TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SENSORES DE TEMPERATURA

Resenha: SENSORES DE TEMPERATURA. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  19/9/2013  •  Resenha  •  479 Palavras (2 Páginas)  •  312 Visualizações

Página 1 de 2

Se o potenciômetro for logarítmico, a relação entre a posição e a potência que passa é... Logarítmica. Ou seja, cresce muito rapidamente (tipicamente entre as posições 0 e 4, onde pequenas mudanças de posição provocam grande alteração no volume) e a partir daí praticamente não varia.

 SENSORES DE TEMPERATURA

Os sensores de temperatura são instrumentos que utilizam basicamente. O princípio físico como a dilatação ou contração de materiais (líquidos ou sólidos), variação de propriedades elétricas e ópticos de alguns materiais. Para a medida da temperatura de um corpo com um termômetro, é preciso esperar o equilíbrio térmico, isto é, quando em contato com o corpo é necessário aguardar alguns minutos para que o termômetro e o corpo estejam à mesma temperatura, e assim, podemos medir seu valor.

 TERMISTORES NTC, PTC

Os termistores são excelentes sensores para aplicações que seja necessário uma alta sensibilidade com as mudanças de temperatura. As aplicações de termistores estão mais voltadas à área média e na biologia.

Palavras chave – termistores e termorresistências, NTC e PTC, variação da resistência.

Os termistores fazem parte da classificação de termorresistência. Termistores são sensores de temperatura fabricados com materiais semicondutores. A resistência elétrica dos termistores pode variar tanto de forma proporcional ou inversa com o aumento de temperatura ao qual o sensor for exposto. Por essa característica é feita uma classificação do termistores, sendo NTC (negative temperature coeficiente) e PTC (positive temperature).

 RELÉS

Os relés são componentes eletromecânicos capazes de controlar circuitos externos de grandes correntes a partir de pequenas correntes ou tensões, ou seja, acionando um relé com uma pilha podemos controlar um motor que esteja ligado em 110 ou 220 volts, por exemplo.

O funcionamento dos relés é bem simples: quando uma corrente circula pela bobina, esta cria um campo magnético que atrai um ou uma série de contatos fechando ou abrindo circuitos. Ao cessar a corrente da bobina o campo magnético também cessa, fazendo com que os contatos voltem para a posição original.

Os relés podem ter diversas configurações quanto aos seus contatos: podem ter contatos NA, NF ou ambos, neste caso com um contato comum ou central (C).

Os contatos NA (normalmente aberto) são os que estão abertos enquanto a bobina não está energizada e que fecham, quando a bobina recebe corrente. Os NF (normalmente fechado) abrem-se quando a bobina recebe corrente, ao contrário dos NA. O contato central ou C é o comum, ou seja, quando o contato NA fecha é com o C que se estabelece a condução e o contrário com o NF.

A principal vantagem dos Relés em relação aos SCR e os Triacs é que o circuito de carga está completamente isolado do de controle, podendo inclusive trabalhar com tensões diferentes entre controle e carga.

A desvantagem é o fator do desgaste, pois em todo o componente mecânico há uma vida útil, o que não ocorre nos Tiristores.

Devem ser observadas as limitações dos relés quanto a corrente e tensão máxima

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com