TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FREELANCERS ABREM ESPAÇO NAS GRANDES EMPRESAS Por Que O Modelo Tradicional De Emprego, Em Que As Pessoas Trabalham Todos Os Dias Para O Mesmo Patrão, Começa A Perder Espaço Nas Grandes Empresas.

Por:   •  7/5/2013  •  1.625 Palavras (7 Páginas)  •  819 Visualizações

Página 1 de 7

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 QUESTÕES PROPOSTAS 4

2.1 QUESTÃO 01 4

2.2 QUESTÃO 02 4

2.3 QUESTÃO 03 5

2.4 QUESTÃO 04 6

2.5 QUESTÃO 05 7

3 CONCLUSAO 9

4 REFERÊNCIAS 10

1 INTRODUÇÃO

Freelancer é o termo inglês para denominar o profissional autônomo, que se auto-emprega em diferentes empresas ou, ainda, guia seus trabalhos por projetos, captando e atendendo seus clientes de forma independente. É uma tendência muito em voga no mercado de jornalismo, design, propaganda, web, tecnologia da informação, música e muitos outros.

Outra palavra para freelancer é Freela (ou Frila), muito utilizada no Brasil para designar aqueles profissionais que trabalham de forma independente geralmente em áreas de criação ou comunicação. A grande dificuldade para um profissional assumir-se como Freelancer é, sobretudo, de ordem prática, haja vista que muitos dos que assim se aventuram estão saindo de seus cursos de formação e, encontrando dificuldades de se colocarem no mercado de trabalho, optam por sair a campo atrás dos primeiros projetos.

Outra questão refere-se à legalização: em alguns países, sobretudo no Brasil, é muito difícil legalizar-se como prestador de serviços, devido a alta carga de impostos. Normalmente um freelancer tem horários de trabalho mais flexíveis e permite um engajamento maior em projetos que demandam uma dedicação diferenciada, visões mais abrangentes ou independentes da cultura organizacional dos cliente. Por ter a possibilidade de vivenciar continuamente projetos em diversas empresas, acaba tendo uma percepção mais geral do mercado.

2 QUESTÕES PROPOSTAS

2.1 QUESTÃO 01

A Organização burocrática centralizar-se em cargos, uma vez que a autoridade emana do cargo, e o status ou nível hierárquico é fundamental. Há que se destacar, enfim, que apesar de tudo, as burocracias ainda são a forma predominante na organização na maior parte das regiões e países do mundo. Essa situação, entretanto, com a crescente importância da gestão do recurso conhecimento, está se modificando rapidamente. Conseguimos extinguir duas correntes principais de pensamentos teóricos e ações práticas nas empresas, em termos da implantação de organizações inovadoras. Uma delas vê a superação dos problemas da estrutura burocrática a partir da criação de estruturas organizacionais virtuais.

As chamadas empresas ou escritórios virtuais, empresas em rede ou corporações virtuais que não estão ligadas a espaço físico e são suscetíveis de gerar elevadas receitas com pouco pessoal fixo, tem sido cada vez mais concretizadas através dos recursos da Tecnologia da Informação. Assim, as equipes trabalham com maior agilidade, podem ser reduzidas e seus custos indiretos também, alem de minimização de erros e, consequentemente, manutenção de contatos mais estreitos com clientes no mundo inteiro. A flexibilidade, agilidade e maior autonomia passam a ser necessária a empresa e aos seus profissionais, num mercado cada vez mais competitivo.

2.2 QUESTÃO 02

Facebook é um site e serviço de rede social que foi lançada em 4 de fevereiro de 2004, operado e de propriedade privada da Facebook Inc. Os usuários devem se registrar antes de utilizar o site, após isso, podem criar um perfil pessoal, adicionar outros usuários como amigos e trocar mensagens, incluindo notificações automáticas quando atualizarem o seu perfil.

Google é uma empresa multinacional de serviços online e softwere dos Estados Unidos. A empresa foi fundada como uma empresa privada em 27 de setembro de 1998. A missão declarada da empresa desde o início foi "organizar a informação mundial e torná-la universalmente acessível e útil”.

A diferença é que um (Google) atua em cima do “O que, onde, quanto" e o outro (Facebook) em cima do "Quem, como, quando" são áreas distintas e sempre que um tentar invadir a área de atuação do outro a briga será saudável aos dois gigantes, pois gera a necessidade de um buscar conhecimento na área do outro.

Porém, a rede social Facebook paga mais. A diferença entre os salários dos funcionários do Google e do Facebook, é de até 3 mil maior do que os do funcionário do Google e o processo seletivo da rede social é mais leve.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.4 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com