TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A FALTA DE UNANIMIDADE NO MOVIMENTO ESTUDANTIL

Por:   •  3/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  903 Palavras (4 Páginas)  •  26 Visualizações

Página 1 de 4

A FALTA DE UNANIMIDADE NO MOVIMENTO ESTUDANTIL

Tulio Raphael Matos – 18/0028448

INTRODUÇÃO

“Propaganda se refere a transmissão de ideia de ideias sejam religiosas ou políticas”, deste modo diferente do que a maioria das pessoas pensam propaganda nem é a mesma coisa que publicidade e nem significa a mesma coisa. Como descrito por Jean Marie Domenach no livro “A propaganda política”:

A propaganda é uma tentativa de influenciar a opinião e a conduta da sociedade, de tal modo que as pessoas adotem uma opinião e uma conduta determinada. Ou ainda, A propaganda é a linguagem destinada a massa; ela emprega palavras ou outros símbolos veiculados pelo rádio, pela imprensa e pelo cinema. O escopo propagandista é o de influir na atitude das massas no tocante a pontos submetidos ao impacto da propaganda, objetos da opinião.

A propaganda está presente em ideias religiosas e políticas e não quando aquela atriz famosa sorri na TV com intuito de que você compre cerveja. Entender o conceito de propaganda é essencial para a contextualizar com último período da Faculdade de Comunicação.

Desde 2016 quando ocorreu o Golpe Político as situações de diversos cenários brasileiros passam por momentos difíceis, a esfera da educação não ficou de fora, pelo contrário essa foi atingida em sua maior amplitude. O ensino público vem a cada dia sendo sucateado e com suas verbas sendo cortadas. A universidade de Brasília de fora de tais momentos difíceis numa confusão entre MEC e Reitoria a verba da faculdade não foi repassada o que estourou em um movimento estudantil que não surtiu efeito duradouro.

Em momentos como este, a propaganda se faz forte seja para apoiar quem tem o poder político ou para fazer a oposição política “nenhum Estado moderno ou regime caiu ou se manteve sem intervenção externa”, desse modo a propaganda é de suma importância para divulgar as ideias políticas de um grupo e convencer outros sobre essas ideias

A PROPAGANDA NO MOVIMENTO ESTUDANTIL

O Movimento estudantil eclodiu a partir de que foram reveladas as contas da universidade e que a reitoria queria prejudicar os alunos por conta dos cortes de verbas e da má gestão da reitoria. Dentre essas medidas estava: Aumento dos valores nas refeições no restaurante universitário, demissão de uma fração dos funcionários terceirizados, demissão dos estagiários, diminuição dos projetos de iniciação cientifica e outras medidas afim de diminuir o déficit na faculdade

Analisando a propaganda política da instituição naquele momento não estava na sua melhor fase, pelo contrário, estava em sua pior fase, a faculdade se mostrou irresponsável, para se redimir dos erros estavam passando seus problemas de má administração para os alunos e funcionários. Como um governo autoritário a diferença é a manutenção de poder em um governo autoritário é a opinião pública e o controle total e naquele momento a reitoria não possuía nenhum dos dois. Como descrito por Alfred Sauvy, no livro Le pouvoir et L’opnion

Em nenhum estado moderno o regime fascista caiu sem intervenção externa, o que, constitui prova da forca da propaganda política.

A partir desse momento os estudantes começaram a se mobilizar a favor do movimento a fim de reivindicar seus direitos e se unir para combater arbitrariedades e transparência na administração da universidade se organizaram e começaram a pedir medidas como não foram ouvidas.

Esse processo se instaurou em greves e esse processo precisa crucialmente de a propaganda para poder ocorrer. Como as aulas ocorrem de maneira quase que independente os alunos para paralisarem devem convocar assembleias com seus colegiados, para que tal assembleia ocorra é necessário um quórum mínimo de alunos sem a propaganda de alunos mais engajados no movimento e uma publicidade para essas assembleias ocorrem. Nessa assembleia os alunos mais engajados no movimento repassam as informações mais importantes e fazem a propaganda política do movimento afim de fazer a oposição. Alunos menos envolvidos começam a se mobilizar no movimento e a propaganda política começa a fazer efeito. Logo depois de aprovada pelos alunos é recomendada pela diretoria que os professores não ministrem aulas, mas é apenas recomendada. Fica a critério dos professores darem aula ou não os alunos que devem se mobilizar para não frequentarem aulas e assim aderir ao movimento e mesmos os alunos que não aderiram não prejudicarem os alunos que aderiram

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)   pdf (78.2 Kb)   docx (12.3 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com