TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Economia Atual No Brasil

Artigos Científicos: Economia Atual No Brasil. Pesquise 834.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  11/10/2013  •  2.543 Palavras (11 Páginas)  •  530 Visualizações

Página 1 de 11

TRABALHO INTERDISCIPLINAR EM GRUPO

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 4

DESENVOLVIMENTO 5

2.1 Economia atual no Brasil 5

2.1.1 A influência da crise européia no Brasil 6

2.1.2 O Contexto econômico vivenciado pela região 6

3.2 Identificar as Teorias da Administração 11

3.3 Aspectos relativos à Tecnologia e o Desenvolvimento Humano 12

CONSIDERAÇÕES FINAIS 14

REFERÊNCIAS 15

INTRODUÇÃO

A sociedade é composta de muitas organizações, e estas existem para atender às necessidades das pessoas. As organizações fazem parte do nosso cotidiano. As pessoas passam grande parte da sua vida trabalhando em organizações. Muitos são os serviços e produtos ofertados pelas empresas, com isso, entendemos que as organizações existem para atender às nossas necessidades.

O trabalho proposto tem como objetivo fazer com que o aluno tenha uma visão sistêmica sobre os processos existentes em uma determinada empresa. E para isso, pretende-se fazer uma abordagem de início sobre o contexto econômico do país, qual a influência causada pela crise européia, falaremos também do contexto econômico da nossa região e qual a relação da empresa escolhida com a econômica regional. Descreveremos a empresa em estudo para entendermos sua estrutura e organização. Enfim, faremos uma análise sempre fazendo a contextualização das teorias estudadas nas disciplinas do primeiro semestre.

DESENVOLVIMENTO

2.1 Economia atual no Brasil

A economia do Brasil tem um mercado livre e exportador. Com um PIB nominal de 2,48 trilhões de dólares (4,14 trilhões de reais), foi classificada como a sexta maior economia do mundo em 2011, segundo o FMI (considerando o PIB de 2,09 trilhões de dólares, para 2010), ou a sétima, de acordo com o Banco Mundial (também considerando um PIB de 2.09 trilhões de dólares em 2010) e o World Factbook da CIA (estimando o PIB de 2011 em 2,28 trilhões de dólares). É a segunda maior do continente americano, atrás apenas dos Estados Unidos.

A economia brasileira tem apresentado um crescimento consistente e, segundo o banco de investimento Goldman Sachs, deve tornar-se a quarta maior do mundo por volta de 2050.

O Brasil é uma das chamadas potências emergentes: é o "B" do grupo BRICS. É membro de diversas organizações econômicas, como o MERCOSUL, a UNASUL, o G8+5, o G20 e o Grupo de Cairns. Tem centenas de parceiros comerciais, e cerca de 60% das exportações do país referem-se a produtos manufaturados e semimanufaturados. Os principais parceiros comerciais do Brasil em 2008 foram: MERCOSUL e América Latina (25,9% do comércio), União Européia (23,4%), Ásia (18,9%), Estados Unidos (14,0%) e outros (17,8%).

Segundo o Fórum Econômico Mundial, o Brasil foi o país que mais aumentou sua competitividade em 2009, ganhando oito posições entre outros países, superando a Rússia pela primeira vez e fechando parcialmente a diferença de competitividade com a Índia e a China, economias BRIC . Importantes passos dados desde a década de 1990 para a sustentabilidade fiscal, bem como as medidas tomadas para liberalizar e abrir a economia impulsionaram significativamente os fundamentos do país em matéria de competitividade, proporcionando um melhor ambiente para o desenvolvimento do setor privado.

O país dispõe de setor tecnológico sofisticado e desenvolve projetos que vão desde submarinos a aeronaves (a Embraer é a terceira maior empresa fabricante de aviões no mundo). O Brasil também está envolvido na pesquisa espacial. Possui um centro de lançamento de satélites e foi o único país do Hemisfério Sul a integrar a equipe responsável pela construção do Estação Espacial Internacional (EEI). É também o pioneiro na introdução, em sua matriz energética, de um biocombustível - o etanol produzido a partir da cana-de-açúcar.

Em 2008, a Petrobras criou a subsidiária, a Petrobras biocombustível, que tem como objetivo principal a produção de biodiesel e etanol, a partir de fontes renováveis, como biomassa e produtos agrícolas.

2.1.1 A influência da crise européia no Brasil

Em 2011 o PIB – Produto Interno Bruto do Brasil ficou bem abaixo dos 7,5% registrados no ano de 2010 segundo pesquisa do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Segundo os pesquisadores, os desdobramentos da crise européia podem continuar definindo os rumos da economia do nosso país.

Ainda segundo o IPEA, a influência será sentida mesmo com a manutenção dos fundamentos sólidos que permitiram a recuperação do Brasil na crise financeira em 2008.

Em 2010, a crise no velho continente, aliada a outros fatores como taxa de câmbio que continuou a se apreciar em 2011, aperto monetário, a política fiscal mais conservadora em 2011 em relação a 2010, fizeram com que as incertezas dos empresários aumentassem.

2.1.2 O Contexto econômico vivenciado pela região

A cultura do abacaxi é de importância vital para a região de Itaberaba e tem ajudado a mudar a realidade local, predominantemente de agricultura de subsistência. Com 4.000 hectares de área plantada com produção de mais de 60.000.000 “Sessenta milhões de frutos”, o abacaxi mudou essa situação e emprega, hoje, 6% da população total do município e injeta mais de R$10.000.000,00 por ano na economia local.

O abacaxi adaptou-se de forma surpreendente ao ambiente dessa região produzindo frutos de excelente sabor, muito bem aceitos nos mercados. A fruticultura inseriu esses pequenos produtores do semi-árido

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18.1 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com