TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Analise Do Filme "em Nome Do Pai"

Ensaios: Analise Do Filme "em Nome Do Pai". Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  11/4/2013  •  4.602 Palavras (19 Páginas)  •  1.516 Visualizações

Página 1 de 19

Parte I – Análise e considerações sobre o filme:

“Em nome do pai”.

Parte II – Atividade sobre o Marxismo

Perguntas e Respostas.

Parte III – Análise e link de uma das teorias estudadas, com um tema escolhido pelo grupo.

Parte I - Análise e considerações sobre o filme:

“Em nome do pai”

O filme nos oferece algumas questões para reflexão, nesta exposição abordamos os aspectos mais decisivos sobre o contexto, o atentado retratado pelo filme faz parte de uma atualidade que se tornou rotina na Inglaterra desde a divisão da Irlanda em 1921.

Sinopse - Em 1974, um atentado a bomba produzido pelo IRA (Exercito Republicano Irlandês), mata cinco pessoas num pub de Guilford, arredores de Londres. O jovem rebelde irlandês Gerry Collon e três amigos são presos e condenados pelo crime. Giuseppe Collon, pai de Gerry, tenta ajudar o filho e também é condenado, mas pede ajuda à advogada Gareth Peirce, que investiga as irregularidades do caso.

O Estado atuou nesse caso, no primeiro momento usando sua força de maneira coersiva e arbitrária, criando a Lei de prevenção ao terrorismo, onde os suspeitos eram presos, interrogados e torturados, corrompendo os seus valores, ameaçando suas vidas e de seus familiares, obrigando os mesmos a assinar confissão de culpa. O Estado foi omisso por esconder as provas que iriam inocentar os acusados, mas eles precisavam acalmar a população, prender os responsáveis pelo atentado para garantir a credibilidade perante os ingleses, era necessário criar uma sensação de segurança, os policiais que interrogaram os acusados acreditavam que eles eram culpados, mas a hierarquia da policia, os altos oficiais sabiam da verdade e manipularam as informações de acordo com os interesses do Estado, que naquele momento era manter a ordem.

O Judiciário trabalhou de acordo com seus ornamentos, julgou o caso através dos fatos apresentados no momento.

A opinião publica participou efetivamente do julgamento, divulgando a prisão dos acusados, o poder da imprensa foi muito grande neste caso, no primeiro momento, ela levou a ascensão à atuação do Estado, no segundo momento ela rechaçou o ato da prisão injusta, ou seja, a imprensa trabalha sempre com alguma intenção, levando a população ao amor ou ao ódio, pois a população cria uma ideologia, ou forma opinião a partir dos fatos apresentados, é necessário somente fazer uma leitura de qual maneira a imprensa apresenta o fato pra saber qual a sua intenção, para saber de que lado a imprensa está.

A questão do pré-conceito fica muito evidenciada no filme, porque .....

A atuação do Estado (a relação entre o Absolutismo e Liberalismo)

O pensamento liberal tem como princípio primordial a limitação do poder do Estado e a exigência de uma democracia parlamentar no poder político. Assim se os governantes não visarem para o bem público, poderão ser deportados ou substituídos de acordo com a vontade dos governados.

No filme o Estado Inglês, encontra-se fortemente pressionado pela opinião pública local, que exige soluções para os atentados do grupo IRA e aprova a Lei de Prevenção ao Terrorismo.

Essa lei institui poder absoluto e incontestável ao Judiciário que, durante 7 (sete) dias, através da polícia, poderia manter preso qualquer suspeito de terrorismo no intuito de promover o melhor andamento das investigações. Percebe-se então, que essa lei é superior ao critério sistemático da hierarquia das normas, que dita que leis ordinárias (Lei de Prevenção ao Terrorismo) e medidas provisórias devem estar em conformidade com as de hierarquia superior (Constituição) sob pena de nulidade ou de não produzirem efeito no mundo prático. Também feri a Constituição que prevê o Hábeas-Corpus, onde nenhum cidadão poderá ser preso sem ser acusado e julgado diante dos tribunais, pregando que provas, denúncias e acusações deverão ser bem definidas.

Nesse contexto, o Estado toma uma postura Absolutista retomando as afirmações do pensamento de Thomas Hobbes (1588 – 1679) e a figura de Leviatã, dentro de um sistema Liberalista Parlamentar, colocando o Estado como soberano e “juiz das opiniões e doutrinas contrárias a paz.” (ARRUDA ARANHA, Maria Lucia; PIRES MARTINS, Maria Helena; Filosofando – Introdução à Filosofia, pág.: 242).

Resta uma dúvida: Uma solução injusta, tripudiada sobre alguns notadamente mais fracos, pode ser a solução correta, instituída por alguns mais fortes, para o bem maior da maioria, ou melhor, de toda uma sociedade?

A Atuação do Judiciário

Conforme descrito antes, o Estado institui a Lei de Prevenção ao Terrorismo para mostrar rápidos resultados à população inglesa, ensandecida diante dos ataques terroristas. A polícia britânica passa a prender jovens irlandeses sem motivos ou evidencias.

No caso de Gerry Conlon, havia prova obtida através de procedimento secreto, que inocentaria o acusado e, consequentemente, todos os outros. Porém, essa prova fora escondida da defesa, dos autos e do magistrado. O júri condena Conlon e o juiz sentencia a pena, ambos influenciados pela confissão assinada pelos acusados, obtida tortura não divulgada, o depoimento mentiroso da polícia e também pelo preconceito da sociedade inglesa por irlandeses.

Se por um lado o segredo fora instalado para assegurar máxima eficiência nas investigações e promover a segurança das pessoas, por outro, a investigação não publicada, oculta, serviu desrespeitosamente à própria finalidade, culminando por acobertar a verdade e por transformar inocentes em bodes expiatórios. Fica clara a lição de que todo poder deve ser controlado, sob pena de tornar-se abusivo, pois a defesa social sem limites pode ser uma arma poderosa contra a segurança individual.

Foi por acaso e por brecha da vigilância dos arquivos que a advogada dos Conlon, Gareth Pierce, 15 anos após a condenação, conseguiu examinar todas as pastas e documentos e se apossar daquele depoimento que inocentaria Gerry Conlon.

As palavras

...

Baixar como (para membros premium)  txt (30.6 Kb)  
Continuar por mais 18 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com