TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Oligopólio Da Cana De Açucar

Monografias: Oligopólio Da Cana De Açucar. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  30/4/2013  •  3.041 Palavras (13 Páginas)  •  1.090 Visualizações

Página 1 de 13

Oligopólio da cana-de-açúcar

Caroliny Candido da Silva

Daiana Cardoso dos Santos

Jéssica Pereira Brito

Milena Garcia de Andrade

Pedro Júnior Leão

Suellen Fernandes¹

Amauri Américo de Godoy Filho²

Resumo

O tema tratado no trabalho baseia-se no oligopólio da cana-de-açúcar que se extraí o etanol e o açúcar. Tendo como objetivo analisar situações que elevam o preço do etanol e do açúcar pelo setor oligopolizado, onde quem sofre as consequências são os proprietários de carros flex, empresas de transporte rodoviário, comércios que utilizam a açúcar como matéria prima ou não, e principalmente na cesta básica dos trabalhadores. Visando informar e instruir os consumidores que o preço desses produtos devem mudar, se houver uma reinvindicação em massa. Já que sempre há fracassos nos acordos do governo, mostrando o poder oligopólio das usinas e complexidade do setor.

Palavras Chaves: Cana-de-açúcar. Açúcar. Álcool. Oligopólio. Usinas.

1. Introdução

O processo produtivo da cana-de-açúcar começa com a escolha de variedade de acordo com as condições do solo e clima buscando produtividade e resistência às pragas.

UNIP - Instituto de Ciências Sociais e Tecnologia. Campus Magalhães Teixeira – Campinas, SP. CST Gestão Financeira e Processos Gerencias, 1º. Semestre noturno, sala ETB10. Caroliny Candido da Silva – RA B4529A-8 – karoliny_cs@hotmail.com; Daiana Cardoso dos Santos – RA 22DBI-7 – daianacardoso@live.com; Jéssica Pereira dos Santos – RA B41JFJ-6 – jheh_jessica@hotmail.com; Milena Garcia de Andrade – RA B29FJC-7 – milenag.andrade@hotmail.com; Pedro Júnior Leão – RA B46820-3 – p.j.leao@hotmail.com; Suellen Fernandes – RA B26CAH-7 – suellen_fcosta@hotmail.com.

2 UNIP - Instituto de Ciências Sociais e Tecnologia. Campus Magalhães Teixeira – Campinas, SP. Professor ( Esp) Amauri Américo de Godoy Filho.

O processo produtivo da cana-de-açúcar começa com a escolha de variedade de acordo com as condições do solo e clima buscando produtividade e resistência às pragas.

Mudas desenvolvidas especialmente para o plantio são plantadas por máquinas que abrem um sulco na terra com 20 a 40 cm de profundidade. A correção do solo é feita através da calagem que significa a quantidade de calcário a ser aplicada na área é obtida através do método de elevação da saturação de bases (V2).

Também é feita a adubação, controle de plantas daninhas que é realizada através de capina manual, cultivo mecânico ou uso de herbicidas até a colheita feita de abril a dezembro. Após o corte, a cana-de-açúcar deve ser transportada o mais rápido possível ao setor industrial, por meio de caminhões ou carretas tracionadas por tratores.

Pesado o caminhão é retirada uma amostra da cana e analisada no laboratório. O teor de sacarose é o que orienta toda a gestão e o processo industrial.

A cana é moída, onde separa o bagaço que será encaminhado as caldeiras para gerar bioeletricidade, o caldo segue para a produção de açúcar e alcool. A maioria das 430 usinas brasileiras pode produzir os dois, a proporção de um e de outro produto varia de acordo com as condições de mercado e aspectos técnicos, o caldo da primeira e segunda moagem mais rico em sacarose é encaminhada para produção de açúcar, já o álcool é produzido através da fermentação e destilação do caldo de cana.

Desde a colonização, a cana de açúcar é um dos principais produtos agrícolas do Brasil. O Brasil é o país que mais produz cana-de-açúcar, estima-se que são plantados 4,5 milhões de hectares de cana, sendo 1% das terras agriculturáveis. A cana-de-açúcar é plantada no Norte-Nordeste e Centro-Sul brasileiro permitindo dois períodos de colheita, podendo demorar até um ano e meio para a cana ser colhida. De 100% da cana produzida 45% viram açúcar e 55% vira álcool. Cada tonelada de cana equivale ao de 1,2 barris de petróleo no potencial energético. No processo da cana adquire-se varias formas de açúcar, bagaço, álcool, vinhoto, biomassa. Há 307 centros energéticos no Brasil, sendo 128 estão em São Paulo.

A cana-de-açúcar produz açúcar como alimento, energia elétrica que vem do bagaço, para movimentar os veículos faz o álcool hidratado, álcool anidro para melhorar o desempenho energético e ambiental da gasolina, papel, plásticos e produtos químicos. A agroindústria brasileira emprega um milhão de trabalhadores, que fazem o corte de 80% da cana à mão, depois faz queima da palha da planta, tornando para o trabalhador um trabalho seguro. Mas em São Paulo 25% da área plantada é feita a colheita por maquinas. Com a evolução tecnológica a legislação paulista estimula o prazo até 2017 para que deixe de usar fogo no manejo da cana, assim exigi-se o desenvolvimento de políticas de reciclagem, reaproveitamento de mão-de-obra e monitoramento de impactos ambientais.

Na produção da cana metade é destinada para o mercado interno e metade para o exterior, exportando açúcar refinado, cristal. A Rússia em cinco anos é o país que mais importa o açúcar brasileiro. Sendo São Paulo responsável pela produção de 60% do açúcar produzido e 70% das exportações nacionais.

O mercado interno separa-se em industrial, os açucares demerara e liquido e o domestico, os açucares refinado e cristal. O consumo mundial esta em torno de 22 kg per capita e o consumo brasileiro é 52 kg.

O objetivo desse trabalho é Identificar situações que elevam o preço do etanol e do açúcar pelas usinas oligopolizadas. Pois a produção da cana-de-açúcar e etanol, é um dos mais importantes investimentos do Brasil, e pela grande carência de informação nesse setor.

2. Desenvolvimento

2.1. Historia da cana-de-açúcar

A cana-de-açúcar é um produto muito importante para a economia brasileira, desde tempos remotos.

Trazida pelos portugueses, no século XVI, o açúcar era considerado uma especiaria em toda a Europa. No momento, os portugueses viram que tinham ótimas chances de obterem muito lucro com as terras descoberta, pois aqui possuía o clima quente e o solo de massapê favorável para o plantio, dessa forma

...

Baixar como (para membros premium)  txt (19.8 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com