1999).

A década de 1940 do século passado foi marcada pela implantação do estado novo (1937-1945). Porem o pais fez grandes avanços econômicos, com a modernização industrial e de infraestrutura.

O período que se iniciou em 1945 foi marcado pelo ingresso do pais no cenário politico democrático. O governo empreende uma politica nacionalista, o Brasil desenvolvendo indústria autônomo crescendo a produção agrícola industrial e os salários.

Com a criação das primeiras escolas de serviço social o governo cria aos poucos, instituições que assumiram a assistência social e legalizaram a existência da profissão no Brasil.

A implantação e desenvolvimento das grandes instituições sociais e assistências criarão as condições para a existência de um crescente mercado de trabalho para o campo profissional social.

Serão essas instituições a porta de entrada para a empregabilidade dos assistentes sociais deixam de trabalhar por caridade pela igreja católica e passam a ser empregados pelas instituições publicas e privadas.

As praticas dos assistentes sociais eram grandes intensidade pelas características das instituições tais como o CNSS, conselho nacional de serviço social (1938) a LBA Legião brasileiro de assistência (1942) SENAI serviço nacional de aprendizado industrial (1946) e a fundação Leão XIII (1946).

CNSS por estudar os problemas do serviço social não chegou a ser um organismo atuante sua importância se da devido ser a primeira instituição do estado

A LBA foi organizada devido o engajamento do pais na segunda guerra, prover as necessidades das famílias cujos chefes. O SENAI surge com o dever de organizar e administrar as escolas de aprendizagem para industriários em especial a jovens.

SENAI devido as dificuldades do pós-guerra com objetivo estudar, planejar e executar me medidas que contribuíssem para o bem-estar dos operários que já Fundação Leão XIII foi a primeira grande instituição assistencial nas grandes favelas.

Nos anos de 1960 o governo combinou crescimento econômico e estabilidade politica, serviço social se expande ao assumir as propostas desenvolvimentistas.

As assistentes sociais se propõem a aceitar o desafio de sua participação nesse novo projeto de desenvolvimento.

O seu maior empregador era o estado e a iniciativa privada, pois não tinha piso salarial.

Na década de 1960 o país passa por uma crise no governo de João Goulart conhecido como Jango (1961-1964)

Já que o lado esquerdo considerava as medidas de Jango eram insuficientes para alterar o quadro social do país, a direita o acusar de corrupto. O governo percebendo isso precisava do apoio do povo no dia13 de março de 1964 para realizar o “comício das reformas”

Na madrugada de 31 de marco inicia-se ano Brasil a ditatura militar, para evitar uma guerra civil refugiou-se no Uruguai.

No período ditatorial o serviço social passa por transformações significativas no seu fazer profissional.

Com transformações convencionou chamar inicialmente de movimento de reconceituacão do serviço social em 1965, o qual para a Silva (2002).

Na abordagem de Jose Paulo Neto (2007) assume diferente direções.

Esse foi o caso do Brasil que vivia a ditadura militar e ocasionar uma adequação do serviço social as necessidades do estado e da grande empresa monopolista.

Percebe-se que a trajetória do serviço social caminha junto com as mudanças na sociedade capitalista, tendo em vista que cada década apresentada se vivia um crescimento urbano e industrial, que ocasionava o acirramento da questão social.

...

Baixar como  txt (7.7 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »