TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Coleta Seletiva

Por:   •  17/11/2013  •  2.786 Palavras (12 Páginas)  •  178 Visualizações

Página 1 de 12

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

PROJETO DE EXTENSÃO

Título

RECICLAGEM COMO ATIVIDADE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: AMPLIAÇÃO DO PROJETO CCB RECICLA

Linha programática

Produção e divulgação de material informativo

Introdução

Nas últimas décadas, o grande aumento da produção de lixo urbano criou um novo problema social: o acúmulo de lixo acima da capacidade dos aterros sanitários. A partir daí, houve a necessidade de encontrar um destino adequado para estes materiais. Como grande parte do lixo produzido pode ser utilizado como insumo para a geração de novos produtos surgiu o conceito de reciclagem.

A reciclagem de lixo auxilia na preservação do meio ambiente, diminuindo a contaminação dos solos e rios e reduzindo o desperdício de recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas. O primeiro passo para que esse processo ocorra é a realização da coleta seletiva do lixo.

A coleta seletiva de lixo é um processo que consiste na separação e recolhimento de resíduos descartados. Os materiais que podem ser reciclados (papéis, metais, plásticos, vidros) são separados do lixo orgânico (biodegradável), este último será descartado em aterros sanitários. A separação do lixo na origem evita a contaminação dos materiais recicláveis diminuindo os custos com o processo. A exemplo disso, para cada 10% de caco de vidro na mistura, economiza-se 4% da energia necessária para a fusão nos fornos industriais e a redução de 9,5% no consumo de água. Pilhas e baterias devem ser também separadas, pois se descartadas no meio ambiente provocam a contaminação do solo devido sua composição química. Mesmo não sendo possível reutilizá-los, estes materiais recebem um destino apropriado para não gerar poluição no meio ambiente.

Nos últimos anos, a reciclagem de lixo vem tendo sua importância reconhecida através da conscientização da população. Algumas cidades, como Florianópolis – SC, já possuem o processo de coleta seletiva do lixo doméstico. Esses materiais são recolhidos por empresas privadas de reciclagem ou por cooperativas de coletadores. A adesão da população a esta iniciativa já trouxe resultados positivos. Em 2005, por exemplo, o Brasil reciclou mais de 9,4 bilhões de latas de alumínio, que representam 96,2% da produção nacional de latas, beneficiando com emprego e renda cerca de 130 mil sucateiros.

No entanto, apesar dessas informações positivas, dados recentes, divulgados pela associação sem fins lucrativos Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), mostram que apenas um milhão de brasileiros têm acesso aos programas municipais de coleta seletiva, um número relativamente baixo diante do tamanho da população brasileira - 183,9 milhões de habitantes.

Na tentativa de melhorar esses números, o Governo Federal através do Decreto Nº 5.940, de outubro de 2006, instituiu a separação dos resíduos recicláveis descartados pelos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta, na fonte geradora, e a sua destinação às associações e cooperativas dos catadores de materiais recicláveis.

A UFSC produz dezenas de toneladas de lixo por mês. Deste total de lixo produzido grande parte é lixo orgânico e vem sendo separado e enviado para processo de compostagem, que acontece no próprio campus universitário. O pátio de compostagem processa cerca de 3 toneladas de resíduos orgânicos por dia. No entanto, parte do lixo produzido na Universidade não é lixo orgânico, e sim lixo seco. Os resíduos sólidos secos produzidos mensalmente somam cerca de 30 toneladas, sendo que 60% deste lixo poderia ser reciclado, mas esse tipo de material ainda não tem um destino adequado.

Pensando nisto o Projeto de Extensão CCB Recicla do Centro de Ciências Biológicas (CCB/UFSC) tem como uma de suas vertentes principais a conscientização da comunidade acadêmica e dos arredores da Universidade sobre a importância da coleta seletiva do lixo. O projeto vem desde 2009 realizando atividades de extensão em escolas públicas, onde estão sendo realizadas práticas de educação ambiental, com o objetivo de desenvolver nas crianças uma visão de mundo que desperte a consciência e gere mobilização em favor do meio ambiente.

O projeto

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18.5 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com