TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Filosofia A Palavra Filosofia

Pesquisas Acadêmicas: Filosofia A Palavra Filosofia. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  5/10/2012  •  545 Palavras (3 Páginas)  •  2.462 Visualizações

Página 1 de 3

A palavra filosofia

(Seção 1 do capítulo 1: “A origem da Filosofia”)

A palavra filosofia é grega. É composta de duas outras: philo e Sophia. Philo quer dizer “aquele ou aquela que tem um sentimento amigável”, pois deriva de philía, que significa “amizade e amor fraterno”. Sophía quer dizer “sabedoria” e dela vem a palavra sophós, sábio.

Filosofia significa, portanto,”amizade pela sabedoria” ou “amor e respeito pelo saber”. Filósofo: o que ama ser sábio, que é amigo do sábio ou tem amizade pelo saber, deseja ser sábio.

Assim, filosofia indica a disposição interior de quem estima o saber, ou o estado de espírito da pessoa que deseja o conhecimento, o procura e o respeita.

Atribui-se ao filósofo grego Pitágoras de Samos (que viveu no século V a.C.) a invenção da palavra “filosofia”. Pitágoras teria afirmado que a sabedoria plena e completa pertence aos deuses, mas que os homens podem desejá-la ou amá-la, tornando-se filósofos.

Dizia Pitágoras que três tipos de pessoas compareciam aos jogos Olímpicos (a festa pública mais importante da Grécia): as que iam para comerciar durante os jogos, ali estando apenas para satisfazer a própria cobiça, sem se interessar pelas disputas e pelos torneios; as que iam para competir e brilhar, isto é, os atletas e artistas (pois durante os jogos também havia competições artísticas de dança, poesia, musica e teatro); e as que iam para assistir aos jogos e torneios, para avaliar o desempenho e julgar o valor dos que ali se apresentavam. Esse terceiro tipo de pessoa, dizia Pitágoras, é como o filósofo.

Com isso, Pitágoras queria dizer que o filósofo não é movido por interesses comerciais ou financeiros — não coloca o saber como propriedade sua, como uma coisa para ser comprada e vendida no mercado; também não é movido pelo desejo de competir — não é um “atleta intelectual”, não faz das idéia se dos conhecimentos uma habilidade para vencer competidores; e, sim, é movido pelo desejo de observar, contemplar, julgar e avaliar as coisas, as ações, as pessoas, os acontecimentos, a vida; em resumo, é movido pelo desejo de saber. A verdade não pertence a ninguém (para ser comerciada) nem é um prêmio conquistado por competição. Ela está diante de todos nós como algo a ser procurado e é encontrada por todos aqueles que a desejarem, que tiverem olhos para vê-la e coragem para buscá-la.

A Filosofia surgiu quando alguns gregos, admirados e espantados com a realidade, insatisfeitos com as explicações que a tradição lhes dera, começaram a fazer perguntas e buscar respostas para elas, demonstrando que o mundo e os seres humanos, os acontecimentos naturais e as coisas da natureza, os acontecimentos humanos e as ações dos seres humanos podem ser conhecidos pela razão humana, e que a própria razão é capaz de conhecer-se a si mesma.

Em suma, a Filosofia surgiu quando alguns pensadores gregos se deram conta de que a verdade do mundo e dos humanos não era algo secreto e misterioso, que precisasse ser revelado por divindades a alguns escolhidos, mas que, ao contrário, podia ser conhecida por todos por meio das operações mentais de raciocínio, que são as mesmas em todos os seres humanos. Esses pensadores descobriram também que a linguagem respeita as exigências do

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com