TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Direito Dos Ricos E Direitos Dos Pobres

Por:   •  8/6/2013  •  325 Palavras (2 Páginas)  •  983 Visualizações

Página 1 de 2

: A justiça em nosso país trata de maneira desigual ações em que envolvem pessoas com maior poder aquisitivo que podem pagar bons advogados, e aquelas que são pobres negros e pessoas sem a menor condição financeira. Pessoas tratadas de maneira diferentes, conforme a classe social, financeira, cor e o dinheiro que comportam. Tamanho é a impunidade na nossa justiça, pessoas com grandes influências no meio jurídico entre advogados e juízes, desmoralizando e desequilibrando o trabalho da justiça que é servi a todos com igualdade ou seja, quem da mais quem influência mais. Decisões absurdas: Onde pessoas cometem crimes e são libertas é de consenso que o direito penal não tenha eficacia devida uma vez que na pratica não é aplicada de maneira igual entre as diferentes classes sociais como a famosa frase: ´´O direito só funciona para os ricos´´. Cidadãos são vitimas de seu própio cotidiano, a falta de acesso ao ensino de qualidade e estabelecimentos públicos, ou seja, uma vida mais digna. e sem falar no grande estigma que as pessoas mais humildes tem que carregar sendo vistas como ignorantes sujas e inferiores. Vamos comparara duas pessoas de modos de vida e classes sociais distintas: Percebe se que o código penal brasileiro criminaliza a pobreza: Maria Aparecida saiu há 4 anos do "Cadeião de Pinheiros", onde cumpriu pena após tentar roubar um xampu e um condicionador num supermercado. No presídio, a ex-empregada doméstica, portadora de retardo mental moderado, pagou pelo seu "crime": foi torturada física e emocionalmente, ficando cega de um olho.

Paralelamente a esse fato, a empresária Eliana Tranchesi - proprietária da butique de luxo Daslu - foi condenada em primeira instância a uma pena de 94 anos de prisão pela sonegação de quase 1 bilhão de reais em impostos, além de falsidade ideológica. Incrivelmente, após 24 horas de detenção, foi concedido-lhe um habeas corpus assegurando o direito de responder processo em liberdade. A justiça é cega mas a injustiça podemos ver.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com