TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Revisão do filme "Mau: Imperador e Rei"

Resenha: Revisão do filme "Mau: Imperador e Rei". Pesquise 801.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  11/9/2014  •  Resenha  •  876 Palavras (4 Páginas)  •  293 Visualizações

Página 1 de 4

MAUA - O IMPERADOR E O REI

Considerado o primeiro grande empresário/empreendedor do país, responsável por uma série de iniciativas inovadoras para a economia brasileira, durante o império no século XlX, o filme, Mauá o Imperador e o Rei, de direção de Sérgio Resende, enfatiza a estória de um dos mais ilustres personagens brasileiros, o Barão de Mauá, seguindo a trajetória desde a sua infância sofrida, a ascensão como excelente empreendedor e visionário até sua queda.

Irineu Evangelista de Souza, verdadeiro nome do Barão de Mauá, viveu até os nove anos, em Arroio Grande no Estado do Rio Grande do Sul, com sua família até o infortúnio do assassinato de seu pai. Sem condições de ser criado por sua mãe, muda-se para o Rio de Janeiro por intermédio de seu tio, capitão de um navio negreiro, e começa a trabalhar como caixeiro para um comerciante de escravos.

Devido a sua capacidade, persistência e intenção de tornar o Brasil em um país desenvolvido e industrializado, além de seu crescimento profissional muito rápido, foi responsável por uma série de iniciativas modernistas para a economia nacional. Com esse grande crescimento profissional, Irineu acabou sendo considerado o primeiro empresário brasileiro e através de seus contatos começou a receber várias influências, principalmente da ideologia britânica através de seu amigo, mr. Carruters e ao visitar a Inglaterra, conheceu várias fábricas reforçando seus ideais e idealizando assim, vários de seus objetivos para adaptar a economia do Brasil a este novo modelo que se iniciava.

Atuou nos mais diversos setores da economia urbana. Suas iniciativas deram início, com a aquisição de um estabelecimento industrial na Ponta de Areia (Rio de Janeiro), onde foram desenvolvidas várias atividades, como fundição de ferro e bronze e construção naval. No campo da indústria, Mauá foi responsável pela produção de: navios a vapor, estradas de ferro, nos serviços, destacaram-se o incentivo ás comunicações telegráficas e bancos. Essas iniciativas modernizadoras encontravam seu revés na manutenção da estrutura colonial agro-exportadora e escravista e na concorrência com empreendimentos estrangeiros, principalmente britânicos. Essa concorrência feroz, não mediu esforços e em 1857 um incêndio nitidamente criminoso destruiu sua empresa em Ponta de Areia. Suas iniciativas vanguardistas representavam uma ameaça para os setores mais conservadores do governo e para o próprio imperador, que não lhe deu o devido apoio. Sua postura liberal em defesa da abolição da escravatura e sua atitude contrária à Guerra do Paraguai acabaram isolando-o ainda mais, resultando na falência ou venda por preços reduzidos de suas empresas.

CONCLUSÃO

"Mauá: o Imperador e o Rei" é um excelente filme brasileiro retrata a grande importância e a influência de Mauá no desenvolvimento do Brasil. A visão retrógrada da elite brasileira da época e as dificuldades e obstáculos os quais Irineu queria para modernizar o país, refletem até os dias de hoje na cultura brasileira. Prejudicado por estrangeiros mas, principalmente, pelos próprios brasileiros que pertenciam a uma oligarquia, que apenas queriam usufruir os bens sem nada produzir é, conforme ele mesmo cita no filme, um atraso que perdurará durante séculos até esta quebra. Mauá era empresário, industrial, banqueiro, político.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com