TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Teoria Da Administraçao

Por:   •  11/10/2013  •  2.189 Palavras (9 Páginas)  •  379 Visualizações

Página 1 de 9

INTRODUÇÃO

A proposta deste trabalho é demonstrar, de forma rápida, as evoluções da Teorias da Administração, conhecimentos relacionados a profissão do administrador, e a oportunidade que o trabalhador tem de manifestar suas opiniões e iniciando pelo sentido da palavra ética, nos detendo no estudo do conceito de trabalho e a visão da sociedade por Emile Durkhiem, Max Weber e Karl Marx, a concepção do homem na idade moderna, e como elas influenciam no trabalho do administrador.

2 DESENVOLVIMENTO

1 – Entender a evolução histórica das Teorias da Administração é a base para o bom desenvolvimento de seus estudos. Após estudar os materiais da disciplina, escreva sobre a abordagem clássica, humanista e comportamental das Teorias da Administração. Desenvolva um texto diferenciado as escolas umas das outras.

Abordagem Clássica - No início do século XX, dois engenheiros desenvolveram os primeiros trabalhos a respeito da Administração: o americano Frederick Winslow Taylor, que veio a desenvolver a chamada Escola da Administração Científica, e o europeu Henri Fayol, que veio a desenvolver a chamada Teoria Clássica. Apesar de que não tenham se comunicado entre si e tenham partido de pontos de vista diferentes e até mesmo opostos, suas idéias constituem as bases da Abordagem Clássica ou Tradicional da Administração.

Assim, a Abordagem Clássica da Administração pode ser dividida em duas orientações diferentes e opostas entre si, mas que se complementam com relativa coerência:

• Escola da Administração Científica: desenvolvida nos Estados unidos, a partir dos trabalhos de Taylor. Sua preocupação básica era aumentar a produtividade da empresa por meio do aumento da eficiência no nível operacional. Constitui uma abordagem de baixo para cima (do operário para o supervisor e gerente) e das partes (operários e seus cargos) para o todo (organização empresarial). A ênfase nas tarefas é a principal característica dessa orientação.

• Teoria Clássica: desenvolvida na França, com os trabalhos pioneiros de Fayol. Sua preocupação básica era aumentar a eficiência da empresa por meio da forma e disposição dos órgãos componentes da organização (departamentos) e das suas inter-relações estruturais. Neste sentido, é uma abordagem inversa à da Administração Científica: de cima para baixo (da direção para a execução) e do todo (organização) para as suas partes componentes (departamentos). A ênfase na estrutura é a sua principal característica.

A Abordagem Clássica da Administração tem suas origens nas conseqüências geradas pela Revolução Industrial e podem ser resumidas em dois fatos: O crescimento acelerado e desorganizado das empresas, ocasionando uma gradativa complexidade na sua administração e exigindo uma abordagem mais científica e apurada, em substituição à improvisação até então dominante.

A necessidade de aumentar a eficiência e a competência das organizações, com o objetivo de se obter melhor rendimento de seus recursos e para fazer face à concorrência e à competição entre as empresas.

Os autores clássicos pretenderam desenvolver uma Ciência da Administração, cujos princípios pudessem ser aplicados para resolver os problemas da organização.

Abordagem humanista - Essa preocupação com as relações humanas encontrou força na obra de Elton Mayo (1880-1949). Faria (2007) afirma que o objetivo de Mayo (1933) é estudar as relações de trabalho em organizações industriais com a finalidade de melhor qualificar uma elite administrativa capaz de dirigir o processo de desenvolvimento em uma época de transformações econômicas e problemas sociais. Mayo começou a se interessar pelas condições externas e individuais que interferiam no processo de trabalho, estava interessado nos efeitos do Taylorismo. A primeira pesquisa descrita por Mayo foi feita em uma fábrica têxtil. Essa pesquisa foi empreendida para analisar as condições de trabalho com o objetivo de planejar métodos de redução do excessivamente alto turn over do trabalho, o qual chegava a ser de aproximadamente 250%, ou seja, a fábrica contratava cerca de cem operários para manter seus quarenta postos de trabalho em funcionamento no ano. Foram feitas modificações na condução da pesquisa, e para Mayo este experimento indicou que a existência de condições externas e individuais interferem igualmente nos resultados. Porém, conforme coloca Faria (2007), em relato posterior, fica evidenciado que o objetivo de Mayo (1945) era de controlar os elementos internos e externos ao processo de trabalho de maneira a aumentar

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.5 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com