TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Produtos Orgânicos tóxicos

Casos: Produtos Orgânicos tóxicos. Pesquise 791.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  19/2/2013  •  1.836 Palavras (8 Páginas)  •  1.560 Visualizações

Página 1 de 8

NTRODUÇÃO

A população mundial encontra-se em processo de crescimento muito acelerado e este fato traz consigo vários problemas, sendo que entre eles está a questão da produção alimentícia que precisa ser cada vez mais intensa para suprir esta demanda, mas essa produção alimentícia para ser efetuada necessita de alguns meios que pode prejudicar outros aspectos da vida dos seres e o ambiente em que vivem.

De acordo com Miller (2007) [...] para alimentar 8,9 bilhões de pessoas, número previsto para até 2050, deve-se produzir e distribuir mais alimento do que já foi produzido desde o início da agricultura há 10 mil anos e fazê-lo de forma sustentável.

Essa grande produção alimentícia requer meios como o uso de grandes extensões de terra, o uso de máquinas e equipamentos e o uso de produtos químicos, agrotóxicos e/ou fertilizantes, que irão garantir essa produção tanto pelo maior uso das terras quanto pelo serviço de controle de pragas.

Segundo Luft (2003), pragas são insetos ou doenças que atacam as plantas ou animais, são seres que importunam e segundo Miller (2007) as pragas são qualquer espécie que dispute conosco alimento, espalhe doenças, invada ecossistemas.

Para fazer o controle das pragas foram desenvolvidas várias substâncias químicas, os agrotóxicos ou pesticidas, sendo que os tipos mais comum são os inseticidas que são eliminadores de insetos, os herbicidas que são eliminadores de ervas daninha, fungicidas que são eliminadores de fungos e os rodenticidas, eliminadores de roedores.

O uso desses produtos químicos tem aumentado muito a produção, mas o seu uso indiscriminado e sem os devidos cuidados, acarretam muitos problemas tanto ambientais quanto para a saúde de animais e do próprio homem. Este artigo pretende mostrar alguns tipos de agrotóxicos, enfatizando seus efeitos negativos sobre o ambiente e a saúde, além de mostrar que existem alternativas para erradicar ou diminuir o uso dos mesmos.

Tipos de pesticidas

Inseticidas organoclorados são compostos formados por carbono e cloro, alguns dos quais são encontrados na natureza e devido a sua toxidade para algumas plantas e insetos, muita desses compostos produzidos sinteticamente tem tido um amplo uso como pesticida. São produtos que se degradam muito lentamente, tendendo a se acumular, não dissolvem facilmente em água, mas são muito solúveis em meios gordurosos como óleos e tecidos adiposos. Nos anos de 1940 e 1950 foram introduzidos grandes quantidades de novos pesticidas, especialmente inseticidas, sendo que a maioria desses são organoclorados. Um exemplo é o hexaclorobenzeno (HCB), ele é estável, fácil de preparar a partir do cloro e benzeno, sendo que foi utilizado durante várias décadas como fungicida de uso agrícola nas colheitas de cereais, mas é um produto extremamente persistente. (Colin, 2006)

Ainda segundo Colin (2006) os pesticidas do tipo ciclodieno, por exemplo aldrin e dieldrin, chegaram ao mercado por volta de 1950, mas diante de sua persistência, seu potencial de toxidade, sua tendência a se acumular em tecidos gordurosos, o uso de quase todos esses compostos está atualmente proibido ou rigorosamente restrito em muitos países. O Endossulfano é um inseticida em uso extensivo em todo o mundo com aplicações domésticas e agrícolas, sua bioconcentração e persistência ambiental são muito menores que de outros ciclodienos.

De acordo com Colin (2006), inseticidas à base de organofosforados e Carbamados são do tipo não persistente, representando uma vantagem sobre os organoclorados, contudo apresentam geralmente um efeito tóxico mais agudo (imediato) para os seres humanos e outros animais. Muitos desses produtos representam um grande perigo para a saúde daqueles que os aplica e para qualquer pessoa que entre em contato com os mesmos.

Inseticidas naturais

Muitas plantas podem fabricar certas substâncias para a sua auto-proteção, essas substâncias são capazes de matar ou de incapacitar insetos.Diante disso, os químicos começaram a isolar alguns desses compostos para serem usados no controle de pragas. Exemplos de inseticidas naturais são a nicotina, a roterona, os feromônios e os hormônios juvenis. Um grupo desses pesticidas que é usado durante séculos é o grupo das piretrinas, seus compostos originais foram obtidos através de certas espécies de crisântemos.

Herbicidas

Os herbicidas são compostos químicos que destroem plantas, são frequentemente empregados para matar ervas daninha sem causar prejuízo a vegetação desejada. O uso agrícola de herbicidas substituiu a ação humana de capina. Sua ação é feita principalmente por alguns sais que matam as plantas extraindo sua água ou seja desidratando-a.

Segundo Colin (2006) [...] herbicidas inorgânicos e organometálicos foram em grande parte gradualmente eliminados devido a sua persistêncianos solos, sendo o mercado atual dominado pelos herbicidas totalmente orgânicos, onde sua principal vantagem é o fato de serem muito mais tóxicos para certas espécies de plantas do que para outras, sendo usado para erradicar algumas sem prejudicar outras.

Agrotóxicos e seus efeitos para a saúde e o ambiente

Praticamente desde sua introdução, os pesticidas sintéticos constituem um problema, devido ao seu impacto potencial sobre o ambiente e a saúde humana, principalmente em virtude da ingestão de alimentos contaminados com esses produtos e como alguns cientistas afirmam que as próprias plantas produzem inseticidas para se defenderem de insetos e fungos, então estamos expostos a concentrações muito maiores de pesticidas, sejam naturais ou sintéticos. (Colin,2006)

Os agrotóxicos são muito perigosos para a saúde no sentido de que alguns tipos aumentam sua concentração quando avança na cadeia alimentar, esse processo é chamado biomagnificação, como exemplo, a maioria dos organoclorados tem esse poder de biomagnificar-se.

De acordo com Miller (2007) estudos da Academia Nacional de Ciências, afirma que a exposição e resíduos de pesticidas permitidas por lei em alimentos provoca de 4 mil a 20 mil casos de câncer por ano nos Estados Unidos.

Um relatório publicado recentemente pela Organização Mundial de Saúde estimou que a cada ano milhões de pessoas tem problemas devido a exposição a pesticidas.

Com relação ao ambiente, além de muitos desses produtos se acumularem, muitas vezes não atingem somente o local desejado, espalhando-se em outros ambientes contaminando fontes de águas e outros biomas.

Alguns cuidados ao usar agrotóxicos

Todos os produtos químicos orgânicos, inorgânicos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.5 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com