TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho escravo no Brasil: passado e presente

Por:   •  1/10/2014  •  Seminário  •  559 Palavras (3 Páginas)  •  191 Visualizações

Página 1 de 3

1. Tema: Trabalho escravo no Brasil: passado e presente.

2. Justificativa: Partindo da análise de notícias que comemoravam, em 1888,

o fim da escravidão no Brasil, é possível propor aos alunos que reflitam

acerca das diferenças entre trabalho livre e trabalho escravo. As atuais

evidências da existência de trabalho cativo no país auxiliam os alunos a

pensar nesse tipo de trabalho como algo próximo de sua realidade, ou seja,

mostra-lhes que se trata também de um problema de seu tempo.

3. Objetivos:

• Analisar documentos de natureza diversa (jornais e charge),

comparando suas principais informações e relacionado-as a sua

realidade;

• Promover a leitura e a interpretação de textos escritos e imagens;

• Compreender a escravidão como um processo que se estendeu além da

esfera oficial, mostrando que a assinatura de uma lei não é suficiente

para garantir a extinção de uma prática;

• Compreender que muitos processos históricos não possuem começo e

fim bem delineados, ou seja, são caracterizados por frequentes

transformações;

• Promover discussão acerca dos direitos humanos, atentando para ideia

de liberdade.Trabalho escravo

09 de junho de 2012 | 3h 09

O Estado de S.Paulo

Sempre se soube que há no Brasil milhares de pessoas sujeitas a trabalhos forçados ou

jornadas excessivas, prisioneiras de dívidas contraídas com empregadores, em condições

análogas à da escravidão, mas só há pouco esse problema foi, literalmente, mapeado.

Trata-se do Atlas do Trabalho Escravo no Brasil, elaborado por geógrafos da Unesp e da

USP.

A escravidão contemporânea é mais comum em regiões remotas do País, mas é mais

abrangente do que geralmente se pensa: das 27 unidades federativas do País, apenas em 5

a Comissão Pastoral da Terra (CPT) não encontrou trabalhadores mantidos como escravos

nos últimos anos.

Os números são impressionantes: de 1995 a 2008, último ano pesquisado, 42 mil brasileiros

foram libertados da escravidão pela CPT. Desde então, autuações têm sido feitas também

pelo Ministério do Trabalho, podendo haver, evidentemente, muitos outros casos não

detectados. O objetivo do Atlas foi justamente o de ajudar o poder público a avaliar a

probabilidade da existência de trabalho escravo em regiões ou setores específicos da

economia.

Decorridos 124 anos desde a Abolição da Escravatura, a mídia, sociólogos e especialistas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com