TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

250 PALAVRAS

Por:   •  23/4/2013  •  1.369 Palavras (6 Páginas)  •  674 Visualizações

Página 1 de 6

Em nosso aprendizado da língua inglesa, contamos com uma grande vantagem: os cognatos, que

representam de 20 a 25% de todas as palavras que aparecem em textos técnicos.

Mas é óbvio que apenas isto não é suficiente. E o restante das palavras? Como fazer? Temos então

a segunda boa notícia. As 250 palavras mais comuns da língua inglesa, respondem por

aproximadamente 60% de um texto. Como os cognatos não constam desta lista de palavras mais

comuns segue que, se conhecemos o significado das 250 palavras mais frequentes e dos

cognatos, conhecemos cerca de 80 a 85% de qualquer texto técnico. É claro que 80 ou 85% ainda

não chega a 100%. Como fazer com o restante das palavras? Mais uma vez, usamos nossa intuição

(lembra-se que nossa intuição está correta em 99,999% das vezes?).

Pensemos em nosso texto como um enigma a ser desvendado. Possuímos alguns elementos

familiares, as palavras que conhecemos, e outros que nos são desconhecidos. Devemos deduzir,

por meio de nossa intuição, de nossos conhecimentos anteriores, o que as palavras desconhecidas

podem significar. Não precisamos nos preocupar com todas as palavras, apenas com aquelas que

desempenhem um papel importante no texto. Quais são elas? Se uma palavra aparece com

relativa frequência em um texto, ela certamente desempenha um papel importante na

compreensão do todo. Se uma palavra aparece apenas uma vez, muito provavelmente não

precisaremos nos preocupar com ela.

O maior problema é que tal enfoque é encarado de forma suspeita pela maioria dos alunos. Como

é possível, ignorar uma palavra desconhecida e continuar lendo como se nada houvesse

acontecido? O que estamos propondo não é nada absurdo. Qual foi a última vez em que consultou

umdicionário? Toda vez que encontramos uma palavra desconhecida vamos em busca do

dicionário? Muito provavelmente não. O que acontece é que, como a nossa familiaridade com o

português é grande, na hipótese de depararmo-nos com uma palavra desconhecida, o seu sentido,

dado o contexto que a cerca, será facilmente deduzido. Isto tudo praticamente sem mesmo nos

darmos conta do ocorrido. A não ser que nos proponhamos a tarefa de parar a cada vez que

encontrarmos uma palavra desconhecida, a nossa leitura se dá com frequência sem interrupções.

As palavras desconhecidas são intuídas, quase que subconscientemente, e passam a integrar o

nosso vocabulário. Considerando-se que o vocabulário de um adulto consiste de aproximadamente

50.000 palavras, é ridículo imaginar que tal conhecimento tenha sido adquirido através de 50.000

visitas ao dicionário. Este vocabulário foi adquirido, em um processo iniciado em nossa infância, de

forma contínua e através da observação do nosso ambiente, observando outras pessoas falarem,

prestando atenção nas palavras utilizadas em determinadas situações e também através da

leitura.

A nossa estratégia para o domínio da língua inglesa para leitura é exatamente aquela utilizada há

milhares de anos, com excelentes resultados, pela raça humana. Aprendizado natural, seguindo

nossos instintos e pela interação com o ambiente que nos cerca.

Como vimos, as 250 palavras mais frequentes da língua inglesa, podem nos ajudar a dar um

impulso substancial em nosso aprendizado. Por esta razão, estamos incluindo nas páginas que se

seguem estas palavras organizadas de acordo com a frequência em que ocorrem. Não estão

organizadas alfabeticamente, mesmo porque não é nosso objetivo reproduzir aqui um dicionário.Também não incluímos todos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.3 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com