TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps Contabilidade Tributaria - Etapa 4

Por:   •  26/10/2013  •  2.933 Palavras (12 Páginas)  •  1.164 Visualizações

Página 1 de 12

FACULDADE ANHANGUERA DE CAMPINAS

Edna Soares –109.856.000-9

ATPS - Contabilidade Tributária

FACULDADE ANHANGUERA DE CAMPINAS

ATPS - Contabilidade Tributária etapa 4

Trabalho Acadêmico apresentado como requisito parcial a disciplina de Contabilidade Tributária no curso de Ciências Contábeis do Anhanguera Educacional

Professor: Renato Monteiro da Silva

Pronunciamento CPC 32

O CPC 32 tem objetivo de prescrever o tratamento contábil para os tributos sobre o lucro. O lucro inclui todos os impostos e contribuições nacionais e estrangeiros que são baseados em lucros tributáveis. O termo tributo sobre o lucro também inclui impostos, tais como os retidos na fonte, que são devidos pela própria entidade. O pronunciamento trata dos registros de ativos e passivos correntes e diferidos, relacionando a incidência de tributos sobre o lucro. Exige o reconhecimento de passivos fiscais diferidos para todas as diferenças temporárias tributáveis, exceto em alguns casos que especifica. O pronunciamento condiciona seu reconhecimento a provável existência de lucro tributável contra o qual a diferença temporária dedutível ou o prejuízo a compensar possam ser realizados.

Este pronunciamento não trata dos métodos de contabilidade para concessões governamentais, portanto, tratam da contabilização das diferenças temporárias que podem surgir de créditos fiscais e tais subvenções ou investimentos. Diferenças temporárias: diferenças entre o valor contábil de um ativo ou passivo de sua base fiscal.

Diferenças temporárias: diferenças entre o valor contábil de um ativo ou passivo e sua base fiscal. Diferenças temporárias tributáveis: diferenças temporárias que resultarão em valores tributáveis.

Definições: no futuro quando o valor contábil de um ativo ou passivo é recuperado ou liquidado. Diferenças temporárias dedutíveis: diferenças temporárias que resultarão em valores dedutíveis para determinar o lucro tributável (prejuízo fiscal) de futuros períodos quando o valor contábil do ativo ou passivo é recuperado ou liquidado.

Tributos correntes: os tributos correntes relativos a períodos correntes e anteriores devem, na medida em que não estejam pagos, ser reconhecidos como passivos. Se o valor já pago com relação aos períodos atual e anterior exceder o valor devido para aqueles períodos, o excesso será reconhecido como ativo. O benefício referente a um prejuízo fiscal que pode ser compensado para recuperar o tributo corrente de um período anterior deve ser reconhecido como um ativo. Passivos (ativos) de tributos correntes para os períodos corrente e anterior serão medidos pelo valor esperado a ser pago para (recuperado de) as autoridades tributárias, usando as alíquotas de tributos e legislação fiscal.

Chama-se a atenção neste pronunciamento sobre as diferenças entre o valor contábil de um ativo ou passivo e a sua base fiscal nos casos em que estas diferenças provoquem encargos tributários (ou ganhos) que são recuperáveis (ou possivelmente serão perdidos) com o uso desses ativos.•.

Passo 3 da etapa 3

LUCRO PRESUMIDO 2011

FATURAMENTO R$ 450.000,00

ALIQUOTA

BASE DE CALCULO R$ 36.000,00 8%

PIS R$ 2.925,00 0,65%

COFINS R$ 13.500,00 3%

ICMS R$ 81.000,00 18%

IRPJ R$ 5.400,00 15%

ADICIONAL - -

CSLL R$ 3.240,00 9%

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.8 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com