TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FUNDAMENTOS DE ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL

Por:   •  1/7/2014  •  1.192 Palavras (5 Páginas)  •  3.291 Visualizações

Página 1 de 5

FUNDAMENTOS DE ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL

Resumo do capítulo 2

Fundamentos Objetivos da Ética: Aspectos do Ser Humano

O autor Marculino Camargo apresenta quinze aspetos do ser humano e mostra como estes se relacionam com as questões éticas.

2.1. O homem é um ser corpóreo

O ser humano possui um corpo com uma série de órgãos que trabalham cada uma com sua função específica, porém relacionados diretamente uns com os outros. É um dever da ética preocupar-se com o desenvolvimento e bem-estar de cada órgão, em função do corpo como um todo. Todos precisam cuidar da própria saúde e da saúde alheia, pois isso é exigido pela própria natureza humana. Sendo assim, a bioética vem tratar de questões clássicas como: aborto, eutanásia, transplantes, clonagem, experiências com seres humanos, etc. Dentro do contexto social e político, outros temas podem ser até mais profundos ou abrangentes, por isso, a valorização do corpo humano é imprescindível para uma construção ética, todavia que isto é uma questão que engloba vários fatores da sociedade.

2.2. O homem é um ser inteligente

Todas as informações que o homem capta através dos sentidos e de outros meios, são sintetizadas pelo cérebro e é através da inteligência que o ser humano é capaz de entender o universo e a si mesmo. É um dever ético do homem, usar de inteligência em todas as situações da vida; é ela que em última analise aprende os valores inerentes dos seres e faz a pessoa transformá-los ou assimilá-los como próprios.

2.3. O homem é um ser volitivo

A vontade é a faculdade pela qual a pessoa toma decisões em sua vida. Cada pessoa constrói sua existência a partir de convicções, sendo dona de si mesma; ela se percebe sujeito dos seus atos, responsável última pelos seus êxitos ou fracassos. O que o cada um faz é o que lhe acrescenta valor e dignidade, não a importância de seu saber. O uso da vontade, procurando vencer as diferentes abulias, é um dever ético; o ser humano não pode viver na passividade, mesmo quando obedece.

2.4. O homem é um ser emotivo

As emoções se referem ao conjunto da realidade humana que se distingue do lógico. Quando acontece algo inesperado, por exemplo, aparecem algumas expressões afetivas acompanhadas de reações intensas e breves do organismo. Das emoções fazem parte paixões, prazer ou dor como estados afetivos, medo, frustração, raiva, amor, entre outros. É uma questão ética a pessoa procurar superar padrões inábeis emocionalmente, sabendo lidar e ma nejar as próprias emoções, de modo que não se torne escrava ou tome decisões irracionais. Contudo, é necessário saber viver junto com as emoções alheias.

2.5. O homem é um ser espiritual

Segundo Keller: "O homem nunca está contente com o que realizou ou conquistou." Está dentro do ser humano essa vontade de perseguir e alcançar o desconhecido, ele nunca se contenta com o relativo, o finito, o iminente; toda pessoa procura uma realidade ou um ser que satisfaça esta tendência. A aceitação de uma religião, por exemplo, surge de dentro da pessoa, de um desejo ou uma necessidade de realização. É fundamental para a ética refletir sobre a necessidade da realização da dimensão espiritual ou religiosa do ser humano; alguns ritos, magias e superstições, muitas vezes são simplesmente uma exploração da ingenuidade alheia, por isso devem ser questionadas para saber até que ponto o homem está sendo valorizado.

2.6. O homem é um ser pertencente a um determinado gênero: masculino ou feminino:

Existem questões clássicas a serem estudadas nesse ponto, envolvendo vicissitudes no caminhar da realização dos gêneros, onde valores se misturam com angústias. Essas questões devem ser enfrentadas exatamente para a pessoa encontrar o caminho mais conveniente para seu crescimento; estas questões referem ao homossexualismo, à virgindade, à masturbação, à prostituição, ao uso de anticoncepcionais, etc.

2.7. O homem é um ser social

Nenhum ser humano pode viver isolado do mundo, a convivência com outras pessoas gera um processo de interação contínua e constante, que vai moldando a existência de cada um. Apesar de cada pessoa ser única, todos precisam viver em sociedade, tanto pelas necessidades físicas, como nos primeiros anos de vida, como por uma questão afetiva. Várias questões devem ser levantadas pela ética, como a importância das

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.5 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com