TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

OS JOGOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Pesquisas Acadêmicas: OS JOGOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  19/10/2013  •  4.331 Palavras (18 Páginas)  •  536 Visualizações

Página 1 de 18

JANE CLEIDE SANTOS

OS JOGOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Delmiro Gouveia – Al

2013

JANE CLEIDE SANTOS

OS JOGOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Artigo científico apresentado à Faculdade de Educação da FINOM, como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Educação Infantil.

Delmiro Gouveia – Al

2013

OS JOGOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Jane Cleide Santos

RESUMO

A proposta deste artigo concentra-se em apresentar um estudo sobre os jogos à luz da teoria de Piaget, tendo como objetivo diagnosticar e posteriormente analisar descrevendo como eles são aplicados no processo ensino aprendizagem dos alunos da Educação Infantil. Acredita-se que os jogos são excelentes instrumentos motivadores para a construção do desenvolvimento cognitivo da criança, pois a partir imaginário proposto pela ação do brincar, do faz de conta, do jogo simbólico e do surgimento do jogo de regras, provoca-se o desequilíbrio estimulando a assimilação resultando na acomodação, causando modificações nas estruturas mentais já estabelecidas. Este estudo foi fundamentado também nos documentos emitidos pelo MEC, entre eles: a LDBN, o RCNEI, os PCN’s e a Resolução CNE/CEB/1999. A pesquisa se deu na escola de Municipal Eudócia Vanderlei Sandes, em Delmiro Gouveia- Al, trata-se de uma investigação bibliográfica, a metodologia utilizada neste trabalho foi à abordagem qualitativa descritiva, os instrumentos utilizados para a coleta dos dados foram a entrevista aberta feita aos professores e ao coordenador pedagógico, a observação e registro no lucus da pesquisa. Os dados coletados foram predominantemente descritivos e analisados de acordo com o paradigma de pesquisa qualitativa. A prática pedagógica do professor reflete o seu conhecimento e como se utiliza dele, neste caso observou-se o pouco conhecimento dos professores acerca do tema aqui estudado.

Palavras - chaves: Educação Infantil; Jogos; Piaget.

INTRODUÇÃO

A Educação Infantil foi considerada por muito tempo pelo poder público e também pelos pais, apenas como uma etapa para as crianças brincarem nas escolas. Esta situação modificou-se a partir da promulgação da Constituição Federal de 1988, quando as crianças brasileiras conquistaram o direito de serem atendidas em creches e pré-escolas, pois de acordo com o Art. 208, Inciso IV, O dever do estado com a educação será efetivado mediante a garantia de: atendimento em creches e pré-escolas as crianças de 0 a 06 anos de idade, esta garantia foi especificada com a promulgação da Lei de 9394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira, desta forma a Educação Infantil é vista com seriedade pelos governantes e carece de políticas públicas voltada para a mesma, como por exemplo, cursos que formem especificamente profissionais para que atuem nesta modalidade de ensino, compreendendo as especificidades da sua clientela, que são as crianças.

Nessa perspectiva nos deparamos com o seguinte questionamento: como o professor da Educação Infantil se utiliza dos jogos na sua prática pedagógica?

Este questionamento será o elo entre as nossas investigações teóricas fundamentadas nos estudos desenvolvidos por Piaget, acerca da importância dos jogos no desenvolvimento cognitivo da criança de 4 a 6 anos de idade, como também na Constituição Federal de 1998, na Lei 9394/96 – LDBN e nos documentos emitidos pelo MEC, entre eles: o RCNEI, os PCN’s e a resolução CNE/CEB – 1999.

A complementação das investigações se deu através da observação no lócus da pesquisa e assim diagnosticar e analisar descrevendo como eles são aplicados no processo ensino aprendizagem dos alunos da Educação Infantil. A resposta a este questionamento se deu a partir da análise dos dados feita sob a luz dos parâmetros da pesquisa qualitativa, concluindo o estudo do tema aqui abordado, tornando-o relevante.

A EDUCAÇÃO INFANTIL E SUAS REGULAMENTAÇÕES

Após a promulgação da Lei de Diretrizes e Base da Educação – 9394/96, traz um novo foco sobre a Educação Infantil, e através da homologação da Resolução pelo CNE/CEB nº 20/2009, fixou-se suas Diretrizes Curriculares, onde estabelece através do seu Art. 5º:

Que é dever do Estado garantir a oferta de Educação Infantil pública, gra¬tuita e de qualidade, sem requisito de seleção, é obrigatória a matrícula na Educação Infantil nesta modalidade de ensino, as devem ser oferecidas próximas às residências das crianças foi estabelecida uma carga horária mínima de quatro horas diárias e as propostas pedagógicas de Educação Infantil devem respeitar os seguintes princípios: éticos, políticos e estéticos.

Ainda nos reportando a Resolução nº 20/2009, a mesma estabelece do Art. 2º ao 4º, o norte pelos quais as escolas de Educação Infantil deverão construir suas propostas pedagógicas:

Art. 1º A presente Resolução institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil a serem observadas na organização de propostas pedagógicas na Educação Infantil.

Art. 2º As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil ar¬ticulam-se com as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica e reúnem princípios, fundamentos e procedimentos definidos pela Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, para orientar as políticas públicas na área e a elaboração, planejamento, execução e avalia¬ção de propostas pedagógicas e curriculares.

Art. 3º O currículo da Educação Infantil é concebido como um conjunto de práticas que buscam articular as experiências e os saberes das crianças com os conhecimentos que fazem parte do patrimônio cultural, artístico, ambiental, científico e tecnológico, de modo a promover o desenvolvimen¬to integral de crianças de 0 a 5 anos de idade.

Art. 4º As propostas pedagógicas da Educação Infantil deverão considerar que a criança, centro do planejamento curricular, é sujeito histórico e de direitos que, nas interações, relações

...

Baixar como (para membros premium)  txt (29.5 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com