TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Fenômeno literário

Tese: Fenômeno literário. Pesquise 800.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  16/6/2014  •  Tese  •  1.645 Palavras (7 Páginas)  •  235 Visualizações

Página 1 de 7

1. O que é o fenômeno literário e qual é a sua contribuição para as produções literárias?

A leitura literária não é fácil de ser descrita, pois, se trata de um tipo especial de leitura. Apesar disso a literatura infantil é muito valorizada por se tratar de uma manifestação humana que merece destaque entre as demais culturais, sendo assim, tem seu espaço garantido no ambiente escolar. A literatura é considerada um ato de criação artística e, portanto deve ser estimulada, pois através dela o leitor é conduzido a mundos fascinantes. O termo leitura literária tem atualmente um sentido amplo e bem abrangente, pois o conceito de leitura vem deixando de ser um ato mecânico ou meramente interpretativo e passando a ser uma forma de praticar o conhecimento de mundo. Também é uma maneira de o indivíduo colocar em ação o conjunto de experiências que possui, fazendo isto ele pode refletir sobre o que está lendo. Não existe, no entanto um momento pré-definido para a iniciação da leitura literária por parte das crianças, ela pode ocorrer antes mesmo da aquisição da linguagem verbal. A poesia pode ser um bom exemplo disso, ela pode ser apreciada desde bem cedo pela criança através das cantigas de ninar, criando assim uma familiarização e um vínculo futuro. Para que se tenha uma boa relação com textos literários na vida adulta, é fundamental que a criança tenha a oportunidade de ter um contato amplo com os mais diversos tipos de literatura. Para estudar textos literários é necessário estar ciente das várias mutabilidades que podem ocorrer na obra de um mesmo autor, nos autores de uma mesma época, na transmissão de autores, obras e épocas literárias artísticas. Algumas particularidades são conservadas. A literatura se apóia em cinco elementos importantes: autor, leitor, texto, língua e referente. Ocorre cada vez mais a desagregação entre autor e texto literário. A linguagem deve demonstrar a evolução do escritor de maneira impessoal e anônima. O que o autor já vivenciou não deve transparecer em seus escritos. Compete ao leitor compreender e interpretar o discurso literário. O autor ao escrever sua obra imagina como ela será recepcionada por seus leitores, prevendo previsíveis reações. O texto literário somente será entendido se houver reciprocidade entre o conhecimento explícito pelo autor ao que está implícito no leitor. Isso significa que haverá uma rede de sentidos que conecta todo o texto: linguagem cotidiana e atribuição de outros significados as palavras. A linguagem do discurso literário tem base conotativa e plurissignificativa ao passo que o texto não-literário é monossignificativo. O artista utiliza-se do seu exercício de liberdade para compor textos com criatividade atribuindo-se da multiplicação dos sentidos, da tradição, da própria cultura ou do inusitado. Essa maneira de escrever suscitou a necessidade de interpretar e dar respostas ao mundo. Surgiram então, diferentes gêneros literários de expressão narrativa e poética. O leitor ao recepcionar as obras dará vida ao fenômeno artístico. Ao se dedicar a leitura adquira um modo pessoal de ler e interpretar. As características do fenômeno literário englobam os seguintes componentes: complexidade, multissignificação, predomínio da conotação, liberdade de criação, ênfase no significante e variabilidade. A complexidade é entendida como o ato da literatura de superar a realidade existente criando uma realidade própria um “puro objeto de linguagem. A multissignificação Funciona como um amplificador dos significados e dos significantes, permitindo que sejam inúmeras as interpretações para um mesmo texto. O predomínio da conotação é utilizado pelos escritores para dar mais ênfase ao nível poético e estético da linguagem ultrapassando o sentido informativo criando sentido superiores de significação e embelezamento. A liberdade de criação possibilita ao autor criar além dos padrões estabelecidos pela literatura. Cada escritor que propõe inovações esta proporcionando a renovação da literatura. A ênfase no significante acentua o lado material da palavra ou da letra, de modo que o significante se destaque e proporcione o entendimento do poema através: do som, do desenho da letra, da musicalidade, da ambiguidade, da multissignificação e outros. A variabilidade integra as mudanças ocorridas que ocorrem na mesma ou em diferentes culturas e épocas da história do modo de ser da literatura. Nesse estudo foi notificado como a estrutura literária se apresenta diferentemente dos textos não-literários. Enfocando sempre que a criação e a receptividade são características fundamentais do texto literário.

2. Qual a importância do professor compreender a matéria literária?

Ao enfocarmos a importância do professor para a formação de leitores literários, não desejamos atribuir somente a ele a responsabilidade por despertar nos educandos o prazer à leitura literária. Sabemos que essa é uma questão, no Brasil, comprometida pela desigualdade social, pelo preço dos livros, etc. Conseqüentemente, a maioria dos alunos de escolas públicas terá os primeiros contatos com livros na escola, o que torna significativo o papel desse mediador. Da mesma forma que constatamos essa realidade, percebemos, nos cursos de formação continuada, experiência que nos acompanha há seis anos, o pouco contato do professor com o livro. Raramente, o professor de Língua Portuguesa e de Literatura lembra-se do último livro literário que leu na íntegra. Essa

constatação surge quando iniciamos o curso de formação continuada e indagamos, no intuito de conhecer o público com quem iremos dialogar, o que é Literatura para eles, como selecionam o texto a ser discutido, como acontecem suas aulas de Literatura, qual o último livro que leram ou que estão lendo. para que a leitura da obra literária ocorra, é

preciso, dentre outros elementos que exista o “professor leitor com boa fundamentação teórica e metodológica”, pois é ele quem vai selecionar a grande quantidade de obras oferecidas pelos mercados editoriais. Dentre as questões abordadas na referida pesquisa, tem-se o ensino de literatura que tem sido questionado e criticado devido à prática baseada sempre na periodização literária, geralmente, guiada pelos livros didáticos em salas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.5 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com