TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Relatório

Por:   •  24/4/2013  •  423 Palavras (2 Páginas)  •  345 Visualizações

Página 1 de 2

RELATÓRIO DE VISITA DOMICILIAR

No dia 23 de Junho de 2012 no período de 08h00minh as 11h00minh, realizou-se visita domiciliar na residência da Sra. Maria, domiciliada na Rua Sete de Janeiro nº 1963, Bairro de Nova Aurora, Belford Roxo / RJ. Ao chegarmos ao domicilio, estava presente a Sra. Maria (40 anos), Sr. José (50 anos) e as crianças Rosa e Raiane. A usuária reside em “barraco” construído de madeira, onde não há muitas mobílias, apenas fogão, mesa e geladeira, residem na casa quatro pessoas entre elas, duas crianças ambas tem entre 3 e 6 anos que não estudam, dormem em uma rede e o casal que dorme em um colchão no chão. A usuária nos relatou que convive maritalmente com Sr. José há alguns anos que ele está desempregado e atualmente só faz alguns “bicos” capinando alguns quintais vizinhos quando é chamado, a usuária também relata que suas duas filhas são frutos de outro relacionamento, quando questionada sobre o pai de suas filhas a mesma disse que ele faleceu e que não trabalha para cuidar das mesmas que não estudam porque a usuária não conseguiu vaga na escola municipal mais próxima. Durante o dialogo com a usuária ficou evidenciada uma frágil condição sócio econômico da família, onde nesse processo não há uma renda mensal definida, desencadeando desse modo insegurança alimentar para a família. Foram dados os esclarecimentos para a família da importância de as crianças estudarem e a usuária se comprometeu em ir à escola municipal saber a data matrícula em horário integral para o próximo ano, assim Sra. Maria poderá arrumar um emprego estabilizando a situação financeira da sua família, encaminho o Sr. José a fazer um curso profissionalizante de pedreiro gratuito oferecido pelo Município para que o mesmo consiga um emprego estável afim, de ter uma renda efetiva para o sustento dessa família.

Parecer Social:

Evidenciou-se através da escuta em visita domiciliar que a família vive em condição de extrema pobreza, miséria e exclusão social, ou seja, em situação de vulnerabilidade social, considerando o que preceitua a art. 6º a CF 1988 que trata dos direitos sociais e Art. 22 da lei 8.742, de 7 de dezembro de 1993, diante dos fatores concede-se o parecer favorável sugerindo a inserção desta família no cadastro para recebimento de uma cesta básica mensal pelo período de 6 meses, devendo esta família ser acompanhada pelo CRAS, objetivando inserir as crianças em atendimentos nos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos e no PAIF, inserção no Cad Único com encaminhamento para inscrição nos benefícios de transferência de renda.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com