TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Artigo Cientifico Sobre O Mito Da Caverna

Trabalho Universitário: Artigo Cientifico Sobre O Mito Da Caverna. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  16/6/2014  •  1.298 Palavras (6 Páginas)  •  890 Visualizações

Página 1 de 6

A BATALHA ENTRE MAX WEBER E RAYMOND FIRTH:

A SOCIEDADE ANALISADA PELOS GRANDES CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA

Para Raymond Firth o papel da Sociologia seria o estudo das relações dos indivíduos, como eles interagem dia a dia dentro da sociedade. Ele preocupa-se em criar um conceito para explicar as reações dos indivíduos olharem por trás das fachadas.

Já Weber diz que o papel da Sociologia é observar e analisar os fenômenos que ocorrem na sociedade buscando extrair destes fenômenos os ensinamentos e sistematizá-los para uma melhor compreensão é por isso que sua sociologia recebe o nome de Sociologia Compreensiva.

No ponto de vista de Weber a Ação Social seria então o comportamento do homem, vinculados ao passado, presente e futuro, isto é, suas atitudes voltadas para a ação ou abdicação. Lembrando que só existe ação social quando o indivíduo estabelece ou pelo menos tenta estabelecer algum tipo de comunicação a partir de suas ações com o(s) outro(s). Exemplificando a ação social do individuo, imagine duas pessoas que caminham em uma rua, se não houver interação entre ambas não há ação social, porém, se elas se cumprimentarem ou interagirem em prol de uma terceira pessoa é considerado ação social. Complementando este pensamento weberiano vêm os dizeres de (FIRTH, 1973, P.38) “[...] cada ação social pode ser pensada como tento uma ou mais funções sociais [...]”.

Para Weber, a compreensão das tais ações sociais é função única do sociólogo, assim como encontrar as conexões causais que as determinam. Ele que não se apóia nas ciências naturais, a fim de construir seus métodos de análise, e nem mesmo acredita encontrar leis gerais que expliquem a totalidade do mundo social, mas acredita que o objeto da Sociologia é uma realidade perdurável e cria tipos ideais, que dentro de sua análise são denominados:

1- Ação social racional com relação a fins, é dada como uma ação estritamente racional imagina-se um fim e este é buscado através dos melhores meios, assim é um aluno que estuda para passar de ano.

2. Ação social racional com relação a valores, aqui é o valor que orienta a ação, temos como exemplo o fato de não mentir.

3. Ação social afetiva, a ação é medida por sentimentos, assim e uma mãe que salva seu filho de uma enchente.

4. Ação social tradicional, dada aos costumes e tradições arraigadas, assim é um cristão que faz o sinal da cruz sempre que passa diante de uma igreja.

Nos conceitos de ação social, e definição dos seus diferentes tipos, Weber não analisa as regras e normas sociais como exteriores aos indivíduos, para ele as normas e regras sociais são o resultado do conjunto de ações individuais.

Weber procurou também destacar que as diferentes esferas da vida social, seja ela pessoal, religiosa afetiva, jurídica, etc,são autônomas,mas se influenciam de forma constante.Para ele não basta descrever as atitudes e relações estabelecidas entre os indivíduos em sociedade,mas é necessário também considerar e interpretar o sentido que as pessoas atribuem as próprias atitudes.

Sendo assim, Weber entendia a Relação Social como algo que diz respeito a ações de diversas pessoas, ou agentes dotados de sentido mutuamente relacionados. Nesse caso a conduta dos agentes se orienta para sentidos compartilhados por todos. Tendo como exemplo claro da afirmação weberiana tem-se as ações praticadas por pessoas no interior de uma família que constituem uma relação social, pois há um significado coletivo compartilhado por todos os membros dessa família. Esse significado orienta a ação de cada pessoa dessa família levando-a a cultivar certos valores aceitos por todos como o respeito aos pais, o afeto comum ou o usufruto de bens como a casa onde moram, de seus utensílios, etc.

Ele procurava através da racionalidade entender o sentido, a motivação e os padrões das ações humanas, e dessa forma ele acaba por elaborar um de seus mais importantes conceitos dentro desta perspectiva de análise, o da estratificação social, que nada mais é do que grupos, camadas ou classes divididas de forma hierarquizada seguindo algumas categorias, que são:

• Estamentos – de ordem social, aqui o indivíduo é avaliado por seu “status”, isto é, parentesco e hereditariedade dentro do seu prestígio social, poder e tradição.

• Classes – de ordem econômica, aqui o indivíduo e avaliado pela posse de bens, seus rendimentos e sua posição social.

• Partido – de ordem política, aqui o individuo é avaliado por suas influencias políticas, sua participação e influência junto ao poder.

Partindo para a visão de Raimond Firth, à forma como os homens se relacionam através de suas ações, levando em consideração aspectos como: período de tempo, responsabilidade e respeitabilidade com os grupos é conceituado por ele como Organização Social. Já as formas como os homens se comportam socialmente seria a Estrutura Social.

Buscando uma diferença entre os dois conceitos de Firth,ou seja,a diferença entre estrutura e organização social,percebe-se que a estrutura diz respeito ao sistema de posições sociais que

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.5 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com