TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EDUCAÇÃO NO BRASIL 1990 AOS DIAS ATUAIS

Por:   •  30/5/2013  •  908 Palavras (4 Páginas)  •  819 Visualizações

Página 1 de 4

Reflexão filosófica sobre os condicionantes históricos e sociais que influenciavam o modelo educacional vigente.

Entender e refletir sobre o sistema educacional como um todo, nos direciona á uma visão do passado histórico e social que fizeram parte e ainda podem ser observados até hoje nesse mesmo sistema. É entender o que mudou, os avanços e retrocessos, o que precisa ser posto em prática, e principalmente: saber qual papel cada indivíduo deve desempenhar para ser parte de uma mudança radical que vêm sendo evitada e ignorada á séculos.

Analisando o período compreendido entre 1990 até os dias atuais, notamos que nosso modelo educacional sofreu grandes mudanças no que diz respeito á utilização de recursos tecnológicos no meio educacional ou mesmo nas oportunidades que surgiram com o passar dos anos de classes consideradas excluídas. Também ficou evidente que mesmo com toda essa evolução que parecia trazer apenas pontos positivos, problemas surgiram ou se agravaram da mesma proporção. Maiores investimentos passaram a fazer parte do cronograma de metas a serem cumpridas. Mudanças de governantes trouxeram novas idéias á respeito desse assunto. Houve diminuição do analfabetismo em jovens e adultos. Mas é importante pararmos um pouco e analisar: será que o que já foi feito é suficiente? Será que nos preocupamos mais com coisas banais do que com o nosso sistema educacional? Será que somos comprados facilmente por uma propaganda ou ideologia que só nos tira o foco verdadeiro da situação atual? Daí a importância de utilizar ferramentas que nos direciona á um olhar crítico e geral de tudo e até de nós mesmos.

Até a década de 90 poucas pessoas tinham acesso aos graus mais elevados de ensino e toda a estrutura do restante do sistema básico era ignorada. Já existiam idéias relacionadas é democratização da educação no país, com políticas de “educação para todos” que se estendem até os dias atuais. O detalhe é que essas características foram observadas não apenas no Brasil, mas também em vários países da América Latina, que observaram o processo de indução externa que articula as políticas sugeridas por organismos internacionais à concessão de empréstimos aos países desta região. São os conhecidos Investimentos Internacionais em prol do desenvolvimento. O problema é que essa preocupação se deve apenas por causa da necessidade de se reestruturar o sistema produtivo e da relação Estado e sociedade de acordo com os padrões da nova ordem mundial. Ou seja: á medida que o mercado pede mudanças no meio em que se encontra, o governo investe naquele setor e faz parecer que está fazendo sua parte. Isso pode ser visto nos centros de capacitações que ´´ choveram `` de uma hora á outra em todas as regiões do país. Além disso, mecanismos como bolsa escola, transporte escolar gratuito, escola em tempo integral entre outros, foram criados para garantir a permanência dos estudantes na escola, mas que acabaram acomodando algumas famílias. O PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) é outro tipo de programa criado para tentar suprir a falta de investimentos e agilizar projetos em várias camadas, dentre elas a educação. Muitos especialistas defendem que o problema não é apenas a falta de investimento e sim a maneira com que esses recursos são empregados.

Instituições como UNESCO,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com