TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A LOGÍSTICA INTERNACIONAL

Por:   •  4/1/2019  •  Resenha  •  1.362 Palavras (6 Páginas)  •  25 Visualizações

Página 1 de 6

LOGÍSTICA INTERNACIONAL

Processo logístico

MODELO DE EXPORTAÇÃO

DA TUPY SA.

                JOINVILLE

2018

  1. BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA

Três homens descendentes de imigrantes europeus e de origem germânica desafiam-se a descobrir a fórmula do ferro fundido maleável, utilizado na fabricação de conexões na qual era conhecido somente pela importação. No ano de 1935, após muitos testes de tentativa e erro, obtiveram a composição certa. Em uma antiga oficina existente no centro da cidade, as primeiras conexões com a marca Tupy começaram a ser fabricadas.

Hoje a empresa Joinvilense Tupy SA, que atua há 80 anos no mercado, tem como seu principal foco de atividade o desenvolvimento e a fabricação de componentes de ferro fundido para a indústria automobilística, que engloba caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e de construção, carros de passeio, motores industriais e marítimos, entre outros. São blocos e cabeçotes de motor e peças para sistemas de freio, transmissão, direção, eixo e suspensão.  E também continua produzindo conexões de ferro maleável e perfis contínuos de ferro, produtos estes que atendem a setores diversos da indústria mundial.

A empresa é constituída de quatro Parques Industriais divididos entre Brasil e México, nas quais são localizadas em Joinville, Mauá, Saltillo e Ramos Arizpe. A unidade de Joinville hoje conta com aproximadamente 8000 colaboradores; mais de 3.000 clientes; revendedores em mais de 600 cidades e exporta para mais de 43 países.

Para o presente trabalho vamos fazer a análise logística de um processo de exportação da unidade de Joinville para um cliente nos Estados Unidos.

  1. DADOS GERAIS DA CARGA:

Endereço do fabricante/exportador: R. Albano Schmidt, 3400, Boa Vista, Joinville/Santa Catarina,Brasil.

Destino final da carga: 3401 Pennsy Dr, Landover, Maryland, 20785, EUA.

Tipo de Produto: Conexões de Ferro.

Dados da Carga: 1 container de 20´ DRY com 1056 caixas de papelão agrupadas em 22 pallets (48 caixas por pallet).

Peso Líquido: 15.545,36 kg  

Peso Bruto: 16.985,44 kg

Incoterm da operação: CIF Porto do Baltimore/EUA

Local e Data de Embarque: Porto de Navegantes/SC/Brasil – 13/06/18

Porto de Destino: Porto de Baltimore/USA

Data de chegada do Porto de Destino: 09/07/18

        

  1. O PROCESSO DE EXPORTAÇÃO PONTA A PONTA

3.1 PRONTIDÃO DA CARGA

Após confirmada a data em que a carga ficará pronta e disponível na expedição da empresa fabricante/exportadora o booking é solicitado junto ao armador e a equipe de logística organiza-se de modo que o container vazio chegue na empresa 2 dias antes do dead-line para o envio de documentos ao despachante aduaneiro.

Neste caso, a carga ficou pronta na expedição no dia 04/06/18; o container vazio chegou na empresa dia 05/06/18; foi estufado dia 06/06/18 e o dead line para envio dos documentos ao despachante aduaneiro era 07/06/18 as 11:00hs. O embarque ocorreu dia 13/06/18.

3.2 OVAÇÃO DO CONTAINER

O padrão da carga de conexões a serem exportadas em containers de 20’ DRY é de 22 pallets com 48 caixas cada pallet. A equipe da expedição monta os pallets (os quais têm reforço lateral e uma capa de plástico e outra capa de papelão por cima) e faz a estufagem do container, empilhando os pallets no modo double stack dentro do container. Feito isso, são colocadas bags de ar entre os pallets para garantir que os mesmos não se movimentem durante o trajeto.

3.3 TRANSPORTE LOCAL ATÉ O PORTO DE EMBARQUE

O container já estufado é coletado por um caminhão específico para o transporte de containers e é levado até o porto de embarque, neste caso, o Porto de Navegantes que fica a 83km da fábrica.

A empresa que faz o transporte inland rodoviário é pré determinada num bid anual pois, devido à alta demanda deste tipo de serviço, a empresa opta por fazer um bid no qual o valor de frete definido é vigente pelo período de 1 ano de contrato.

3.4 TRANSPORTE INTERNACIONAL

O transporte internacional é feito via marítimo com o armador que também é pré determinado num bid anual pois, devido ao alto número de exportação de TEUs para Baltimore, a empresa opta por fazer um bid no qual o porto de embarque e o valor de frete são definidos e vigente pelo período de 1 ano de contrato, ao invés de fazer cotações spot. Neste caso a Mediterranean Shipping Company (MSC) foi o armador responsável pelo transporte da carga e o embarque ocorreu pelo porto de Navegantes conforme bid vigente na época.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.4 Kb)   pdf (114.6 Kb)   docx (15.2 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com