TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS De Fisica I: PROJETO SARA: Satélite De Reentrada Atmosférica

Por:   •  3/6/2013  •  1.529 Palavras (7 Páginas)  •  702 Visualizações

Página 1 de 7

PROJETO SARA: satélite de reentrada atmosférica

Passo 01

Realizar a conversão da altura máxima 300 km (apogeu) baseado nas informações acima para a unidade pés (consulte uma tabela para fazer essa conversão).

300 km e o mesmo que -> 300.000m

1 pés = 30,48 cm

Resolvendo temos: 300.000m/30,48cm = 984,300 pés.

Passo 02

Considerar as informações do projeto amerissagem na água (pouso). Será a 100 km da cidade de Parnaíba. Fazer a conversão da distância para milhas náuticas.

100km = 100.000 m

1 milha = 1.852 m

100 km = 100.000m/1.852 m = 53,995 milhas.

Passo 03

Faça uma leitura do texto apresentado em:

http://WWW.defesabr.com/tecno/tecno_SARA.htm

O projeto SARA objetiva termos uma plataforma orbital para realização de experimentos em ambientes de microgravidade destinada a operar em baixa gravidade, a cerca de 300 km de altitude, por um período curto de no máximo 10 dias e desenvolver estruturas que suporte a reentrada na atmosfera sem serem destruídos pelo calor.

O objetivo a longo prazo é avançar para a nova geração de veículos de reentrada e para as aeronaves hipersônicas.

No futuro o equipamento abrirá novas possibilidades na realização de projeto de pesquisa ee desenvolvimento nas mais diversas áreas e especialidades, tais como biologia, biotecnologia, medicina, materiais, combustão e fármacos entre outros.

No primeiro veículo do programa, o SARA subordital, serão desenvolvidas as tecnologias de entrada embarcada do módulo para realização de experimentos e do sistema de recuperação através de paraquedas. As maiores dificuldades até agora envolvem exatamente o desenvolvimento de sistemas de recuperação.

Todos os eventos, componentes e equipamentos deste sistema estão sendo sistematicamente investigados e seus desempenhos avaliados.

Parte da tecnologia a ser empregada nos próximos veículos SARA já esta em desenvolvimento: a plataforma para controle de altitude será a desenvolvida pela SAI(sensores inerciais aeroespaciais), os materiais para alta temperatura estão sendo testado pela divisão de materiais do IAE.

Criar sinergias necessárias para o desenvolvimento é uma estratégia clara do projeto, afinal, pois os recursos financeiros e humanos do Brasil ainda são considerados limitados.

No futuro, o SARA pretende ser uma plataforma industrial orbital para a qualificação de componentes e equipamentos espaciais a um baixo custo, o que abre interessantes chances de negócios no Brasil e no exterior, além de realizar pesquisas cientificas em microgravidade.

Na prática, o SARA vem aperfeiçoando a forma de o IAE conduzir projetos, com novas técnicas de gestão e uma nova aproximação da industrial nacional. é uma projeto muito pequeno, porém muito complexo.

A equipe do projeto não tem todas as respostas, mas não tem receio em procurá-las pois conta com fatores que superam obstáculos: o entusiasmo e a determinação.

Passo 04

Considerar que a operação de resgate será coordenada a partir da cidade de Parnaíba, a 100 km do local da amerissagem. Supondo que um avião decole do aeroporto de Parnaíba, realizar a viagem em duas etapas, sendo a metade 50 km a uma velocidade de 300 km/h e a segunda metade a 400 km/h. Determinar a velocidade média em todo o trecho.

Distância = 100 km

V1 = 50 km

300 km/h

V2 = 50 km

400 km/h

Vm 1 = Δs

Δt

300 = 50

Δt

∆t.300= 50

∆t = 50

300

∆t = 0,1667 h

Vm2 = Δs

Δt

400 = 50

Δt

∆t.400=

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.4 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com