TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tipos De Agramaticalidade

Artigos Científicos: Tipos De Agramaticalidade. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  29/3/2013  •  871 Palavras (4 Páginas)  •  3.900 Visualizações

Página 1 de 4

sintaxe

Estudo do modo como as palavras se podem organizar entre si para formaremfrases. É a componente da gramática que se ocupa da descrição doconhecimento sintático intuitivo e interiorizado, traduzível pela capacidade queos falantes têm de decidir se uma frase é gramatical (bem formada segundo asregras da língua) ou agramatical (não aceitável, não permitida pelas regras dalíngua). Este conhecimento é responsável pela criatividade linguística, isto é, acapacidade de produzir e compreender um número ilimitado de frases nuncaantes produzidas usando um número limitado de elementos: o léxico e as regras.Por outras palavras, sabemos intuitivamente que as seguintes frases sãogramaticais:

i) Amanhã termino este trabalho.

ii) Hoje está a chover.

Sabemos também inconscientemente que as seguintes frases violam algumaregra de boa formação do Português:

iii) *Muitas houve atrocidades na Civil Espanhola Guerra.

(Houve muitas atrocidades na Guerra Civil Espanhola.)

iv) *Ontem eu vi ele no teatro.

(Ontem eu vi-o no teatro.)

v) *Houveram muitas atrocidades na Guerra Civil Espanhola.

(Houve muitas atrocidades na Guerra Civil Espanhola.)

vi) *A maior parte das pessoas compram revistas.

(A maior parte das pessoas compra revistas)

vii) *O poema de Drummond que eu gostei mais foi 'Procura da poesia'.

(O poema de Drummond de que eu gostei mais foi 'Procura da poesia'.)

Em todos os exemplos acima apresentados, o tipo de violação processa-se anível sintático.

Fazem parte do conhecimento gramatical questões sobre:

Ordem básica das palavras na frase: o Português é uma língua SVO, ou seja,a ordem linear esperada é Sujeito-Verbo-Objeto. Existem, contudo, casos emque esta ordem não se verifica, como no exemplo seguinte em que o sujeito"rinocerontes" é pós-verbal: Existem rinocerontes no Kruger Park, em África doSul. O exemplo iii) rompe com esta prescrição sintática do Português. Outraslínguas possuem outra ordem de palavras: o latim apresenta ordem livre, porqueas relações sintáticas eram dadas não pela posição ocupada pelos constituintesna frase mas por informações flexionais de caso (ex: - m para acusativosingular). As línguas célticas, por exemplo, são do tipo VSO (Verbo-Sujeito-Objeto).

Relações gramaticais e processos de as marcar: faz parte da sintaxe aidentificação das funções sintáticas possíveis (sujeito, complemento direto,complemento indireto, predicativo do sujeito, etc.) e a capacidade de asreconhecer numa frase. Este conhecimento está relacionado com o anterior, namedida em que a posição das palavras na frase é muitas vezes indicador da suafunção sintática, o que tem consequências bem distintas no significado dafrase:

viii) O Pedro (SU) beijou a Ana (OD).

ix) A Ana (SU) beijou o Pedro (OD).

Do mesmo modo, a identificação das relações gramaticais permite resolvercasos de ambiguidade estrutural:

x) O jornalista trouxe notícias da Austrália.

Esta frase pode ser entendida de duas formas. Se o constituinte "da Austrália"for complemento determinativo do nome "notícias", o sintagma é sinónimo de"notícias sobre a Austrália"; se por outro lado "da Austrália" for entendido comocomplemento circunstancial de lugar dependente do verbo "trazer", estamosperante outro tipo de relação gramatical sinónima de "trouxe notícias a partirde/ vindas da Austrália". Outro exemplo de agramaticalidade no uso das funçõessintáticas é visível em iv), em que o pronome esperado seria "o" (e não "ele"),que é o pronome pessoal que assume função de objeto direto.

Estrutura dos constituintes: nem todos os tipos de palavras podem sercombinados

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.3 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com