TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PROCESSO CONTÁBIL EMPRESA COMERCIAL

Casos: PROCESSO CONTÁBIL EMPRESA COMERCIAL. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  14/11/2013  •  1.585 Palavras (7 Páginas)  •  405 Visualizações

Página 1 de 7

1 INTRODUÇÃO

1.0 Este trabalho tem por objetivo explanar conceitos a cerca da área contábil, bem como a sua aplicabilidade nas organizações para sua dos gestores diante das suas responsabilidades. Vale ressaltar a alta competitividade do mercado consumidor, visando atender as especificações das normas técnicas e a vasta gama de exigibilidades dos consumidores a empresa precisar se encaixar nos padrões do CFC para prestar serviços de forma mais transparente a sociedade.

É nesse contexto que entra o papel do contador, ele tem a função de auxiliar a organização a obter os melhores resultados e encontrar maneiras de se manter diante dos padrões exigidos pela lei. No Brasil, as pequenas e médias empresas representam a maioria dos negócios em funcionamento e a maior parte dos empregadores no país, porém o número de pequenas empresas que fecham as portas nos primeiros anos de vida também é grande. A contabilidade gerencial é aquela utilizada para a tomada de decisões e sua importância é indiscutível no aspecto gerencial de qualquer negócio. Este trabalho bibliográfico e descritivo tem como objetivo demonstrar que a contabilidade gerencial é aplicável nas pequenas empresas. Entretanto, nas pequenas e médias empresas, essa poderosa ferramenta deixa de ser usada, seja por desconhecimento de seus gestores ou por parte dos contadores, que não dão a devida assessoria contábil dessas empresas. Sua utilização no gerenciamento dessas empresas poderia auxiliar a garantir seu sucesso financeiro.

2 APLICAÇÃO FINANCEIRA

As aplicações financeiras constituem-se num leque de investimentos com rentabilidade fixa ou variável, do tipo: Fundos de Investimento Financeiro (FIF), Certificados de Depósitos Bancários (CDB), Letras Hipotecárias, etc. O valor dessas aplicações classifica-se, no balanço: NO ATIVO CIRCULANTE. a) entre as disponibilidades, no caso de aplicações em modalidades resgatáveis a qualquer momento, sem vinculação a determinado prazo, como é o caso dos Fundos de Investimentos Financeiros (FIF); b) como investimentos temporários, se resgatáveis em prazo vencível até 12 meses após a data de aplicação. No realizável a longo prazo: a) no caso de aplicações financeiras resgatáveis em prazo vencível após 12 meses da data de aplicação. CONTABILIZAÇÃO DA APLICAÇÃO Por ocasião da aplicação efetuou o lançamento de transferência de numerário da conta banco conta movimento para a conta de aplicação correspondente ao tipo de aplicação efetuada. APROPRIAÇÃO DO RENDIMENTO PELO REGIME DE COMPETÊNCIA A apropriação do rendimento de aplicação financeira deve ser feita observando-se o regime de competência.

Assim, na datado balanço ou balancete, se existir saldo de aplicação financeira a ser resgatado nos períodos seguintes, o rendimento proporcional auferido até essa data deverá ser registrado em conta de resultado do período, em contrapartida à conta de aplicação. dependendo do regime de tributação da empresa o trata mento é diferente. Empresas do simples e as isentas, o imposto retido será definitivo. Empresa do lucro presumido é pelo regime de caixa, ou seja, somente no resgate, devendo ser adicionado a base de calculo, deduzindo o imposto retido. Do lucro real é pelo regime de competência. (Instrução Normativa RFB nº 1.022 de 2010. Lei nº 11.033 de 2004. MAFON)

3 AVALIAÇÃO DE ESTOQUE

3.1 O método de avaliação escolhido afetará o total do lucro a ser reportado para um determinado período contábil. Permanecendo inalterados outros fatores, quanto maior for o estoque final avaliado, maior será o lucro reportado, ou menor será o prejuízo. Quanto menor o estoque final, menor será o lucro reportado, ou maior será o prejuízo. Considerando que vários fatores podem fazer variar o preço de aquisição dos materiais entre duas ou mais compras (inflação, custo do transporte, procura de mercado, outro fornecedor, etc.), surge o problema de selecionar o método que se deve adotar para avaliar os estoques. Os métodos mais comuns são: Custo Médio Este método, também chamado de método da média ponderada ou média móvel,baseia-se na aplicação dos custos médios em lugar dos custos efetivos.O método de avaliação do estoque ao custo médio é aceito pelo Fisco e usado amplamente. Por esse critério, os estoques são avaliados pelo custo médio de aquisição, apurado a cada entrada de mercadorias, ponderado pelas quantidades adquiridas e pelas anteriormente existentes.

3.1.1 INVENTARIOS

O controle de estoque possui uma importância significativa para as empresas, cabendo observar que a sua mensuração afeta diretamente a elaboração do Balanço Patrimonial e da Demonstração de Resultado Econômico, devendo abranger, como regra geral, tanto as mercadorias e os produtos de propriedade da empresa, em seu poder ou em poder de terceiros, quanto as mercadorias e os produtos de propriedade de terceiros que estejam sob a custódia da empresa. As empresas podem adotar dois sistemas para o controle de estoque: o inventário periódico ou o inventário permanente, sendo o primeiro o sistema mais comum naquelas de pequeno porte. O inventário periódico é o sistema em que há o controle de estoque pela averiguação da contagem física de seus itens, ou seja, NÃO é efetuado o controle contínuo das movimentações de entrada e saída de mercadorias ou de produtos, bem como de seu saldo final. O Custo das Mercadorias Vendidas (CMV) ou o Custo dos Produtos Vendidos (CPV) é apurado pela seguinte fórmula: CMV ou CPV = Estoque Inicial (EI) + Compras (C) - Estoque Final (EF) Da fórmula acima se pode deduzir o Resultado com Mercadorias (RCM), que para fins gerenciais correspondentes ao “lucro” ou “prejuízo” auferido nessas operações, no período, conforme a seguinte expressão:

4 PRINCIPIOS DA ENTIDADE E COMPETENCIA

Os princípios Fundamentais de Contabilidade representam o núcleo central da própria Contabilidade, na sua condição de ciência social, sendo a ela inerente. Os princípios constituem sempre as vigas - mestres de uma ciência, revestindo-se do atributo de universalidade e veracidade, conservando validade em qualquer circunstância. No caso da Contabilidade, presente seu objeto, seus Princípios Fundamentais de Contabilidade valem para todos os patrimônios, independentemente das Entidades a que pertencem às finalidades para as quais

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.4 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com