TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Aula-tema 5: Regulamentação E Controle Social

Trabalho Universitário: Aula-tema 5: Regulamentação E Controle Social. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  31/1/2013  •  631 Palavras (3 Páginas)  •  1.676 Visualizações

Página 1 de 3

A vida em sociedade faz com que o indivíduo permaneça constantemente vigilante quanto aos seus comportamentos e atos diários. Quando se faz algo não aceito ou tolerado por outros indivíduos, corre-se o risco de ser repreendido.

O grupo social exerce sobre seus membros um controle para que estes não se desviem das normas aceitas. Tal controle é quase imperceptível e, por outro lado, os próprios indivíduos acabam por se autocontrolar, ao internalizar os padrões normativos sociais. Em toda sociedade encontram-se os chamados valores sociais, sendo estes variáveis de acordo com as sociedades e suas culturas, e até mesmo dentro de uma mesma sociedade quando se consideram os grupos, camadas e classes sociais que a compõem.

Existe, nas sociedades, certo consenso entre seus membros a respeito do que é feio e bonito, bem ou mal, agradável e desagradável, honrado e vergonhoso etc. Tais normas e valores são interiorizados pelos indivíduos, que desde crianças passam por processos que os habituam a respeitar os costumes da sociedade em que vivem. Os valores se organizam então em um "ideal" que a sociedade impõe a seus membros, que orienta os pensamentos e os atos dos indivíduos. À medida que os valores se transformam em normas e costumes, passam a assegurar a regulamentação da vida dos indivíduos e dos grupos de uma sociedade. Associa-se este tipo de controle ao funcionamento das sociedades, isto é, acredita-­se que a vida em sociedade não seria possível se não houvesse mecanismos de controle sobre os indivíduos que nela se encontram, pois assim imperaria a desordem nas relações entre indivíduos e grupos sociais.

Uma norma pode ser sociologicamente entendida como uma obrigação social a que o indivíduo está submetido. Estas normas correspondem a ideias do que é certo e do que é errado e, a partir delas, se exigem do indivíduo certos atos e se proíbem outros. Quando existem normas, existem também sanções e intervenções para quando são infringidas. As normas que se aplicam em uma sociedade são compartilhadas por seus membros, embora possam ser vistas como irracionais para indivíduos pertencentes a outras sociedades. Além disso, as normas sociais que visam ao controle não são estáticas, pois variam no tempo; e quando isso acontece, ocorrem mudanças no comportamento humano. Por isso, o que era considerado certo pode passar a ser errado e vice-versa, com as transformações sociais e formas de pensar dos indivíduos. As normas podem ser divididas em duas categorias: normas que estão codificadas no Direito e sancionadas pelo Poder Público (normas formais) e normas que estão ritualizadas nos costumes e comportamentos (normas informais).

Numa sociedade, nem todos os membros se comportam da forma esperada o tempo todo. A qualquer falha, na conformidade às normas existentes, dá-se a denominação de desvio social. Em outras palavras, o desvio social consiste numa violação das regras sociais e acontece quando alguém quebra os valores e normas aceitos em uma sociedade ou grupo social.

Diferentes sociedades toleram certos desvios sociais, ou seja, pequenas falhas dos indivíduos em relação às normas estabelecidas. Entretanto, quando os limites de tolerância são ultrapassados e criam-se ameaças ao funcionamento da sociedade, entram em ação os mecanismos de controle social.

O controle

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com