TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Serviço social: um fator fundamental no desenvolvimento do Brasil

Seminário: Serviço social: um fator fundamental no desenvolvimento do Brasil. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  3/5/2014  •  Seminário  •  544 Palavras (3 Páginas)  •  212 Visualizações

Página 1 de 3

Serviço Social: Um fator fundamental para o desenvolvimento do Brasil

O propósito do Serviço Social nada mais é que aproximação dos indivíduos no desenvolvimento socioeconômico e político da sociedade.

O Serviço Social é vista como uma atividade auxiliar e subsidiaria no exercício do controle social, e de fusão ideológica da classe dominante entre a classe trabalhadora.

Infelizmente politicamente falando os governantes não costumam representar os interesses de toda sociedade e sim que atua a privilegiar seus eleitores ou determinados grupos de pressão.

A Sociedade de certa forma suspeita das intenções da classe política, sendo assim não tem muitas ilusões a respeito da eficiência dos governantes.

A chamada era Vargas iniciada com a revolução de 1930 que desalojou do poder a oligarquia cafeeira divide-se em três períodos do governo provisório, governo constitucional e estado novo.

O então presidente Getulio Vargas iniciou o processo de centralização do poder extinguindo os órgãos Legislativos em todos os níveis Federal, Estadual e Municipal. A era Vargas tornou-se um assunto fundamental para todos que desejam muitas ocorrências que permeiam a atualidade nacional.

O Serviço Social no Brasil bem como as políticas sociais consolidou pelas mãos da Igreja Católica no final do século XIX e inicio do século XX, sem esquecer do aspecto paralelo do agravamento das condições de vida e trabalhão da população operária, que se consolidam no mesmo período.

Podemos afirmar que a parti das primeiras décadas do século XX, acelerando-se no início dos anos 30. O Brasil conheceu uma mudança no modo de desenvolvimento, decorrente na intensificação do processo de industrialização.

Houve crescente organização e a proximidade dos trabalhadores que favoreceu a organização, neste período, expressou-se um conjunto de transformações do estado brasileiro, com o avanço significativo no desenvolvimento econômico, político, social e cultural.

Em novembro de 1930 foi criado o Ministério do Trabalho Indústria e Comercio, promulgando uma legislação trabalhista que atendia as necessidades dos trabalhadores sem deixar de atender os interesses amplos da industrialização emergente.

A Assistência Social é direito do cidadão e dever do Estado, é uma política de seguridade social, não contributiva que prove os mínimos sociais, realizadas através de um conjunto integrado de ações de iniciativas políticas e da Sociedade para garantir o atendimento às necessidades básicas.

Yazibek (1993) afirma que ao se incluir a assistência social na seguridade social a questão é trazida para os campos de direitos, e para esperar da responsabilidade estatal, tornando-se política publica e direito das que dela necessitarem.

A política publica de assistência social é um conjunto de responsabilidade pública do Estado que deverá exercitar de forma descentralizada, participativa e afiançadora de direito. Atualmente a política de assistência social é ainda entendida em grande medida como concisão de benefícios “favores” e na como garantia de direito, tornando-se seletiva a medida que estabelece padrões em critérios mínimos elegibilidade procurando uma focalização dos programas em grupos populacionais específicos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com