TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sociologia

Casos: Sociologia. Pesquise 813.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  26/11/2012  •  441 Palavras (2 Páginas)  •  1.582 Visualizações

Página 1 de 2

9. Descreva com suas palavras a relação de pensamento simbólico e espírito especulativo. Inclua nessa síntese a questão egípcia e o milagre grego.

O pensamento simbólico é uma das principais características da humanidade. Dependendo de fatores sociais os povos desenvolvem diferentes formas de explicação a respeito da vida e da natureza e as explicações científicas é dada menor importância, ao passo que o espírito especulativo é baseado em dados científicos. Para os egípcios, a eficiência de pensar lógico limitava-se ao seu pragmatismo, à necessidade de solucionar problemas particulares que se apresentavam como obstáculos ao transcurso da existência. O pensar como exercício voltado para si mesmo, capaz de se desenvolver mesmo sem uma aplicabilidade imediata e independente das crenças religiosas e do pensamento mítico, teve suas raízes históricas na civilização grega.

10. Qual a influência das idéias e da teoria de Charles Darwin no pensamento sociológico positivista?

Suas ideias e teorias apoiavam-se na sua hipótese de seleção natural, que diz que as espécies que existem hoje, são aquelas que melhor se adaptam ao meio ambiente em que vivem, e foram se diferenciando a partir da sobrevivência dos indivíduos. O pensamento positivista tem como ideia a de que o homem é produto do seu meio social.

O princípio do darwinismo social é que para alcançar o progresso a sociedade precisa evoluir em seus vários fatores, aprendendo com seus erros. Para os positivistas, o progresso tem que ser alcançado a qualquer custo, nem para isso tenha que se impor de forma bruta a ordem na sociedade.

11. Quais os dois movimentos que Comte distinguia na sociedade? Como ele os relacionava?

Os movimentos eram o dinâmico e o estático. O dinâmico seria responsável por levar as sociedades do estagio inferior para o estágio superior, com a evolução mais simples, transformando as sociedades. O estático era responsável pela preservação dos elementos responsáveis para garantir um bom funcionamento da sociedade capitalista, permanentes de toda organização social, estabelecendo condições a todos os indivíduos, garantindo o melhor funcionamento da sociedade.

12. Como a idéia evolucionista da biologia transposta para as ciências sociais condicionou a visão dos europeus sobre as sociedades não européias com as quais entraram em contato a partir do expansionismo imperialista?

As sociedades mais simples e de tecnologia menos avançada deveriam evoluir em direção a níveis de maior complexidade e progresso na escala da evolução social, até a tingir o “topo”: a sociedade industrial europeia.

Pensavam que existiam sociedades mais evoluídas que outras, que eles eram raças superiores, em razão disso escravizavam os outros especialmente os negros.

As sociedades não-europeias eram vistas pelos europeus como “fósseis-vivos”. Era preciso fazer com que essas civilizações evoluíssem para chegar ao patamar europeu. Aqueles que não se comportavam “civilizadamente como os europeus” eram considerados primitivos.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com