TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Violencia Contra Mulher

Pesquisas Acadêmicas: Violencia Contra Mulher. Pesquise 785.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/6/2013  •  482 Palavras (2 Páginas)  •  2.404 Visualizações

Página 1 de 2

Lei Maria da Penha

Conhecida como Lei Maria da Penha a lei número 11.340 decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva em 7 de agosto de 2006; dentre as várias mudanças promovidas pela lei está o aumento no rigor das punições das agressões contra a mulher quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar. A lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006.

O Ciclo da Violência contra a Mulher

As mulheres espancadas não são maltratadas constantemente, nem a violência que lhes são causadas ocorre ao acaso. Ciclo de Violência" que procura explicar como ocorre a violência entre homens e mulheres que vivem relações afetivas, indicando as razões pelas quais a vítima tem dificuldade de romper com a relação violenta e denunciar o agressor,como elas caem num comportamento de desamparo e porque elas não tentam escapar da violência.

1ª Fase: A acumulação de tensão:

São iniciadas através provocações e discussões de agressões verbais mútuas. Nessa fase a mulher “pisa em ovos” com medo de irritar o agressor, tenta amenizar, contornar, mas a tensão vai aumentando, e o “clima” vai ficando insuportável.

2ª fase: A Explosão:

É quando ocorre um incidente de espancamento grave. Essa fase pode durar de duas a quarenta e oito horas. A mulher geralmente esconde da sociedade que sofreu violência para não irritar o agressor e garantir o término da 2ª Fase. Nessa fase às vezes a vítima chama a polícia, denuncia a violência na Delegacia ou pede para ser abrigada. È um momento de choque.

3ª Fase: A Lua de Mel:

Depois dessa “explosão”, o agressor geralmente pede desculpas, afirma que as agressões não vão se repetir faz declarações de amor, dá flores, e presentes. A mulher espancada quer acreditar que não vai mais sofrer violência. Nessa fase ela passa a ter esperança de que o agressor realmente “mude”, e é nesse momento que normalmente a mesma desiste de buscar ajuda e solicita que seja paralisado o procedimento policial ou judicial.

OBS.: Com o passar do tempo, as fases tornam a se repetir. O que é preocupante é que a cada retomada do ciclo a fase da explosão vai se tornando cada vez mais violenta. Muitas vezes ao chegar novamente na 3ª fase à mulher entra em óbito.

Formas de violência contra mulher

 Violência Física

 Violência Psicológica

 Violência Sexual

 Violência Patrimonial

 Violência Moral

A violência não está restrita a certo meio, não escolhendo raça, idade ou condição social. Praticada por pessoas próximas, na maioria homens, que no ato de descontrole tentam resolver alguma situação, da qual acha que a mulher tem culpa, por meio de algum tipo de violência, porque a mulher sempre foi intitulada como “sexo frágil” e que deve ser submissa ao homem.

Por que as mulheres não denunciam

Vergonha

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com