TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Dos Tempos Modernos A Moderna Gestão De Pessoas

Por:   •  24/11/2013  •  809 Palavras (4 Páginas)  •  235 Visualizações

Página 1 de 4

Dos Tempos Modernos a Moderna Gestão de Pessoas

A sociedade atual tem vivenciado grandes transformações em todas as camadas. Mas em um passado não muito distante o filme “Tempos Moderno” que tem como principal personagem Charlie Chaplin retrata a vida dos trabalhadores da época e faz duras criticas a precariedades das condições humanas nas indústrias. O filme tempo modernos de Charles Chaplin do ano de 1930 mostra um funcionário de uma empresa siderúrgica nos Estados Unidos que trabalha num posto de trabalho de uma linha de montagem dinâmica (Fordismo) fazendo suas atividades simples, robotizadas, repetitivas e desgastantes sem intervalo de descanso. Chega um momento que sofre um colapso nervoso e estresse, tendo que ser internado num hospício.

Até aqui em nenhum momento se pensou que o culpável do colapso nervoso do funcionário proletário fosse do sistema de produção da época. Ao contrário, os polícias, os colegas, chefes e patrões achavam que a culpa fosse do funcionário por ser fraco emocionalmente, preguiçoso e pobre. E não haver podido dar conta com o serviço robotizado da época. Em contraposição, a moderna gestão de pessoas que considera aos funcionários como parceiros e não como robô ou mão de obra. Com dinamismos, criatividade, competência, flexíveis, proativos, dentro de equipes interdependentes, com muita vontade de fazer as coisas bem e melhor para poder levarão sucesso a uma empresa.

Quando saí do hospício para a vida real. -Encontrou a empresa onde trabalhava fechada!-. Como conseqüência da Grande Depressão econômica do ano de 1929, consistente num longo período caracterizado pela oferta maior que a demanda do produto, por causa do aumento da produtividade na linha de produção nos Estados Unidos e pela diminuição das importações pela Europa; sem simultaneamente transformar as formas de consumo sociais e as reais condições de vida dos trabalhadores industriais. Ocasionando numerosas falências de empresas, desemprego elevado, escassez de crédito, baixos investimentos, fome, e miséria.

Nessa época se aplicou rigorosamente os princípios de Taylor com as linhas de montagem dinâmica do Ford, obcecado pela produtividade, estudo de tempos e movimento, e padronização de trabalho na administração ou gestão de pessoas, trazendo como conseqüência uma sobre produção ou grande produção em massa de tal magnitude que ocasionou uma grande recessão inimaginável sem fronteiras. Acabando preso novamente Carlitos por ser confundido com um líder comunista ou grevista. Já que nesse tempo começaram a se formar grupos de sindicatos para velar pelos interesses dos trabalhadores. Até então considerados marginados e considerados como fatores de produção e não de capital intelectual nem de talento.

A moderna Gestão de pessoas acredita todo o contrario ao pensamento Fordista e dos princípios de Taylor, na compatibilidade dos objetivos e interesses entre a organização como lucro, produtividade, competitividade, eficiência, sucesso; e os individuais, como salários, benefícios, reconhecimento, estabilidade no emprego e segurança do trabalho, lazer e sucesso pessoal. Mediante uma integração de sinergia de esforços pessoais para alcançar os objetivos da organização porque o sucesso individual depende do sucesso organizacional e vice-versa um depende do outro. E porque crescer na vida e ser bem sucedido quase sempre significa crescer na organização.

Por enquanto, uma jovem órfã de mãe, com dois irmãos menores e com o pai desempregado toma a decisão de furtar alimentos para poder sobreviver.

Na prisão frustra uma tentativa de fuga de um importante delinqüente,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com