TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FLUIDOS DE CORTE

Monografias: FLUIDOS DE CORTE. Pesquise 860.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  20/5/2014  •  1.601 Palavras (7 Páginas)  •  384 Visualizações

Página 1 de 7

FACULDADE DE JARAGUÁ DO SUL – ANHANGUERA

CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

Disciplina: ELEMENTO DE MÁUINAS

Grupo:

Carlos de Aviz RA: 3220517227 - Engenharia Mecânica 6ª fase

Carlos Fagner de Oliveira RA: 3204507318 - Engenharia Mecânica 6ª fase

Rafael Gustavo Pedri RA: 3221517230 – Engenharia Mecânica 6ª fase

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS DE ELEMENTO DE MÁQUINAS

Professor: Alcides Gavenda

Jaraguá do Sul, 13 de abril de 2014

INTRODUÇÃO

Este trabalho consiste em aprimorar nossos conhecimentos a respeito de varios assutos relacionados a máquinas, suas possiveis falhas entre outros fatores que pordem ocorrer no decorrer do trabaho das mesmas.

RESUMO

Todo componente ou elemento mecânico e projetado para resistir aos esforços decorrentes das condições normais de operação. De tal maneira que ele e projetado para uma determinada vida sob certas condições normais de uso. Se estas condições de uso reais forem mais severas do que as de projeto, o componente poderá falhar. Esta falha pode ser por aumento de suas dimensões (escoamento, fluência) ou pela ruptura (fratura e fadiga). Por exemplo, um componente projetado para ser usado em um ambiente não corrosivo, poderá falhar se for usado em um ambiente corrosivo, mesmo submetido aos mesmos esforços nos dois ambientes.

Também deve ser ressaltado que a todo material apresenta um limite de escoamento, abaixo do qual ele não escoa e conseqüentemente não falha. Porem, um componente mecânico submetido a esforços dinâmicos (que varia com o tempo) poderá falhar com esforços menores do que o necessário para escoar.

O tipo de fratura que ocorre em um dado material depende da temperatura. A fratura consiste na separação do material em duas ou mais partes devido à aplicação de uma carga estática ou dinâmica a temperaturas relativamente baixas em relação ao ponto de fusão do material.

Na fratura frágil não ocorre deformação plástica, requerendo menos energia que a fratura dúctil que consome energia para o movimento de discordâncias e imperfeições no material. Os materiais com estrutura do tipo CCC e HC apresentam fratura frágil.

.

Palavras-chave: elementos, máquinas, processo, materiais, guindaste, falhas, carga.

RELATÓRIO 1- Prevenção de FalhasETAPA 1

Passo 1

Definir quais são os dados que a equipe irá utilizar para calcular todo o projeto do guindaste. Somar os últimos algarismos dos RA´s dos integrantes e identificar os dados na tabela.

Somatória dos RAs.....................................................................5

Valor Carga 5200 lbf ou 23,13 KN

Passo 2

Pesquisa Tecnologia dos Materiais, das possíveis falhas que possam ocorrer dentro de um projeto mecânico.

• Deformação Elástica:

É a falha que ocorre sempre que a deformação elástica (recuperável) em um componente de máquina, causada pela imposição de cargas ou temperaturas de operação, se torna suficientemente elevada para interferir com a habilidade da máquina em desempenhar satisfatoriamente a sua função pretendida.

• Escoamento:

É a falha que ocorre quando a deformação plástica (não recuperável) em um componente dúctil da máquina, causada pelas cargas de operação impostas ou movimentos, se torna elevada o suficiente para interferir com a habilidade da máquina em desempenhar satisfatoriamente a sua função pretendida.

• Indentação:

É a falha que ocorre quando forças estáticas entre duas superfícies curvas em contato resultam em escoamento de um ou de ambos os componentes acoplado, para produzir uma descontinuidade superficial permanente e de tamanho significativo. Por exemplo, se uma esfera de rolamento é carregada estaticamente, de modo que a esfera seja forçada a indentar (marcar) permanentemente a pista de rolamento pelo escoamento plástico localizado, diz-se que a pista está indentada (marcada). A subsequente operação de rolamento deve resultar em um aumento intolerável de vibração, ruído e aquecimento, portanto, a falha terá ocorrido.

• Fratura Frágil:

É a falha que ocorre quando a deformação elástica, em um componente de máquina que apresenta comportamento frágil, é conduzida ao extremo, de modo que as ligações interatômicas primárias são quebradas e o componente se separa em duas ou mais partes. Defeitos preexistentes ou crescimento de trincas propiciam sítios de iniciação para uma rápida propagação de trincas e falhas catastróficas, deixando uma superfície de fratura granular e multifacetada.

• Fadiga:

É o termo geral aplicado a separação repentina e catastrófica de um componente de máquinas em duas ou mais partes, como resultado da aplicação de cargas ou deformações variáveis por um período de tempo. A falha ocorre por meio da iniciação e propagação estável de uma trinca, até que esta se torne instável e se propague repentinamente até a falha. Os carregamentos e as deformações que causam a falha por fadiga são tipicamente muito inferiores aqueles da falha por carregamento estático. Quando os carregamentos ou deformações são de tal ordem que mais de 50.000 ciclos são necessários para produzir a falha, o fenômeno é usualmente denominado fadiga de alto-ciclo. Quando os carregamentos ou deformações são de tal ordem que menos de 10.000 ciclos são necessários para produzir a falha, o fenômeno

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.1 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com